Category Archives: Pró-Raia

Ramiro Matos - Sabugal Melhor - © Capeia Arraiana (orelha)

Da participação na gestão pública

Tenho vindo a alertar para a necessidade de incentivar a participação de todos os sabugalenses na definição do futuro coletivo do Concelho, mas, infelizmente, sem grandes resultados. Aqui deixo alguns exemplos…

PDR2020- Capeia Arraiana

Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DLBC) – PDR2020

Dia 1 de Abril - Tradição Jornalística - Pinóquio - Capeia Arraiana

Loja promocional da Pró-Raia reabre em Lisboa

A loja «Verdes São os Campos» localizada no cosmopolita bairro lisboeta de Campo de Ourique vai reabrir (abrir?!) ao público. O espaço foi adquirido por cerca de 400 mil euros em Maio de 2008 pela Pró-Raia em conjunto com mais sete grupos associativos de acção local com o objectivo de promoção e representação na capital dos produtos turísticos das regiões parceiras no projecto. Nos últimos sete anos tem-se mantido, praticamente, de porta fechada. (Actualização.)

:: ::
Manda a tradição que no primeiro dia do mês de Abril as redacções de comunicação social «inventem» uma notícia para o dia das mentiras. Assim fizemos mais um ano não com uma mentira mas, possivelmente, com uma inverdade. Sobre a «nossa» notícia apenas não confirmamos (até ver e oficialmente) a reabertura da loja da Pró-Raia em Campo de Ourique.
Ainda bem ou talvez não. A conclusão é sua, querido leitor!

:: ::

Loja Pró-Raia - Campo Ourique - Lisboa - Capeia Arraiana

Loja Pró-Raia em Campo Ourique, Lisboa (foto: Capeia Arraiana)

Câmara Municipal Sabugal - © Capeia Arraiana

Contratações e ajustes no Município do Sabugal (35)

O Capeia Arraiana está a publicar as contratações da Câmara Municipal do Sabugal e de entidades públicas que, por ajuste directo, envolvam o concelho sabugalense desde as eleições autárquicas de Setembro de 2013 até Dezembro de 2014. As regras da contratação pública previstas no Código dos Contratos Públicos aplicam-se a todo o sector público administrativo tradicional: o Estado, as Autarquias Locais, as Regiões Autónomas, os Institutos Públicos, as Fundações Públicas, as Associações Públicas e as Associações de que façam parte uma ou várias pessoas colectivas referidas anteriormente. :: NOVEMBRO de 2014 ::

Ajuste Directo para o  Programa de Empreendedorismo Estratégico entre a Câmara Municipal do Sabugal e o ISCSP - Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas - Capeia Arraiana

Contrato de Adjudicação em Ajuste Directo para um Programa de Empreendedorismo Estratégico
entre a Câmara Municipal do Sabugal e o ISCSP – Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas

Câmara Municipal Sabugal - © Capeia Arraiana

Pró-Raia agitou Assembleia Municipal

A entrada de pessoas para a Pró-Raia foi tema de discórdia na Assembleia Municipal do Sabugal do dia 30 de Junho, com o PS a apontar ao Presidente da Câmara o emprego naquela associação de desenvolvimento de sete pessoas com ligações directas ou indirectas ao partido da maioria.

Empregos na Pró-Raia motivaram debate aceso

Empregos na Pró-Raia motivaram debate aceso

Câmara Municipal Sabugal - © Capeia Arraiana

Contratações e ajustes no Município do Sabugal (14)

O Capeia Arraiana está a publicar as contratações da Câmara Municipal do Sabugal e de entidades públicas que, por ajuste directo, envolvam o concelho sabugalense entre Janeiro de 2012 e Dezembro de 2013. As regras da contratação pública previstas no Código dos Contratos Públicos aplicam-se a todo o sector público administrativo tradicional: o Estado, as Autarquias Locais, as Regiões Autónomas, os Institutos Públicos, as Fundações Públicas, as Associações Públicas e as Associações de que façam parte uma ou várias pessoas colectivas referidas anteriormente. :: FEVEREIRO de 2013 ::

Projecto «Caminhos» junta câmaras e associações

As associações de desenvolvimento ADRUSE, Pró Raia e Raia Histórica, promoveram a aquisição (arrendamento) de um espaço em Salamanca (Espanha) tendo em vista a instalação de uma loja de produtos regionais portugueses e de um local de divulgação turística.

