Category Archives: Agricultura / Ambiente

AMCB - Associação Municípios Cova Beira - Capeia Arraiana

Municípios da Cova da Beira recebem 3 milhões

A Associação de Municípios da Cova da Beira (AMCB) anunciou que vai desenvolver em cooperação com a província de Salamanca (Espanha) dois novos projectos transfronteiriços que implicam um investimento global superior a três milhões de euros. Os projectos foram aprovados no âmbito da iniciativa comunitária INTERREG e a sua execução pretende contribuir para o desenvolvimento dos territórios abrangidos nos dois países ibéricos.

AMCB - Associação Municípios Cova Beira - Capeia Arraiana

Página principal da AMCB que serve 14 munícipios

ca2013_180x135_policiajudiciaria01

PJ deteve três homens por escravidão no Sabugal

O Departamento de Investigação Criminal da Polícia Judiciária (PJ) da Guarda deteve três homens por tráfico de pessoas, sequestro e escravidão em Aldeia de Santo António no concelho do Sabugal. Os crimes ocorreram «de forma continuada».

Agricultor - Capeia Arraiana

Escravidão humana no século XXI no concelho do Sabugal. Judiciária dixit…

Brasão Figueira Castelo Rodrigo - Capeia Arraiana

Limpeza na albufeira de Santa Maria de Aguiar

No dia 12 de Novembro, os alunos do Agrupamento de Escolas participaram numa acção de sensibilização “Limpeza da zona envolvente da albufeira da barragem de Santa Maria de Aguiar e plantação de freixos e lódãos”, promovida pelo Município de Figueira de Castelo Rodrigo.

Os participantes da acção ambiental

Os participantes da acção ambiental

Agricultura - Orelha - Capeia Arraiana

Língua azul está a matar ovelhas em Santarém

Mais de 70 ovelhas morreram esta semana em Abrantes, distrito de Santarém, com o vírus da língua azul, tendo o veterinário local afirmado que a situação é de «calamidade» para os produtores da região.

Rebanho de Ovelhas - Capeia Arraiana

Rebanho de Ovelhas

Brasão Figueira Castelo Rodrigo - Capeia Arraiana

Escola de Figueira promove literacia científica

Ao abrigo dos dias ainda quentes que se fizeram sentir no outono e acreditando no grande potencial das aulas de campo, o Agrupamento de Escolas de Figueira de Castelo Rodrigo proporcionou aos alunos de Biologia e Geologia três dias de acampamento na Reserva da Faia Brava.

Descobrindo o património natural de Figueira de Castelo Rodrigo

Descobrindo o património natural de Figueira de Castelo Rodrigo

Reserva Natural Serra da Malcata - Sabugal - Penamacor - Capeia Arraiana

Aprovada Carta de Turismo da Malcata

Foi aprovada pela Federação Europeia de Parques Nacionais e Naturais (EUROPARC) a Carta Europeia de Turismo Sustentável (CETS) «Gata-Malcata Terras do Lince», cuja candidatura foi dinamizada pelos municípios do Sabugal, Almeida e Penamacor.

Serra da Malcata

Serra da Malcata

Câmara Municipal Penamacor - © Capeia Arraiana

Penamacor lidera reintrodução do lince

A Câmara de Penamacor vai liderar um projecto de reintrodução no lince-ibérico nas serras da Malcata, de São Mamede e na área de Moura/Barrancos, cujo investimento global previsto é de um milhão de euros, e que envolve ainda os municípios do Sabugal e de Castelo de Vide.

Lince ibérico

Lince ibérico

Hoje destacamos... - © Capeia Arraiana (orelha)

Congresso do Lobo em Castelo Branco

Realiza-se em Castelo Branco, de 27 a 30 de Outubro, o IV Congresso Ibérico do Lobo, que conta com a intervenção de especialistas na gestão de conflitos que ameaçam a conservação da biodiversidade.

Untitled-1

Câmara Municipal Sabugal - © Capeia Arraiana

Reserva Ecológica delimitada no Sabugal

Foi aprovada a delimitação da Reserva Ecológica Nacional (REN) do Município de Sabugal, definindo as áreas a integrar e a excluir, identificadas em plantas e em quadro anexo à respectiva Portaria, publicada no dia 21 de Abril.

