Category Archives: Castelo Branco

AMCB - Associação Municípios Cova Beira - Capeia Arraiana

Municípios da Cova da Beira recebem 3 milhões

A Associação de Municípios da Cova da Beira (AMCB) anunciou que vai desenvolver em cooperação com a província de Salamanca (Espanha) dois novos projectos transfronteiriços que implicam um investimento global superior a três milhões de euros. Os projectos foram aprovados no âmbito da iniciativa comunitária INTERREG e a sua execução pretende contribuir para o desenvolvimento dos territórios abrangidos nos dois países ibéricos.

AMCB - Associação Municípios Cova Beira - Capeia Arraiana

Página principal da AMCB que serve 14 munícipios

Secção Judo Sporting Clube Sabugal - Capeia Arraiana (orelha)

Judocas do Sabugal em Castelo Branco

O Sporting Clube do Sabugal participou no Torneio de Natal de Castelo Brando, onde Maria Ribeiro conseguiu mais uma medalha de ouro. O Torneio contou com a presença de Telma Monteiro.

Maria Ribeiro com Telma Monteiro

Maria Ribeiro com Telma Monteiro

Hoje destacamos... - © Capeia Arraiana (orelha)

Congresso do Lobo em Castelo Branco

Realiza-se em Castelo Branco, de 27 a 30 de Outubro, o IV Congresso Ibérico do Lobo, que conta com a intervenção de especialistas na gestão de conflitos que ameaçam a conservação da biodiversidade.

Untitled-1

Ciclismo - Capeia Arraiana

Vitória ao sprint em Castelo Branco

José Gonçalves não estava indicado para entrar a “matar“ na reta da meta mas, à última hora, o diretor desportivo da Caja Rural disse-lhe que seria ele a tentar a vitória no empedrado do centro de Castelo Branco porque o companheiro Eduard Prades, vencedor neste local no ano passado, estava com um problema técnico.

José Gonçalves corta a meta

José Gonçalves corta a meta

Aldeia Histórica de Sortelha - © Capeia Arraiana (orelha)

Vida e Obra do Dr Pereira Neves

Um volumoso livro de mais de 800 páginas dá a conhecer a vida e a obra do grande escritor Vítor Pereira Neves, natural de Sortelha, empenhado estudioso e difusor da cultura e da história da Mátria e da Pátria.

O livro do Dr Pereira Neves

O livro do Dr Pereira Neves

Secção Judo Sporting Clube Sabugal - Capeia Arraiana (orelha)

Emanuel Martins volta a subir ao pódio

Na última prova antes do período de férias, realizada em Alcains, o judoca do Sporting Clube do Sabugal Emanuel Martins conquistou a medalha de bronze na sua categoria, o que lhe valeu subir ao pódio.

Emanuel Martins subiu ao pódio

Emanuel Martins subiu ao pódio

António Alves Fernandes - Aldeia de Joane - © Capeia Arraiana

Fundão – a GNR desceu a avenida

O Fundão acordou com um desusado movimento. Não era segunda-feira, dia do tradicional e concorrido mercado semanal, mas sim terça-feira, dia 29 de Março. O coração da cidade estava vedado a qualquer movimento automobilístico, iam decorrer na polis as cerimónias oficiais do Dia da Unidade do Comando Territorial de Castelo Branco da Guarda Nacional Republicana.

Aniversário da GNR de Castelo Branco

Aniversário da GNR de Castelo Branco

Naturtejo GeoPark - Capeia Arraiana

Geopark Naturtejo é um sucesso internacional

Os 10 anos de existência do Geopark Naturtejo foram comemorados em Penamacor. Durante a cerimónia o ministro da cultura, João Soares, fez questão de afirmar que «o projecto é exemplar a todos os níveis, não apenas para a região, mas também para o País e para a Europa». O projecto integra os concelhos de Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Nisa, Oleiros, Proença-a-Nova, Vila Velha de Ródão e Penamacor.

Geoparque Naturtejo - Capeia Arraiana

Geoparque Naturtejo

Hoje destacamos... - © Capeia Arraiana (orelha)

Idanha-a-Nova é Cidade da Música da UNESCO

A candidatura de Idanha-a-Nova à Rede das Cidades Criativas na Área da Música da UNESCO foi anunciada como vencedora. Idanha-a-Nova é, assim, a primeira Cidade Criativa da Música, em Portugal.

Com o Festival Fora do Lugar a decorrer, Idanha-a-Nova foi declarada Cidade da Música

Com o Festival Fora do Lugar a decorrer, Idanha-a-Nova foi declarada Cidade da Música

Castelo Penamacor - © Capeia Arraiana

Penamacor no Geopark Naturtejo

A Comissão de Coordenação da Rede Europeia de Geoparques, reunida na Finlândia, revalidou o selo UNESCO ao Geopark Naturtejo por mais quatro anos e aprovou a integração do concelho de Penamacor.

Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Nisa, Oleiros, Proença-a-Nova, Vila Velha de Ródão e agora Penamacor, integram o Geoparque

Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Nisa, Oleiros, Proença-a-Nova, Vila Velha de Ródão e agora Penamacor, integram o Geoparque

Agosto - 2015 - Efemérides - Capeia Arraiana

Efemérides 2015 – 11 de Agosto

:: :: EFEMÉRIDES 2015 :: 11 DE AGOSTO :: :: O Capeia Arraiana publica diariamente as efemérides mais relevantes de cada data… Hoje destacamos a tomada de medidas pelo Marquês de Pombal em favor da indústria da lã da região da Serra da Estrela, em 1759. Ainda falamos em Santa Filomena, a santa que deixou de o ser e que se evocava a 11 de Agosto.