Para se conseguir esse objectivo vai ser celebrado um protocolo, que envolve também as câmaras municipais do distrito, entre as quais a do Sabugal. Está igualmednte previsto envolvimento do governo civil da Guarda, ficando porém agora a dúvida de que tal se mantenha, atendendo à exoneração dos governadores civis e do anúncio governamental de que não serão nomeados outros que os substituam.
De acordo com o previsto, as câmaras e o governo civil financiam o projecto, cabendo às associações de desenvolvimento a implementação e a monitorização do mesmo, afectando-lhe os meios físicos e humanos que se revelem necessários.
O espaço terá a designação Oficina de Turismo «Portugal Interior» e estará localizada na Plaza Mayor da cidade espanhola de Salamanca.
As associações envolvidas são a Associação de Desenvolvimento da Serra da Estrela (ADRUSE), a Associação de Desenvolvimento Integrado da Raia Centro Norte (ProRaia) e a Associação de Desenvolvimento do Nordeste da Beira (Raia Histórica).
plb

Câmara do Sabugal assina protocolo com PróRaia

O Município do Sabugal compromete-se a apoiar financeiramente a PróRaia no decurso do ano 2011, transferindo para a associação o montante de 24 mil euros, tendo como contrapartida a realização de actividades que contribuam para a promoção e o desenvolvimento do mundo rural.

Delegação da Pró-Raia no SabugalA Associação de Desenvolvimento Integrado da Raia Centro-Norte (PróRaia), representada por Joaquim Valente, seu presidente da direcção e presidente da Câmara Municipal da Guarda, vai assinar com o Município do Sabugal, representado pelo presidente António Robalo, um protocolo de cooperação para o desenvolvimento de diversas actividades, sobretudo de índole promocional.
A PróRaia compromete-se a dar apoio aos serviços da autarquia sabugalense, à empresa municipal Sabugal+ e a outras instituições sedeadas no concelho, no âmbito da elaboração de candidaturas a fundos europeus, e no âmbito da dinamização de actividades que contribuam para o desenvolvimento. Ganham aqui maior expressão as actividades enquadradas nas áreas da dinamização económica, desenvolvimento rural, turismo e cultura.
Um dos projectos a desenvolver entre as duas entidades é a Universidade Rural, de parceria com outras instituições, nomeadamente o Centro Local da Universidade Aberta e outras Associações de Desenvolvimento.
A parceria estabelecida garantirá ainda a realização de iniciativas conjuntas voltadas para a promoção do concelho e da região raiana, acautelando o desenvolvimento de projectos promocionais em Lisboa, a abertura de lojas para exposição e venda de produtos da região e a participação na Feira de Salamanca e noutros eventos.
A PróRaia tornou-se num dos parceiros privilegiados do município sabugalense, tendo instalado uma delegação na cidade raiana com o objectivo de estar mais próxima da população do concelho. Na mesma delegação funcionam já o Gabinete de Inserção e Emprego e o Gabinete de apoio ao Emigrante.
plb

Pró-Raia - Capeia Arraiana

Pró-Raia assina parceria Portugal Rural (1)

A parceria Portugal Rural apresentou em sessão pública o projecto de cooperação interterritorial no âmbito do Leader e do Subprograma 3 do Proder. O evento decorreu na Loja Portugal Rural, no bairro de Campo de Ourique, em Lisboa e contou entre outros com a presença do ministro da Agricultura, António Serrano, dos representantes da Pró-Raia, António Robalo e Elsa Fernandes e dos deputados pelo círculo da Guarda, Carlos Peixoto e João Prata.

Portugal Rural - António Robalo - Presidente - Câmara Municipal Sabugal

Pró-Raia assina parceria Portugal Rural (2)

A parceria Portugal Rural apresentou em sessão pública o projecto de cooperação interterritorial no âmbito do Leader e do Subprograma 3 do Proder. O evento decorreu na Loja Portugal Rural, no bairro de Campo de Ourique, em Lisboa e contou entre outros com a presença do ministro da Agricultura, António Serrano, dos representantes da Pró-Raia, António Robalo e Elsa Fernandes e dos deputados pelo círculo da Guarda, Carlos Peixoto e João Prata.