A REN condiciona a ocupação do território

A REN condiciona a ocupação do território

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Casteleiro – Aconteceu comigo há 42 anos

Um casteleirense que teve a honra de poder ajudar a acabar com a guerra colonial? Um casteleirense que, faz agora 42 anos (no momento em que escrevo) estava sujeito a levar uma «bazookada» a qualquer momento – e que há 42 anos (no momento em que você me lê) estava em paz e sem perigo nenhum? Sim, e se me ler ainda o surpreendo mais – bastante mais. OK?

Terras do Demo

Terras do Demo

Naturtejo GeoPark - Capeia Arraiana

Geopark Naturtejo é um sucesso internacional

Os 10 anos de existência do Geopark Naturtejo foram comemorados em Penamacor. Durante a cerimónia o ministro da cultura, João Soares, fez questão de afirmar que «o projecto é exemplar a todos os níveis, não apenas para a região, mas também para o País e para a Europa». O projecto integra os concelhos de Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Nisa, Oleiros, Proença-a-Nova, Vila Velha de Ródão e Penamacor.

Geoparque Naturtejo - Capeia Arraiana

Geoparque Naturtejo

Reserva Natural Serra da Malcata - Sabugal - Penamacor - Capeia Arraiana

Os Verdes visitam a Reserva da Malcata

Amanhã, dia 24 de Fevereiro, o Partido Ecologista Os Verdes (PEV) visita a Reserva Natural da Serra da Malcata para manifestarem preocupação pela recente autorização para o exercício da caça nessa área protegida.

Os Verdes anunciaram que vêm à Reserva

Os Verdes anunciaram que vêm à Reserva

Letícia Neto - Seixo do Côa - Sabugal - Capeia Arraiana - orelha

Até o Natal tem de ser o maior!

Continuo pelas temáticas natalícias. Há dias vi um vídeo da LocalVisãoTv da Guarda no Sapo do enorme presépio de Natal instalado por estes dias no Largo da Fonte, no Sabugal.

PhotoDestaque - © Capeia Arraiana

Assunção Cristas com confrades do Bucho Raiano

:: PHOTODESTAQUE :: MINISTRA ASSUNÇÃO CRISTAS COM CONFRADES DA CONFRARIA DO BUCHO RAIANO :: Há imagens históricas e há momentos que valem por mil palavras. Contudo todas as imagens merecem uma legenda. Envie-nos as suas fotografias que seleccionar para possível publicação para a caixa de correio electrónico: capeiaarraiana@gmail.com

Ministra Assunção Cristas com Henrique Monteiro e Jorge Fonseca, confrades da Confraria do Bucho Raiano - PhotoDestaque - Capeia Arraiana
Ramiro Matos - Sabugal Melhor - © Capeia Arraiana (orelha)

Da participação na gestão pública

Tenho vindo a alertar para a necessidade de incentivar a participação de todos os sabugalenses na definição do futuro coletivo do Concelho, mas, infelizmente, sem grandes resultados. Aqui deixo alguns exemplos…

PDR2020- Capeia Arraiana

Desenvolvimento Local de Base Comunitária (DLBC) – PDR2020

Paulo Leitão Batista - Contraponto - © Capeia Arraiana (orelha)

As novas regras para aplicação de pesticidas

As exigências legais criadas para lidar com os pesticidas mexem com a actividade dos agricultores, que necessitam de ajuda para se adaptarem às novas regras e para evitar que muitos abandonem a actividade.

É obrigatório o uso de equipamento de protecção

É obrigatório o uso de equipamento de protecção

Hoje destacamos... - © Capeia Arraiana (orelha)

No rasto do lobo em terras do Côa

O Grupo Lobo vai realizar um passeio que visa levar os interessados ao encontro do habitat dos lobos nas terras do Côa. Serão três dias de conhecimento e aventura, de 5 a 7 de Junho, sendo o ponto de partida no Sabugal.

À descoberta do habitat do lobo

À descoberta do habitat do lobo

Brasão Freguesia Malcata - Capeia Arraiana

Movimento popular quer impedir eólicas na Malcata

O movimento «Malcata Pró-Futuro» anunciou na quinta-feira, 5 de Fevereiro, que vai avançar com uma acção popular administrativa para tentar impedir a ampliação de um parque eólico na freguesia da Malcata, junto à barragem do rio Côa no concelho do Sabugal.

Parque Eólico Malcata - Capeia Arraiana

Parques Eólicos na serra da Malcata junto à Barragem do Rio Côa no Sabugal (foto: blogue Malcata.Net)

Joaquim Gouveia - Capeia Arraiana (orelha)

Seiva é vida!