Santa Filomena

Santa Filomena

Ciclismo - Capeia Arraiana

Velocidade espanhola no sprint em Castelo Branco

Foi um sprint discutido a alta velocidade no piso empedrado do centro de Castelo Branco que marcou, esta sexta-feira, o final da 8.ª etapa da 77.ª Volta a Portugal Liberty Seguros. O espanhol Eduard Prades (Caja Rural-Seguros RGA) bateu o português Samuel Caldeira (W52/Quinta da Lixa) e o italiano Davide Vigano (Team Idea 2010 ASD). Desde 2009 que nenhum português consegue vencer nas chegadas à cidade albicastrense.

Volta a Portugal em Bicicleta - Guarda - Capeia Arraiana

Álvaro Amaro dá a partida para a 8.ª etapa da 77.ª Volta a Portugal em Bicicleta

António Alves Fernandes - Aldeia de Joane - © Capeia Arraiana

Fundão – militar, advogado, professor e político

José Sampaio Lopes nasceu na Freguesia de Santar, concelho de Nelas, filho de abastados lavradores e produtores de um dos melhores vinhos de Portugal (a marca Dão), mas também de bom azeite e produtos hortícolas.

Sampaio Lopes (de óculos e barba) no exercício das funções de Governador Civil

Sampaio Lopes (de óculos e barba) no exercício das funções de Governador Civil

Secção Judo Sporting Clube Sabugal - Capeia Arraiana (orelha)

Judocas sabugalenses subiram ao pódio

Os atletas da secção de Judo do Sporting Clube do Sabugal tiveram uma boa prestação na primeira edição da Taça Mestre António Morais, realizada em Alcains.

Emanuel Martins voltou a estar entre os melhores

Emanuel Martins voltou a estar entre os melhores

ca2013_aafernandes02

Canteiro, soldado, prisioneiro e chefe de guardas

Vereis amor da Pátria, não movido / De prémio vil, mas alto e quase eterno / que não é prémio vil ser conhecido – «Lusíadas».

Manuel dos Reis Grilo com a farda de guarda prisional (foto colhida do blogue Terra dos Cães)

Manuel dos Reis Grilo com a farda de guarda prisional (foto colhida do blogue Terra dos Cães)

António Alves Fernandes - Aldeia de Joane - © Capeia Arraiana

Castelo Branco – Centenário da 1ª Grande Guerra

À semelhança de todas as capitais de distrito, Castelo Branco não foi exceção na participação das cerimónias comemorativas do Centenário da Primeira Grande Guerra.

Soldados portugueses a caminho do comboio que os levaria à Flandres

Soldados portugueses a caminho do comboio que os levaria à Flandres

Rede de Judiarias de Portugal - Sabugal - © Capeia Arraiana

Castelo Branco debate a mulher no Judaísmo

A Câmara Municipal de Castelo Branco, em colaboração com a Rede de Judiarias de Portugal, celebra a 14 de Setembro o Dia Europeu da Cultura Judaica, através de um simpósio subordinado ao tema «A Mulher no Judaísmo». Entre os especialistas convidados estará o professor e investigador Jorge Martins, colaborador do Capeia Arraiana.

01_CARTAZ_Cultura_Judaica (1) copy

António Alves Fernandes - Aldeia de Joane - © Capeia Arraiana

Estórias de um aprendiz de burlão

Nasceu nos arrabaldes de Castelo Branco. Na década de sessenta, como nos tempos de hoje, foi forçado a emigrar para terras de França.

Estabelecimento Prisional de Castelo Branco

Estabelecimento Prisional de Castelo Branco

Secção Judo Sporting Clube Sabugal - Capeia Arraiana (orelha)

Ouro para Carla Vaz em Castelo Branco

A judoca Carla Vaz venceu a categoria feminina (-57 kg) e conquistou a medalha de ouro na 30.ª edição da Taça Cidade de Castelo Branco que se realizou no sábado, 21 de Junho, na capital da Beira Baixa.

Judoca Carla Vaz - Sporting Clube Sabugal - Capeia Arraiana Judoca Filipe Nave - Sporting Clube Sabugal - Capeia Arraiana Judoca Carla Vaz e David Carreira - Sporting Clube Sabugal - Capeia Arraiana

(Clique nas imagens para ampliar.)

Secção Judo Sporting Clube Sabugal - Capeia Arraiana (orelha)

Judocas do Sabugal em três frentes

No fim-de-semana passado a Secção de Judo do Sporting Clube do Sabugal (SCS) esteve em três frentes: num torneio na Escola de Judo Ana Hormigo, num treino para o campeonato nacional de juvenis e na final da liga Internacional de Clubes Luso Galega.

Judo do Sabugal vai somando medalhas

Judo do Sabugal vai somando medalhas

Obituário - © Capeia Arraiana

Faleceu a acordeonista Eugénia Lima

Vai hoje a enterrar em Rio Maior, ao meio-dia, a famosa acordeonista albicastrense Eugénia Lima, de 88 anos, que morreu esta sexta-feira, dia 4 de Abril, ao final da tarde, na sua residência. A «Rainha do Acordeão» actuou por diversas vezes no Concelho do Sabugal, a última em Agosto de 2013, no Casteleiro.

Eugénia Lima - a Rainha do Acordeão

Eugénia Lima – a Rainha do Acordeão

ca2013_aafernandes02

Contabilista, missionário, prisioneiro de guerra

Decorria a década de oitenta do século passado, quando nos cruzámos e conhecemos no sistema prisional. Ele era Assistente Religioso do Estabelecimento Prisional de Castelo Branco. Nasceu em S. Cosme (Gondomar), filho de um fiscal de Obras Públicas e saneamento, há quase oito dezenas de anos.

Volta a Portugal em Bicicleta 2013 - © Capeia Arraiana

Maxime Daniel vence ao sprint em Castelo Branco

Foi uma vitória ao sprint discutida a alta velocidade no piso empedrado de Castelo Branco. O francês Maxime Daniel (Sojasun) venceu, esta quarta-feira, 14 de Agosto, a sexta etapa da edição 75.ª da Volta a Portugal Liberty Seguros.