GALERIA DE IMAGENS    –    PORTUGAL RURAL    –    30-6-2010
Fotos Capeia Arraiana – Clique nas imagens para ampliar

plb

Pró-Raia assina parceria Portugal Rural (3)

A parceria Portugal Rural apresentou em sessão pública o projecto de cooperação interterritorial no âmbito do Leader e do Subprograma 3 do Proder. O evento decorreu na Loja Portugal Rural, no bairro de Campo de Ourique, em Lisboa e contou entre outros com a presença do ministro da Agricultura, António Serrano, dos representantes da Pró-Raia, António Robalo e Elsa Fernandes e dos deputados pelo círculo da Guarda, Carlos Peixoto e João Prata.

GALERIA DE IMAGENS   –    PORTUGAL RURAL    –    30-6-2010
Fotos Capeia Arraiana – Clique nas imagens para ampliar

plb

Pró-Raia na Feira da Agricultura de Santarém

No dia 11 de Junho e no âmbito das celebrações do 25.º aniversário da adesão de Portugal à União Europeia, Dacian Cioloş, Comissário Europeu para a Agricultura e Desenvolvimento Rural, e António Serrano, Ministro da Agricultura, estiveram em Santarém para participar no debate sobre a reforma da PAC pós-2013, promovido pela Confederação dos Agricultores de Portugal. No colóquio participou também António Robalo e Paulo Marques em representação da Pró-Raia que esteve presente integrada no stand da Federação «Minha Terra».

Pró-Raia e Minha TerraDurante a visita à 47.ª Feira Nacional de Agricultura e 57.ª Feira do Ribatejo que decorreu no Centro Nacional e Exposições (CNEMA), em Santarém, Dacian Cioloş, comissário europeu para a agricultura e desenvolvimento rural, tomou conhecimento da especificidade da agricultura portuguesa, admitindo que «Portugal tem um potencial de produção agrícola enorme».
Quanto ao debate público sobre a PAC (Política Agrícola Comum da União Europeia) o comissário referiu que «estamos em período de balanço para ver o que se deve fazer na próxima PAC, uma política pluri-sectorial que deverá manter a coesão social e a pluralidade económica, tendo em conta a diversidade agrícola dos diversos espaços europeus».
Dacian Cioloş considerou ainda que «através do PRODER deverá haver maior contribuição para a inovação na produção agrícola, estimulando assim o sector a desenvolver-se e modernizar-se».
António Serrano, Ministro da Agricultura, Desenvolvimento Rural e das Pescas afirmou que «o comissário veio debater com os agricultores portugueses que lhe deram a sua visão dos problemas que temos enfrentado. Foi um debate muito rico sobre o tema», sublinhando que «Portugal tem vindo a marcar uma posição muito firme na preparação da nova PAC. Houve uma reunião em Bruxelas onde defendemos um reequilíbrio orçamental entre os estados-membros, com uma distribuição mais equitativa».
Num breve encontro entre o presidente da Câmara Municipal do Sabugal, António Robalo, e o Ministro da Agricultura, António Serrano, este último fez questão de recordar com agrado a jornada de trabalho no Auditório Municipal da cidade raiana e que tinha em cima da sua mesa de trabalho as questões que tinham resultado do debate. «O Sabugal e o distrito da Guarda não estão esquecidos», fez questão de dizer o governante ao autarca sabugalense.
A Pró-Raia (Associação de Desenvolvimento Integrado da Raia Centro Norte) esteve representada no espaço da «Minha Terra» (Federação Portuguesa das Associações de Desenvolvimento Rural) que desenvolve competências a nível da organização e implementação de programas e iniciativas de alcance local, regional, nacional e transnacional e presta assessoria técnica ao desenvolvimento de projectos em diversas áreas do desenvolvimento rural.
A Pró-Raia nasceu em 1994 com o objectivo de promover os espaços naturais e valores patrimoniais, a preservação do ambiente, o reforço da identidade local e o apoio à transformação e comercialização dos produtos locais. A instituição tem sede na Guarda e a sua direcção tem como presidente e vice-presidente, respectivamente, as Câmaras Municipais da Guarda e do Sabugal.
jcl (com agência Lusa)

Competências e valores

O território do Sabugal tem valores únicos a nível nacional, europeu e mundial que obrigam a um trabalho competente e profissional na sua defesa e promoção e nos quais a Câmara e as Associações do concelho têm obrigação de se envolver de forma pró-activa dando disso conhecimento público aos cidadãos e aos seus sócios até porque estão em causa dinheiros públicos. Aproveito para falar das concentrações hípicas e da Festa do Mundo Rural, dois temas que devem merecer a nossa reflexão.