Volta Portugal Bicicleta - 6.ª etapa - Capeia Arraiana

Volta a Portugal em Bicicleta – 6.ª etapa – Sertã-Castelo Branco

António Alves Fernandes - Aldeia de Joane - © Capeia Arraiana

Castelo Branco – ecos de um livro escutista

Há dias recebi um livro. Não foi mais um qualquer a juntar a muitos outros de diversos temas e assuntos. Os livros são uns dos meus maiores amigos. Estão junto de mim, convivem na mesinha de cabeceira, na cozinha, na garagem, no quarto e até na casa de banho. A esposa anda sempre a arrumá-los ou a «desarrumá-los». São os meus amigos inseparáveis e só no dia em que partir para o eterno deixá-los-ei muito arrumadinhos, despedir-me-ei de todos eles com um muito bem hajam, por tantas horas de cultura, de história, de diversão, de vida, de amor e de tão boas parcerias.

Med Wolf - Capeia Arraiana

Parceria europeia quer salvar o lobo

O Grupo Lobo, em parceria outras organizações portuguesas e italianas colocou no terreno o Projecto «Life Med-Wolf», num esforço conjunto inédito, para salvar o lobo dos distritos da Guarda e de Castelo Branco.

Lobo ibérico

Lobo ibérico

Câmara Municipal Penamacor - © Capeia Arraiana

António Cabanas defende união a Norte

Em entrevista ao programa «Flagrante Directo» da Rádio Clube da Beira, do Fundão, o vice-presidente da Câmara Municipal de Penamacor, António Cabanas, defende a união «a Norte» do distrito de Castelo Branco ao da Guarda e mostra-se desagradado com a decisão do presidente da autarquia, Domingos Torrão, que avançou com um entendimento com as câmaras do Pinhal Interior à revelia dos órgãos autárquicos do concelho.

Judocas realizam exames de gradução

Realizaram-se no passado dia 29 de Junho em Castelo Branco exames de graduações para acesso a cinturão preto de judo, merecendo destaque a atleta Carla Vaz do Sporting Clube do Sabugal.

Desde alguns anos até hoje, os elementos das comissões distritais que realizavam os exames de graduações para os cinturões pretos de 1º e 2º grau (Dan), têm de ser compostas por judocas federados nas próprias associações, com graduação mínima de 2º Dan. Não tendo até hoje elementos suficientes para a formação de uma equipe que permitiria satisfazer as necessidades da Associação de Judo do Distrito da Guarda (AJDG), cinco judocas do nosso distrito prepararam-se e, com a concordância da Federação Portuguesa de Judo e a amabilidade da associação de Judo do Distrito de Castelo Branco, realizaram os seus exames nas instalações da academia de judo de Castelo Branco, sendo o júri a comissão associativa de graduações daquele distrito, fazendo assim parte dos doze candidatos a ser avaliados.
Os candidatos chegaram bastante mais cedo de que a hora prevista, permitindo assim acertar alguns pormenores para que tudo saísse da melhor forma. Os candidatos egitanienses mostraram a sua mais-valia mostrando estarem devidamente preparados para o acesso ao nível seguinte da formação desportiva nesta modalidade. Estando agora uma nova etapa a começar para o judo distrital, pois a AJDG tem agora condições para formar a sua própria Comissão Associativa de Graduações.
Deixa-se ainda o destaque para a presença feminina do Sporting Clube do Sabugal, Carla Vaz, que mais uma vez faz história no Judo Distrital, sendo a primeira judoca do judo da Guarda a alcançar aquela graduação e fazer parte da já referida comissão, restando agora dar continuidade ao trabalho e projeto da AJDG em dar mais visibilidade a esta modalidade olímpica, com mais meios humanos e qualidade.
djmc

Vivências e olhares albicastrenses

Vivi e trabalhei mais de um quarto de século na harmoniosa, acolhedora e plana cidade fundada pelos Templários. Assim, criaram-se e cimentaram-se amizades, por cada esquina ou rua encontram-se amigos e conhecidos.

Com o cordão umbilical ligado a esses factos e às ex-actividades profissionais, que foram também de missão, quase todas as semanas me desloco de Aldeia de Joanes (Fundão) até Castelo Branco. É uma visita de efemérides, de recordações, uma romagem de saudade.
Não é possível esquecer a cidade onde nascem os nossos filhos e crescem com todas as valências sociais, religiosas, culturais, educativas e de tempos livres, num crescimento total.
Na última semana de Março, num dia de calor fora do normal para a época, com a pluviosidade ausente há muitos meses, e com preces para que chegue mais depressa à nossa moribunda agricultura, desloco-me à capital do distrito.
Logo que chego vou à Padaria para os lados dos Três Globos, que fabrica um pão de água gostoso e guloso e muita doçaria.
No caminho para o Oculista, a fim de resolver um aperto dos óculos, vejo em várias montras do comércio local um logotipo interessante, comemorativo do centésimo aniversário da Associação Industrial e Comercial de Castelo Branco, e concordo plenamente com o letreiro: «se não quer que o seu dinheiro vá para o Estrangeiro, faça as compras no comércio de proximidade».
Encontro no seu posto de trabalho uma Mulher, amiga, esposa e mãe. Está bonita! Com o pensamento nestes tempos quaresmais fez a sua Via Dolorosa. Há tempos, de um dia para o outro, foi-lhe diagnosticado um cancro. Começou a sua Via Cruxis. Diz-me: «naquele momento, estremeci, fiquei baralhada, revoltada. Passei por todos os tratamentos, foram meses infindáveis de sofrimento, de dor a vários níveis. Posso dizer que tive duas vidas: uma antes do cancro e outra depois. Agora abro a janela a cada manhã, com um profundo sentimento de gratidão, por mais um dia! Regressei definitivamente ao meu trabalho, rejuvenesci, cresceu-me o cabelo, estou elegante». E continua com as suas palavras de fé e esperança: «parece um absurdo, mas hoje posso dizer que o cancro fez com que a minha vida ganhasse um sentido completamente novo. Aprendi a dar mais sentido à vida e principalmente a Deus». Abençoada conversa com esta mulher, que ultrapassou as fronteiras do sofrimento, da dor, do desespero e da revolta. Hoje é uma MULHER NOVA, numa Páscoa que liturgicamente está a chegar.
Propus-lhe que falasse com uma familiar, também a sofrer destes problemas, para lhe transmitir palavras de esperança e de futuro, mas não estava do outro lado da linha telefónica.
Cruzo-me com um dos mais engenhosos serralheiros mecânicos do mundo, que a descolonização «exemplar», eu direi vergonhosa, forçou a sair de Angola e a regressar às suas origens – Castelo Branco. Está revoltado por tudo o que se passa na área política e sente-se injustiçado por todos os motivos. Recordei-lhe a arte de tocar harmónio com o nariz, esclarecendo-me que foi vocalista com a irmã Laurinda Silva e com Marco Teixeira na Orquestra Típica Albicastrense, fundada em 1957 pela Acordeonista Eugénia Lima em colaboração com um grupo de Albicastrenses.
Dirijo-me à Moderna Biblioteca, sita no antigo Quartel de Cavalaria, onde o meu conterrâneo Padre Carlos Moita Leal foi Capelão Militar. Antes piso as lajes graníticas gastas na porta de armas. Ali, bem preservada, lá se encontra uma colecção valiosa de painéis da azulejaria portuguesa, que aconselho uma visita, com temática militar: a marcha de guerra, o volteiro, posto à cossaca, teoria, limpeza dos solípedes, juramento de bandeira e licenciamento.
Na Biblioteca Municipal encontro os leitores assíduos. É o lugar por excelência onde todos tomamos conhecimento das últimas notícias e colocamos a leitura em dia.
Regresso ao Fundão com saudades de voltar sempre à Cidade dos Monges ou Guerreiros Templários, que nas ameias do Castelo andavam vestidos de branco.
António Alves FernandesAldeia de Joanes

António Alves Fernandes - Aldeia de Joane - © Capeia Arraiana

Escutismo – há 50 anos em Castelo Branco

Comemoram-se este ano os cinquenta anos da fundação do Agrupamento 160 do CNE na cidade albicastrense. As suas origens remontam aos anos 1957/58, em que D. Agostinho de Moura quis que o Escutismo fosse uma realidade em Castelo Branco.

Judocas do Sabugal competiram em Castelo Branco

A convite da Escola de Judo Ana Hormigo, a secção de Judo do Sporting Clube do Sabugal (SCS), deslocou-se no passado Sábado, 3 de Dezembro, com 13 dos seus mais jovens judocas (dos 5 aos 11 anos), ao IV Torneio de Natal, organizado pelo clube da atleta olímpica, albicastrense, estando presentes mais de cem pequenos judocas do distrito de Castelo Branco e zona limítrofe.

Todos os atletas do SCS competiram em grupos diferentes, permitindo assim novas vivencias, com atletas de outros clubes. Embora este tipo de torneio servir para ajudar os judocas de tenra idade na sua maturação competitiva, não correspondendo sempre os resultados ao que o atleta poderá vir a ser no futuro, a participação torna-se para cada um dos lutadores um desafio importante e motivador. Este tipo de torneios tem vindo a ser cada vez mais participativos pela necessidade de os pequenos atletas até aos 12 anos ganharem as competências necessárias para que os futuros competidores estejam devidamente enquadrados e preparados.
Esta última participação do Clube Raiano neste grupo de escalões etários, para 2011, foi bastante positiva, pelo facto dos atletas que atingiram os primeiros lugares do pódio, o terem feito de forma meritória, obtendo assim três primeiros lugares, três segundas posições como resultados a destacar. Todos os competidores estiveram ao nível do que lhes era exigido e mesmo os que obtiveram o bronze, se destacaram pela forma como defenderam as suas cores. Todos os participantes estão portanto de parabéns e aguardam de certeza a próxima prova.
Classificação dos judocas do SCS:
JOANA CARREIRA – 1ª
BEATRIZ PINHEIRA – 1ª
LUANA HILÁRIO – 3ª
ALEXANDRA NABAIS – 3ª
EDUARDO CASTILHO – 1º
MARCO ROCHA – 2º
JOÃO CALDEIRINHA – 2º
JOÃO NECA – 2º
DIOGO SILVA – 3º
DAVID BRANCO – 3º
CLÁUDIO PACHECO – 3º
MARCO BRANCO – 3º
BERNARDO PIRES – 3º
djmc

Vinhos da Beira Interior com promoção externa

Os vinhos da Beira Interior, vão ser alvo, entre os dias 16 e 19 de Junho, de uma ousada acção de promoção de carácter internacional, a fim de serem dados a conhecer a importadores e jornalistas estrangeiros.