Passeio concentração da Associação Hípica Amigos do Cavalo (Foto de Kim Tutatux)Decorreu no último fim-de-semana de Março, entre a Praça de Touros do Soito e o Complexo Turístico da Quinta das Sereias, uma concentração organizada pela Associação Hípica Amigos do Cavalo que reuniu mais de 100 cavaleiros. A direcção, recentemente eleita, delegou nos irmãos André e Miguel Nabais (dois juniores orientados pelo pai João) e no sénior João Carvalho a organização do evento que correu a contento e com grande participação. Mereceu destaque no Capeia Arraiana, na LocalVisãoTv e em outros órgãos da região e serviu para um grande trabalho do repórter fotográfico Kim Tutatux que pode ser visto Aqui.
No dia anterior tinha tido oportunidade de falar com um casal holandês, radicado no Algarve, que estava hospedado em Sortelha, na quinta do Mesquita, e que se mostravam surpreendidos com a beleza natural das terras raianas. São proprietários de vários cavalos e colocavam a hipótese de se mudarem para a nossa região.
Os Fóios são ponto de passagem, e de paragem obrigatória para refeição, de muitas concentrações de cavaleiros portugueses e espanhóis que transformam o ambiente e a paisagem acrescentando-lhe ainda mais beleza (acrescentei o «ainda mais» para que o presidente José Manuel não se zangue comigo) e salero. É bonito de ver e ouvir a empatia entre cavalo e cavaleiro, o «ar vaidoso» dos cavaleiros e a música do trote das montadas.
«Concentrações de cavalos existem em muitos lados» é a resposta fácil. Sim! Mas… é um valor que pode ser transformado com competência em oportunidade. A interioridade das terras do Sabugal é uma oportunidade. A Raia é uma oportunidade. Desafio a Associação Hípica Amigos do Cavalo a preparar aquilo a que se poderá chamar «I Concentração Hípica Ibérica» e que poderia transformar-se num acontecimento ibérico ou mesmo europeu. Foi assim que começou a Concentração Motard de Faro e se transformou num evento grandioso onde já tivemos (eu, a Ana e a Transalp) a felicidade de participar vários anos. A data certa? A Festa do Mundo Rural seria um momento perfeito para uma concentração hípica. O número? 1000 participantes seria um número mágico para a primeira edição.
Em declarações recente da presidente da Pró-Raia, Lurdes Saavedra, ficámos a saber que está previsto para o Soito a quinta edição da Festa do Mundo Rural, um evento organizado em conjunto com a Câmara Municipal do Sabugal. A associação pretende, igualmente, levar a efeito, lá mais para o Verão, a Mostra da Juventude. As iniciativas resultam do PACA – Plano de Aquisição de Competências e Animação que dinamiza e agrega todas as acções de desenvolvimento da economia rural e está integrado no PRODER e de que a Pró-Raia é um parceiro privilegiado.
E por falar em festas, recordo outro acontecimento concelhio, a Festa da Europa, com um programa recheado em 2008 que incluiu o Grande Prémio de Atletismo do Baraçal, onde a ADES sorteou um automóvel entre os atletas participantes. E por falar em ADES recordo as duas (?!) actividades culturais e de promoção do concelho disponíveis na página da Associação e previstas para 2008: «Pintar Sabugal 2008» e «Colóquio sobre cozinhas tradicionais» (ver Aqui.) faltando ainda divulgar publicamente as propostas para o presente ano.
A ADES é, e deve ser, um veículo de desenvolvimento do concelho que tem uma área de intervenção bem definida e que pode ser consultada Aqui.
Esteve, aliás (e muito bem) na primeira linha da luta contra o fecho das urgências no Sabugal mas não esteve (e devia estar) solidariamente com os pais e alunos que, emotivamente, pediam no início do ano lectivo que não lhes fechassem as escolas primárias. Uma escola primária fechada é um enorme passo atrás no desenvolvimento do nosso concelho e promove o afastamento das crianças das suas referências.
Todos somos poucos para defender o concelho do Sabugal. Mas… entre aqueles que perguntam «O que posso fazer pelo Sabugal?» e «O que pode o Sabugal fazer por mim?» estou, convictamente e de consciência tranquila, entre os primeiros.