[vodpod id=Video.10274488&w=425&h=350&fv=%26rel%3D0%26border%3D0%26]

Está prevista a realização de provas e visitas a explorações, assim como o IV Concurso de Vinhos da Beira Interior, promovido pelas Associações Empresariais da Guarda e de Castelo Branco e pela Comissão Vitivinícola Regional (CVR) da Beira Interior.
As exportações de vinhos da Beira Interior aumentaram quase 20 por cento entre 2009 e 2010, facto que motiva a organização para o lançamento da iniciativa. O claro sucesso das edições anteriores do concurso de vinhos é outro factor decisivo para a sua nova edição, apostando este ano «na promoção internacional dos néctares produzidos na região, sem esquecer a divulgação do património e demais produtos tradicionais».
«O grande objectivo da jornada de promoção internacional dos vinhos da região é, precisamente, contribuir para a sua divulgação e incentivar os negócios e a exportação», explicou Luís Baptista Martins, da organização do evento.
O representante disse que a CVR da Beira Interior, com cerca de 16 mil hectares de vinha, conta actualmente com 30 agentes económicos: cinco Adegas Cooperativas e 25 produtores/engarrafadores particulares, certificando anualmente «cerca de seis milhões de litros de vinho DOC Beira Interior e VR Beiras».
Luís Baptista Martins recordou que os vinhos da região «têm figurado entre os 50 melhores, nos últimos três anos, para o mercado do Reino Unido e para o mercado do Brasil» e nos concursos mundiais «têm vindo a ser distinguidos com regularidade, sinónimo do potencial e do crescimento que a região está a ter».
Além disso, destacou, «nos últimos anos, tem-se dado nesta região uma grande evolução relativa ao aumento do número de produtores e à qualidade dos seus vinhos», pretendendo a zona «afirmar-se como uma região de excelência e qualidade na produção de vinhos e ocupar o seu legítimo lugar juntamente com as grandes regiões vitivinícolas portuguesas».
Relativamente às vendas, o responsável indicou que se ultrapassou no ano passado as 500 mil garrafas de vinho exportado.
«Os maiores destaques nos mercados fora da União Europeia vão para os Estados Unidos da América, Angola, Brasil, China e Canadá e nos mercados da União Europeia para Reino Unido, França, Alemanha e Luxemburgo», esclareceu.
A iniciativa inclui uma visita de quatro dias, com 40 convidados internacionais, entre jornalistas e empresários do sector da comercialização de vinhos e de agro-alimentares.
A acção, apoiada pelo projecto COOPETIR – Cooperação para a Competitividade Empresarial, levará os participantes até Almeida, Figueira de Castelo Rodrigo, Trancoso, Belmonte, Idanha-a-Nova e Castelo Branco. Do programa constam visitas a aldeias históricas provas de vinhos, de doces e de queijos.
plb (com jornal «O Interior»)

Torneio de Natal da Escola de Judo Ana Hormigo

Realizou-se no pavilhão do Agrupamento de Escolas Cidade Castelo Branco o III Torneio de de Natal da Escola de Judo Ana Hormigo. Os judocas do Sporting Clube do Sabugal obtiveram cinco primeiros lugares, um segundo e três terceiros.

(Clique nas imagens para ampliar)

Para concluir o ano de 2010 o Sporting Clube do Sabugal (SCS) deslocou-se este sábado, 11 de Dezembro, com nove dos seus mais jovens judocas ao III Torneio de Natal organizado pela Escola de Judo Ana Hormigo. A atleta olímpica que dá nome à escola retomou a sua actividade competitiva precisamente este ano, após ter feito uma paragem para ser mãe.
Todos os atletas do SCS competiram em grupos diferentes, permitindo assim melhor rentabilidade das suas prestações.
A participação de judocas de tenra idade neste tipo de torneios é um importante e motivador desafio que acelera a sua maturação competitiva. Os treinadores tentam sempre desvalorizar os resultados menos conseguidos até porque não são sinónimos de outros que possam vier a ser alcançados no futuro. O objectivo principal prende-se com a possibilidade de ganharem as competências necessárias para que estejam devidamente enquadrados e preparados para futuros desafios.
Esta última participação deste ano do clube raiano foi bastante positiva porque mais de metade dos seus atletas atingiram o topo do pódio, obtendo cinco primeiros lugares, um segundo e três terceiros lugares.
Todos os competidores estiveram ao nível do que lhes era exigido e mesmo os que obtiveram o bronze, se destacaram pela forma como defenderam as suas cores.
Todos os participantes estão portanto de parabéns e aguardam de certeza a próxima prova.

JUDOCAS ESCALÃO ETÁRIO CLAS.
Joana Carreira 6 1.º
Beatriz Pinheira 7 3.º
Alexandra Nabais 7 1.º
Marco Rocha 8 1.º
Roberto Pereira 9 3.º
Eduardo Castilho 9 1.º
Eduardo Leitão 10 3.º
Pedro Carreira 11 2.º
Hristo Kurtov 11 1.º

djmc

PROT-C analisado no Governo Civil da Guarda

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDR) tornou público pelo aviso n.º 18463/2010 publicado no Diário da República que o período de discussão pública do Plano Regional de Ordenamento do Território (PROT-Centro) decorre entre 28 de Setembro e 30 de Novembro de 2010. O Governador Civil da Guarda, Santinho Pacheco, entendeu organizar uma reunião com autarcas do distrito para debater o famoso documento.

Santinho Pacheco - Governador Civil da Guarda - António Robalo - Presidente Câmara Municipal SabugalA Lei de Bases da Política de Ordenamento do Território e do Urbanismo (LBPOTU) estabelece que os Planos Regionais de Ordenamento do Território (PROT) são instrumentos de desenvolvimento territorial, de natureza estratégica, de âmbito regional.
A elaboração dos PROT é da competência das CCDR cabendo-lhe definir as estratégias regionais de desenvolvimento territorial, integrando as opções estabelecidas a nível nacional e considerando as estratégias municipais de desenvolvimento local, constituindo o quadro de referência para a elaboração dos planos especiais, intermunicipais e municipais de ordenamento.
O Governo através da Resolução do Conselho de Ministros n.º 31/2006, de 23 de Março, determinou a elaboração do PROT-Centro e estabeleceu orientações relativas aos objectivos estratégicos, ao modelo territorial e ao respectivo âmbito territorial. Este três instrumentos legais balizam a proposta de plano no que respeita aos princípios, objectivos gerais e
estratégicos do Plano Regional do Ordenamento do Território do PROT-Centro.
O âmbito territorial do PROT-Centro inclui a área geográfica de intervenção da CCDR-Centro com uma extensão de 23 659 Km2, abrangendo 1 783 596 habitantes distribuídos por 78 municípios: Águeda, Aguiar da Beira, Albergaria-a-Velha, Almeida, Alvaiázere, Anadia, Ansião, Arganil, Aveiro, Batalha, Belmonte, Cantanhede, Carregal do Sal, Castanheira de Pêra, Castelo Branco, Castro Daire, Celorico da Beira, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Covilhã, Estarreja, Figueira de Castelo Rodrigo, Figueira da Foz, Figueiró dos Vinhos, Fornos de Algodres, Fundão, Góis, Gouveia, Guarda, Idanha-a-Nova, Ílhavo, Leiria, Lousã, Mação, Mangualde, Manteigas, Marinha Grande, Mealhada, Mêda, Mira, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Mortágua, Murtosa, Nelas, Oleiros, Oliveira de Frades, Oliveira do Bairro, Oliveira do Hospital, Ovar, Pampilhosa da Serra, Pedrógão Grande, Penacova, Penalva do Castelo, Penamacor, Penela, Pinhel, Pombal, Porto de Mós, Proença-a-Nova, Sabugal, Santa Comba Dão, São Pedro do Sul, Sátão, Seia, Sertã, Sever do Vouga, Soure, Tábua, Tondela, Trancoso, Vagos, Vila de Rei, Vila Nova de Paiva, Vila Nova de Poiares, Vila Velha de Ródão, Viseu e Vouzela.

CCDR Centro. Discussão Pública. Aqui.

Rádio Altitude on-line (90.0 FM). Aqui.

Rádio Altitude – Reportagem no Governo Civil da Guarda com intervenções de Santinho Pacheco (G.C. Guarda), António Robalo (C.M. Sabugal), Virgílio Bento (C.M. Guarda) e Álvaro Amaro (C.M. Gouveia).

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

jcl

Portados históricos em Castelo Branco

O arquitecto José Afonso fala sobre os portados com séculos de história no centro histórico de Castelo Branco. Reportagem do jornalista Nélson Mingacho com imagem de Ricardo Henriques e Mariana Batista da Redacção da LocalVisãoTv (Castelo Branco).

Local Visão Tv - Guarda
[vodpod id=Video.4860290&w=425&h=350&fv=]

jcl

Casas da Malcata chegam ao Parlamento

No Dia Mundial do Turismo os deputados do Partido Socialista eleitos pelos distritos de Castelo Branco e da Guarda apresentaram na Assembleia da República um requerimento para obter o aproveitamento turístico das casas da natureza que estão ao abandono na Reserva Natural da Serra da Malcata. O documento foi endereçado ao secretário de Estado do Ambiente, secretário de Estado do Turismo e ministra do Trabalho e da Segurança Social.

(Clique nas imagens para ampliar)

Jorge Seguro SanchesQuase 30 anos depois da sua criação legal, a Reserva Natural da Serra da Malcata identifica-se cada vez mais como um potencial centro de Turismo Rural e de Natureza, assumindo assim uma grande importância, para o país e para uma região que procura apostar no turismo como uma das poucas opções de futuro e de fixação de populações.
Depois de vultuosos investimentos feitos nos anos 90 do século XX, as casas abrigo, integradas na Reserva Natural da Serra da Malcata, bem como as instalações-sede da reserva, possibilitam o alojamento de turistas em instalações muito bem enquadradas
e que permitem uma visita única a uma das reservas europeias mais rica em termos de biodiversidade (aliás considerada em 1987 como Reserva Biogenética do Conselho da Europa).
Numa visita recente à Reserva pudemos verificar o potencial das casas abrigo – sem uso mas em aparente bom estado de conservação – e das quais se juntam fotos (casa do Major e casa da Ventosa).
Todavia este tipo de alojamento não está a ser aproveitado, nem está licenciado (conforme é referido no portal do ICNB). Aqui.
Esta situação pode ser uma oportunidade para não só dotar aquela região de mais algum alojamento como pode ser considerada como um potencial de parceria entre serviços públicos que desta forma – e sem grandes acréscimos de custos – podem oferecer aos portugueses mais turismo aliás de características praticamente únicas no continente europeu.
Acresce a existência na serra da Malcata (junto à casa da Ventosa) de uma pista de aviação – actualmente utilizada apenas no combate aos incêndios – a qual pode ser também uma mais-valia num tipo de turismo cada vez mais procurado mas sempre em respeito da natureza.
A Fundação INATEL (que em Portugal tem um papel decisivo no turismo social) tem hoje na sua rede alguns equipamentos com estas características (nomeadamente no distrito de Bragança) e que são um bom exemplo no aproveitamento do turismo no Interior do país.
Independentemente do tipo de solução que se encontre para aquelas casas parece-nos contudo que a actual situação (de não aproveitamento e de praticamente abandono) é inaceitável pelo que apelamos a um entendimento entre os serviços públicos com potencial intervenção nas áreas do turismo e do ambiente e com a colaboração – sempre necessária –
das autarquias envolvidas.
Jorge Seguro Sanches
(Deputado do Partido Socialista pelo distrito de Castelo Branco)

Dia Mundial do Turismo no Geopark Naturtejo

As comemorações oficiais portuguesas do Dia Mundial do Turismo de 2010, no dia 27 de Setembro, realizam-se no Geoparque Naturtejo, que abrange seis concelhos – Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Nisa, Oleiros, Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão – na região centro de Portugal.