Adoro notas de rodapé. Aqui ficam mais três:
1 – O futebol já foi, para mim, uma paixão. Durante mais de 12 anos vivi, dia-a-dia, no jornal «A Bola» os aspectos positivos e negativos do desporto-rei em Portugal. Recentemente um árbitro e um dirigente desportivo foram a tribunal acusados de corrupção. Não se provou a corrupção mas provou-se que o dito árbitro tinha estado em casa do presidente de um dos clubes envolvidos no jogo do fim-de-semana seguinte que este iria dirigir. Deixando de lado as coisas da justiça é curioso como alguns anónimos aspirantes a árbitros professam… (perdão) proferem decisões sobre jogos a que não gostam de assistir. As ofensas pessoais anónimas têm sempre a «assinatura» de dois tipos de pessoas: aqueles que ladram à voz do dono ou aqueles que, como gostava de dizer o meu saudoso pai, se alimentam da palavra com que o grande poeta Luís de Camões terminou o último verso dos Lusíadas. De qualquer forma, e em relação ao aspirante a árbitro, até da bancada foi visível que não está em forma, mostrou cartões a faltas inexistentes, marcou penalties que só ele viu e validou uma jogada em que golo foi marcado com a mão e em nítida posição de fora de jogo.
2 – Por falar de competências e valores de aspirantes a categorias profissionais que exigem muita leitura, muito estudo, muito trabalho e… muita vocação aconselho a leitura da Lei de Imprensa (em especial o artigo 3.º que define os limites e o direito ao bom nome) e do Código Deontológico dos Jornalistas.
3 – O Blogue Capeia Arraiana é publicado diariamente na Internet desde o dia 6 de Dezembro de 2006. A data vale o que vale.

«A Cidade e as Terras», opinião de José Carlos Lages (jcl)

jcglages@gmail.com

Verdes são os campos da Pró-Raia em Lisboa

«Verdes são os campos» é a denominação escolhida para o espaço lisboeta pelo agrupamento de associações de promoção regional de que faz parte a Pró-Raia. A loja com dois pisos e pátio interior, está situada na rua da Casa de Fernando Pessoa e na montra, em lugar de destaque, está o poema de Luís de Camões que dá nome ao projecto de desenvolvimento associativo.

Loja da Pró-Raia em LisboaO projecto «Verdes são os campos» resulta de uma parceria entre a Pró-Raia (Associação de Desenvolvimento Integrado da Raia Centro-Norte) e a chefe-de-fila ADIRN (Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Norte), Tagus (Associação para o Desenvolvimento do Ribatejo Interior), Beira Douro (Associação de Desenvolvimento do Vale do Douro), Leader Sor (Associação para o Desenvolvimento Rural Integrado do Sôr), a ADL (Associação de Desenvolvimento do Litoral Alentejano), Raia Histórica (Trancoso) e Acaporama (Associação de Casas do Povo da Região Autónoma da Madeira).
O investimento total da Pró-Raia atinge os 53.750 euros comparticipados pelo FEOGA com 30.825 euros e pelo MADRP (Ministério da Agricultura, Desenvolvimento Rural e das Pescas) com 16.597 euros e pela componente privada da própria associação com cerca de seis mil euros.
As associações que integram o projecto pretendem promover e representar os produtos turísticos das zonas parceiras no projecto «Animação e Comercialização de Produtos Turísticos em Meio Urbano». No acto oficial esteve presente uma delegação da Pró-Raia composta pela presidente Lurdes Saavedra, o vice-presidente António Robalo e o colaborador Paulo Marques.
A escritura pública da loja com dois pisos e pátio interior foi oficializada a 28 de Maio de 2008 num cartório notarial em Lisboa. O espaço situa-se em Campo de Ourique, um bairro lisboeta no coração da cidade, onde o comércio tradicional se mistura com as lojas de marcas internacionais. A loja, situada muito perto da Casa Fernando Pessoa, servirá como estrutura de suporte técnico e logístico de apoio à animação e dinamização da comercialização de produtos turísticos em ambiente urbano, junto dos potenciais consumidores citadinos.
Loja da Pró-Raia em LisboaA Pró-Raia – Associação de Desenvolvimento Integrado da Raia Centro Norte, nasceu em 1994, com o objectivo de promover os espaços naturais e valores patrimoniais, a preservação do ambiente, o reforço da identidade local e o apoio à transformação e comercialização dos produtos locais dos concelhos do Sabugal e da Guarda.
A Pró-Raia conta com os seguintes associados públicos: AAPIM, ACRIGUARDA, ACRISABUGAL, ADES, Associação Comercial da Guarda, Associação Cultural e Recreativa de Fernão Joanes, Associação da Juventude Activa da Castanheira, Associação de Jogos Tradicionais da Guarda, Caixa de Crédito Agrícola Mutúo da Região do Fundão e Sabugal, Caixa de Crédito Agrícola Mutúo da Serra da Estrela, Câmara Municipal da Guarda, Câmara Municipal do Sabugal, Casa do Concelho do Sabugal, Centro Cultural de Famalicão da Serra, Centro Social e Paroquial de Maçaínhas, CERCIG, Coopcôa, Empresa Municipal do Sabugal +, Externato Secundário do Soito, Fundação Frei Pedro, Matadouro da Beira Alta, SA, NERGA, NDS – Núcleo Desportivo e Social, Santa Casa da Misericórdia da Guarda, Santa Casa da Misericórdia do Sabugal e Trepadeira Azul.