Turismo PortugalAs Beiras (Alta e Baixa) e o Centro de Portugal tem vindo a afirmar-se como uma importante região turística do nosso país, com um crescimento sustentado, ocupando actualmente o quinto lugar em todos os indicadores.
Ao seleccionar o Geoparque Naturtejo para as comemorações oficiais do Dia Mundial do Turismo, pretende-se dar a conhecer uma beleza natural de Portugal única e com um enorme potencial turístico, que constitui um factor incontornável para o desenvolvimento sustentável desta região do país.
O Geoparque Naturtejo está inserido na rede da UNESCO de 53 geoparques relevantes e tem estimulado o desenvolvimento de uma proposta turística sustentável e de excelência, alicerçada na riqueza do património natural e cultural, sendo de destacar e existência da linha ferroviária «comboio Aventura», que liga Lisboa a Vila Velha de Ródão e constitui um exemplo a seguir na ligação entre a oferta turística e o transporte ferroviário.
jcl (com Geopark Naturtejo)

PROT-Centro – um documento a discutir

Capeia Arraiana teve acesso ao projecto do Plano Regional de Ordenamento do Território da Região Centro (PROT-Centro), elaborado pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Centro (CCDRC), cujo conteúdo merece análise e um consequente debate público.

O PROT Centro, é um instrumento fundamental de articulação entre o Programa Nacional da Política de Ordenamento do Território, os diversos instrumentos de política sectorial com expressão territorial e os instrumentos de planeamento municipal.
Ao desenhar opções estratégicas e um modelo territorial para a Região e ao prever os respectivos instrumentos de execução, normas orientadoras e um programa de acção, irá permitir enquadrar, a partir de políticas territoriais de âmbito regional, quer a revisão dos PDM quer os investimentos do QREN.
Na sua essência o plano parece passar perfeitamente ao lado de municípios como o Sabugal, que de resto classifica como zonas de baixa polaridade.
Assente na teoria da difusão do desenvolvimento a partir das zonas mais dinâmicas, o plano identifica o eixo Castelo Branco – Fundão – Covilhã – Guarda como aquele a partir do qual o desenvolvimento deve irradiar na Beira Interior, cabendo às zonas periféricas um esforço de estruturação para a conveniente articulação com os principais núcleos, de onde lhes chegarão os efeitos benéficos da evolução.
Há porém quem defenda que esta teoria da difusão do desenvolvimento a partir do impulso vindo das regiões mais dinâmicas, relega os territórios menos activos para uma posição secundária, à semelhança do que já acontece há várias décadas. Nessa senda o futuro das zonas periféricas pode ficar seriamente comprometido, na medida em que este modelo de ordenamento e desenvolvimento fará aumentar o fosso entre as regiões, acelerando os processos de desertificação.

Documento PROT-Centro para consulta (o ficheiro pode demorar alguns minutos a carregar). Aqui.
Capeia Arraiana

PS do Sabugal critica projecto do PROT-Centro

A comissão política concelhia do Partido Socialista do Sabugal criticou severamente o projecto de Plano Regional de Ordenamento do Território da Região Centro (PROT-Centro), considerando que o documento deixa o Sabugal «completamente à margem das dinâmicas de desenvolvimento», lamentando que o presidente da Câmara nunca tenha informado o executivo municipal do seu conteúdo.

PS - Partido Socialista - SabugalOs vereadores socialistas apresentaram na reunião do executivo municipal de 11 de Agosto, um documento que denuncia os erros do projecto do PROT-Centro, que na sua opinião «contribuirá para a agravar a situação com que o concelho se defronta, ou mesmo a colocar em risco a própria sobrevivência da nossa terra».
Numa posição extremamente crítica da acção do Município no processo, a comissão política do PS vem agora lamentar que o presidente da Câmara nunca tenha informado o Executivo da proposta nem das posições assumidas pela edilidade. Dando consequência à sua indignação os socialistas propõem que todos (Executivo, Assembleia Municipal, Juntas de Freguesia e cidadãos) sejam ouvidos, «de forma que em Coimbra se compreenda que não permitiremos ficar arredados do desenvolvimento e condenados a assistir à lenta agonia do nosso concelho».
Numa análise ao projecto, considera-se que o mesmo deixa o concelho «completamente à margem das dinâmicas de desenvolvimento propostas», e denuncia-se que «o Sabugal não integra nenhuma das Unidades Funcionais Relevantes» identificadas, que na Beira Interior se concentram somente no corredor Guarda – Castelo Branco (A23) e na ligação Litoral – Guarda – Espanha (A25). O documento classifica o Sabugal com a polaridade mais baixa (de nível 3), fazendo parte de uma constelação de pequenos centros, condenados à quebra demográfica e ao envelhecimento.
No modelo territorial defendido pelo plano nada de estruturante é reservado ao Sabugal, restando-lhe a inclusão na rede urbana mais fina, pertencente às extensas áreas tocadas pelo processo de desruralização. «E é tudo… Pois para nós, o que parece é que para os autores deste Plano, a Beira Interior é Guarda, Fundão, Covilhã e Castelo Branco, e o resto é paisagem…», dizem os socialistas.
No Turismo o plano destaca a Serra da Estrela, «o que até interessa ao Sabugal», dizem, mas fazem notar a exclusão das Termas do Cró entre as estâncias termais identificadas, a falta de referência à Serra da Malcata e à Albufeira do Sabugal, o que mais uma vez significa a completa marginalização do concelho.
No que toca a acessibilidades, os socialistas dão conta da identificação dos «corredores estruturantes», dos «eixos prioritários de coesão» e das estradas a construir no futuro, com o Sabugal mais uma vez excluído, daí concluindo: «As prioridades em termos de acessibilidades, acentuam o carácter de marginalidade que parece querer ser atribuído ao concelho do Sabugal».
No referente à inovação e competitividade, a análise dos socialistas leva-os à conclusão de que «o Sabugal não conta para as estratégias de desenvolvimento da Região Centro e da Beira Interior». O sabugal inclui-se, segundo o documento, nas áreas geográficas que «deverão assumir o desígnio estratégico de se estruturar como palco para a articulação com os principais núcleos de desenvolvimento (principalmente no acesso a serviços) e para a amarração da estratégia de desenvolvimento regional».
Face a gravidade da situação, os socialistas consideram que o assunto não pode ficar limitado aos gabinetes técnicos ou ao presidente da Câmara e aos vereadores com pelouros atribuídos, defendendo que todos devem ser ouvidos.
O documento elaborado pelos socialistas, acaba com a identificação de três propostas: a disponibilização de todos os documentos do projecto no site da Câmara, o agendamento de uma reunião com a Mesa da Assembleia e as Juntas de Freguesia, para a tomada de uma posição conjunta, e a realização de uma «jornada de reflexão pública» sobre o assunto.