Em breve será inaugurada no Sabugal a delegação da Pró-Raia que irá utilizar as remodeladas instalações do antigo matadouro junto ao Museu Municipal.
Com a abertura da delegação da Pró-Raia a ADES-Associação Desenvolvimento Sabugal terá a sua área de acção ocupada e as suas competências descapitalizadas tendo, obrigatoriamente, de repensar o seu posicionamento e a sua real importância (e necessidade) na nova realidade do concelho do Sabugal. Quando se pode pedir directamente a Deus…
jcl

Pró-Raia reconhecida como GAL pelo PRODER

A Associação Pró-Raia-Associação de Desenvolvimento da Raia Centro foi reconhecida como Grupo de Acção Local (GAL) pelo PRODER-Programa de Desenvolvimento Rural do Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas.

ProderO portal do PRODER destaca os Grupos de Acção Local (GAL) reconhecidos para implementar as estratégias locais de desenvolvimento.
No âmbito do concurso para o reconhecimento dos Grupos de Acção Local (GAL) e para a aprovação das Estratégias Locais de Desenvolvimento (ELD), a Gestora do PRODER aprovou, em 31 de Outubro de 2008, ouvida a Autoridade de Gestão do PRODER, a lista com a classificação final.
No total de 48 candidaturas apresentadas, foram aprovadas 44, sendo que as restantes quatro dizem respeito a territórios que apresentam sobreposições parciais, pelo que irão ser analisadas no segundo concurso.
Os GAL, agora reconhecidos, são os responsáveis pela implementação das medidas do Subprograma 3-Dinamização das Zonas Rurais, em cada um dos territórios de intervenção propostos.
Objectivamente os GAL actuam na preparação e implementação de uma Estratégia de Desenvolvimento Local dotando os parceiros dos instrumentos e competências necessárias à elaboração e dinamização de Estratégias de Desenvolvimento Local e à divulgação da Estratégia de Desenvolvimento Local junto do público alvo através de acções de informação e animação local.

Consulte a lista hierarquizada das candidaturas aprovadas aqui.

Ver artigo relacionado (Pró-Raia prevê criar 400 postos de trabalho) aqui.

Parabéns à Pró-Raia por mais um excelente reconhecimento.
jcl

Pró-Raia prevê criar 400 postos de trabalho

Lurdes Saavedra, presidente da Pró-Raia-Associação de Desenvolvimento Integrado da Raia Centro Norte, anunciou esta quarta-feira, 10 de Setembro, a apresentação de uma candidatura ao PRODER-Programa de Desenvolvimento Rural que prevê a criação de cerca de 400 novos postos de trabalho nos concelhos do Sabugal e da Guarda.