Ver documento oficial na íntegra. Aqui.
plb

Cristo Rei Bike Tour entre Almada e o Soito

Um grupo de cicloturistas vindos de diversos concelhos do País e da Suíça realizaram pela quarto ano consecutivo um passeio de cicloturismo com partida do Cristo Rei, em Almada, e chegada ao Cristo Rei, no Soito, concelho do Sabugal na distância de 370,3 quilómetros. A edição 2010 foi dedicada ao José Nicolau (Magnesio), que este ano não pode estar presente por se encontrar no estrangeiro por motivos profissionais.


(Clique na imagem para ampliar.)

O passeio de cicloturismo com participantes de diversas proveniências uniu as imagens de Cristo Rei, em Almada e no Soito.
A partida para o passeio de cicloturismo foi dada no dia 9 de Junho no Santuário de Cristo Rei, em Almada, e a chegada foi registada no dia 12 de Junho junto à imagem de Cristo Rei na vila do Soito, concelho do Sabugal.
O objectivo deste passeio tem como finalidade promover a prática de desporto através do uso diário da bicicleta, como meio de transporte, bem como dar a conhecer as nossas maravilhas naturais do nosso País.
Mais do que força nas pernas nestes passeios deve reinar a boa disposição aliada a um bom espírito de sacrifício bem visível em momentos difíceis como aqueles que enfrentou o grupo: calor, muitosssssssss quilómetros e muitasssssssss subidas! Estas adversidades foram colmatadas com o apoio de alguns elementos chave neste passeio: José Manuel Emídio, totalista em todas as edições não nos tem faltado com os seus energéticos «pampilhos» scalabitanos e que nos tem ajudado a culminar a 1.ª e mais longa etapa entre o Cristo Rei de Almada e a barragem de Montargil (135 km). Outro apoio fundamental é Mariana Emídio com o seu arroz e seus rissóis e afins que nos repõem as forças para enfrentarmos a última etapa com a malfadada subida do Terreiro das Bruxas (só o nome mete medo para quem não conhece).
À chegada tivemos por fim um almoço oferecido pela Junta de Freguesia de Vale das Éguas, cujo Presidente da Junta, Fernando Proença, se prontificou a confeccionar uma real churrascada numa das «sete maravilhas» naturais do País: a praia fluvial de Vale das Éguas.
Este passeio não seria possível sem aquele que é o nosso maior patrocinador… nós!

Comitiva
Ciclistas: Mário Emídio, Luís Emídio, Artur Emídio, Rui Pedro Dias, Nuno Martins, Hugo Espada, Nuno Silva, Soares, Manuel do Vale, Eduardo Ananias, Sérgio Alexandre.
Logistica: António Dias, Guy (suíço).
Director Desportivo: Álvaro Conceição.
Word Press: Ricardo Rito.

Percurso das etapas
1.º dia, Cristo Rei (Almada) – Montargil (135 Kms); 2.º dia, Montargil – Castelo Branco (120 kms); 3.º dia, Castelo Branco – Penamacor (Parque de Campismo do Freixial) (65 kms); 4.º dia, Penamacor – Cristo Rei (Soito) (55 kms).
Artur Emídio

Dinossáurios chegaram ao Geopark Naturtejo

A maior exposição itinerante do Mundo sobre Dinossáurios está patente no Centro de Exposições do NERCAB, em Castelo Branco, até final de Outubro.

Exposição de Dinossáurios - Castelo BrancoEsqueletos, crânios de dinossáurios, garras e dentes são algumas das dinocuriosidades que poderão ser exploradas durante a DinoExpo intitulada «Dinossáurios invadem o Geopark Naturtejo», a qual é promovida pela empresa holandesa Creatures & Features em parceria com o Geopark Naturtejo.
São cerca de 3000 m2 de descoberta, nesta fascinante viagem ao passado, que conta também com aves e répteis voadores, contemporâneos dos gigantes do passado. Um dos grandes protagonistas será o enorme saurópode, um Diplodocus de 17 metros, que viveu na América do Norte há cerca de 150 milhões de anos e que, apesar da sua grande envergadura, se alimentava apenas de plantas. Outro dos protagonistas é o gigantesco Tyrannosaurus rex, o mais conhecido e impressionante de todos os dinossáurios.
As visitas pedagógicas, inseridas nos programas educativos do Geopark Naturtejo, estão sujeitas a marcação e destinam-se a alunos e professores do Ensino Pré-Escolar, Básico, Secundário, Profissional e Superior. Este programa é dinamizado por técnicos com formação adequada para explorar pedagogicamente os conteúdos adaptados aos diferentes níveis de ensino e para apoiar as actividades.
Esta exposição encontra-se aberta diariamente, no Centro de Exposições do Nercab, entre as 10.00 e as 19.00 horas, e pode ser visitada por todos, com acompanhamento feito por geólogos ou através de uma visita pedagógica no âmbito de programas educativos.
jcl