Lurdes Saavedra«A candidatura ao PRODER-Programa de Desenvolvimento Rural no valor de 11,5 milhões de euros foi entregue nos serviços do Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e da Pescas, insere-se no âmbito do QREN-Quadro de Referência Estratégico Nacional e visa a criação de dinâmicas territoriais económicas, sociais e culturais», explicou Lurdes Saavedra, presidente da Pró-Raia e vereadora da Câmara da Guarda.
A autarca adiantou que em caso de aprovação da candidatura global «serão convidados os privados, as associações locais, as Juntas de Freguesia a apresentarem os seus projectos no âmbito do referido programa de desenvolvimento».
A proposta económica pretende aumentar o investimento produtivo, a fixação da população activa jovem, incentivar o empreendedorismo jovem e apostar na agricultura biológica. «Está prevista a criação de um observatório para investimento produtivo e escoamento de produtos do território, a criação de pequenas infra-estruturas de diversificação nas explorações agrícolas e a criação de micro-empresas locais em respeito pelo ambiente», esclareceu Lurdes Saavedra.
A candidatura da Pró-Raia tem ainda como objectivo promover a inserção social e profissional elevando o número de empregos qualificados e a empregabilidade de jovens e mulheres em meio rural e aumentar a capacidade instalada em respostas sociais, como serviços itinerantes de saúde, acompanhamento domiciliário e animação sócio-cultural.
jcl

Pró-Raia vai ter delegação no Sabugal

A Câmara Municipal do Sabugal cedeu em regime de contrato de comodato à Pró-Raia um edifício na zona histórica e cultural do Sabugal com o objectivo de o adaptar para delegação local da associação.

Delegação da Pró-Raia no SabugalA Pró-Raia (Associação Integrada de Desenvolvimento da Raia Centro) desenvolve a sua actividade promocional e de apoio nos concelhos do Sabugal e da Guarda. A sua sede situa-se na cidade mais alta num edifício recuperado junto à Associação Comercial.
A Pró-Raia apresentou uma candidatura ao LEADER+ para co-financiamento comunitário para a criação de uma delegação no Sabugal. A concretização do projecto resulta da cooperação com o município sabugalense de acordo com os princípios de salvaguarda e reabilitação de património promovendo a eficiência de recursos físicos e financeiros.
A casa, tipo moradia, está construída em pedra e situa-se junto ao Museu Municipal do Sabugal na rua de acesso ao largo do Castelo.
O processo de concurso para adaptação do edifício com vista a transformar-se numa delegação da Pró-Raia com um funcional escritório de apoio no Sabugal está em fase de finalização.
Segundo dados recolhidos pelo Capeia Arraiana junto da associação a delegação será uma extensão de desenvolvimento local em meio rural (tipo antena) da Pró-Raia, para auscultação de necessidades da população e envolvimento das pessoas na construção do seu próprio desenvolvimento de acordo com os princípios da abordagem LEADER para decisões ascendentes das bases para o topo. Servirá para maior proximidade com as freguesias e permitirá envolver as pessoas no planeamento de acções num processo participado e partilhado.
O concelho passará, assim, a dispor de mais um equipamento de apoio às iniciativas das entidades públicas e privadas.
jcl

Casa do Concelho do Sabugal associa-se à Pró-Raia

A Casa do Concelho do Sabugal esteve representada na sede da Pró-Raia, na Guarda, para assistir à apresentação das linhas orientadoras das candidaturas ao QREN e para formalizar a sua candidatura a associada da associação de desenvolvimento integrado da Raia Centro.

Pró-RaiaO auditório da sede da Pró-Raia, na Guarda, encheu-se na passada terça-feira, 17 de Junho, com os representantes das instituições convidadas para tomarem conhecimento do planeamento dos objectivos e parcerias que a associação quer desenvolver nas candidaturas ao QREN – Quadro de Referência Estratégica Nacional.
A Pró-Raia seleccionou para a apresentação os parceiros mais representativos de cada sector de actividade nos territórios dos concelhos do Sabugal e da Guarda. A Casa do Concelho do Sabugal aproveitou para formalizar a sua inscrição como associada e tornar-se parceira privilegiada da associação.
Pelo concelho do Sabugal estiveram ainda presentes os representantes da Câmara Municipal, da «Sabugal+», da ADES, do Externato do Soito e dos Guardiões da Lua de Quarta-Feira.
A presidente da Pró-Raia, Lurdes Saavedra, abriu a sessão de esclarecimento que se destinava a identificar alguns actores locais para a estratégia futura defendendo a «dinamização e incentivo a parcerias mais activas através de três vectores essenciais que consistem no desenvolvimento rural, no ambiente e no turismo activo como pólo de desenvolvimento rural» tendo realçado que «o principal objectivo dos programas apoiados numa visão de sustentabilidade é a criação no território de postos de trabalho».
Paulo Marques, da Pró-Raia, encarregou-se de explicar os diferentes vectores do plano estratégico do PRODER «Sub-Programa 3 e Eixo 3» orientados para o GAL (Grupo de Acção Local) dos territórios dos concelhos do Sabugal e da Guarda.
As tabelas resumidas das medidas do Eixo 3 e e Eixo Leader para o período 2008-2013 são as seguintes:
– Diversificação da economia e criação de emprego – com acções nas actividades de exploração agrícola, na criação e desenvolvimento de micro-empresas e no desenvolvimento de actividades turísticas e de lazer.
– Melhoria da qualidade de vida – com acções na conservação e valorização do património rural, serviços básicos para a população rural e implementação de estratégias de desenvolvimento local.
– Cooperação Leader para o desenvolvimento social – com acções de cooperação interterritorial e transnacional.
– Funcionamento dos GAL (Grupos de Acção Local), aquisição de competências e animação – com acções de implementação de estratégias de desenvolvimento local.
Procurando sinergias e proactividades de todos os intervenientes, Paulo Marques, aproveitou para lançar uma reflexão com várias questões baseada em alguns pontos fortes e fracos identificados no território de intervenção da Pró-Raia.
A cultura ao serviço do desenvolvimento local através de iniciativas de recuperação e reabilitação de património com intervenção de apoios comunitários na preservação de valores culturais já é uma realidade no Grupo Cultural e Teatral Guardiões da Lua da Quarta-feira, no Museu de Vilar Maior, na Casa do Castelo no concelho do Sabugal, e no Museu de Tecelagem da Aldeia dos Meios, no Museu da Castanha de Aldeia do Bispo, na Casa Museu da Arrifana, no Centro de Artes e Ofício de Maçaínhas e na Casa Museu de São Pedro do Jarmelo no concelho da Guarda.
Encerrou a sessão de esclarecimento o vice-presidente da Pró-Raia, António Robalo, recordando as ideias-força das candidaturas nos três vectores: Social através do desenvolvimento rural, Turismo activo e Ambiente que é pilar e ao mesmo tempo é trave em virtude de ser transversal a todos os grupos.
jcl

Pró-Raia - Capeia Arraiana

Pró-Raia adquire espaço promocional em Lisboa

A Pró-Raia, em conjunto com mais sete grupos associativos de acção local adquiriu em Lisboa um espaço de promoção e representação dos produtos turísticos das regiões parceiras no projecto.

Pró-Raia - Capeia Arraiana

Bricosolidário estende-se aos idosos do Sabugal

O projecto «Bricosolidário», ajuda a idosos e dependentes em pequenas reparações no lar, desenvolvido pela Câmara Municipal da Guarda em parceria com a Pró-Raia (Associação de Desenvolvimento Local) para o concelho guardense vai estender-se ao Sabugal. (31-03-2008).

Pró-Raia - Capeia Arraiana

Câmara da Guarda promove região na BTL

A Câmara Municipal da Guarda em parceria com a Pró-Raia aposta na BTL-Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorre entre os dias 24 e 28 de Janeiro, para lançar o «Roteiro Natural do Concelho» da autoria do biólogo António Pena.

BTL 2007 - Pró-Raia - Capeia Arraiana

BTL 2007

Produtos do Sabugal divulgados na Madeira

Uma parceria entre a Associação das Casas do Povo da Madeira e a Pró-Raia – Associação de Desenvolvimento Integrado da Raia Centro-Norte, administrada por representantes dos concelhos do Sabugal e da Guarda, permitiu desenvolveu um projecto de divulgação recíproca de produtos regionais, levando ao Machico produtos da Guarda e do Sabugal.

Machico - Madeira

Machico – Madeira