Por entre a luminosidade, crescente, destes primeiros dias de Primavera afirma-se, cada vez com mais vigor, uma paisagem diferenciada e em constante rejuvenescimento, deixando nas mãos dos homens o seu destino, nem sempre indiciador de uma bem-formada consciência cívica. A sua beleza e contemplação merecem, da parte de todos nós, o maior respeito.

Das minhas entranhas sai o sangue que me dá vida (foto: Joaquim Gouveia)

Das minhas entranhas sai o sangue que me dá vida (foto: Joaquim Gouveia)

Lince da Malcata - © Capeia Arraiana

Sabugal e Penamacor planeiam criar o Linx Park

Linx Park é o nome do projecto conjunto das Câmaras Municipais do Sabugal e de Penamacor com vista à criação do primeiro parque europeu de turismo sustentável transfronteiriço.

Lince - Reserva Nacional Serra Malcata - Capeia Arraiana

Lince Ibérico – Reserva Nacional Serra Malcata

José Fernandes - Do Côa ao Noémi - © Capeia Arraiana

Bullying Ambiental – O Noémi é uma vítima

Os animais, adaptam a sua vida às condições dos locais onde vivem. Quando estas são alteradas, movem-se para outro local. As plantas quando são agredidas por acidentes naturais, não podem fugir por isso são destruídas. Os rios são sistemas sedentários que não podem mudar de sítio quando são agredidos. Por isso, morrem quando as agressões são continuadas. Agredir quem não pode defender-se é uma atitude primitiva.

Agredir os indefesos é cobardia

Bullying – Rio Noémi

Hoje destacamos... - © Capeia Arraiana (orelha)

«Os Verdes» contra a poluição no rio Diz

O Deputado José Luís Ferreira, do Grupo Parlamentar «Os Verdes», entregou na Assembleia da República um requerimento em que questiona o Governo, através do Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, sobre as descargas de efluentes no rio Diz, no lugar da Gata, concelho da Guarda, provenientes de um coletor municipal, descargas que persistem há anos, pondo em causa a saúde pública e a sobrevivência do ecossistema local.

Poluição no rio Diz

Poluição no rio Diz

Fernando Lopes - A Quinta Quina - © Capeia Arraiana

As fogueiras

Não queria escrever esta crónica. Melhor, gostaria de não a escrever. Há sensivelmente um ano, escrevia aqui sobre o problema dos incêndios em Portugal. Apontava que um dos problemas era a falta de visão estratégica sobre o ordenamento do território.

Incêndios

Incêndios

GNR - © Capeia Arraiana (orelha)

GNR identificou incendiários

A GNR identificou e constituiu arguidos um homem suspeito de ter ateado um incêndio quando fazia trabalhos de serralharia e cinco funcionários da associação florestal Urze que também provocaram um incêndio quando procediam a trabalhos de silvicultura.

Concelho de Pinhel - Capeia Arraiana

Pinhel recebe IV edição da Ecoraia

Nos dias 24 e 25 de Agosto, realiza-se em Pinhel a Ecoraia, feira transfronteiriça que tem visa impulsionar a iniciativa privada da zona da raia e cujas edições se realizam alternadamente em Portugal e em Espanha.

Cartaz da Ecoraia 2013

Cartaz da Ecoraia 2013

Lince da Malcata - © Capeia Arraiana

Riquezas da Serra da Malcata em Penamacor

As instalações da Reserva Natural da Serra da Malcata, em Penamacor, vão ser o palco, no dia 3 de Maio, da conferência «Serra da Malcata e as suas riquezas naturais» organizada pelo Centro Europe Direct Beira Interior Sul, pela ADRACES, pela Progestur e pela Câmara Municipal de Penamacor.

Lince da Serra Malcata - Capeia ArraianaLince da Serra Malcata - Capeia Arraiana

Conferência «Serra da Malcata e as suas riquezas naturais» – Penamacor

Joaquim Martins Tenreira © Capeia Arraiana

José Carlos Callixto – um místico da paisagem

Já há muito tempo que tinha em mente escrever um artigo sobre a pessoa da nossa terra que nos merece a maior estima e consideração. Trata-se do nosso amigo José Carlos Callixto. Quando no seu último mail, que enviou aos amigos, nos confiou que ia em romagem a Vale de Espinho para festejar, no dia 19 de abril, os 40 anos de amizade com esta aldeia, não podia adiar mais a minha homenagem ao um homem que modificou completamente a nossa maneira de ver e estar nestas terras.

José Carlos Callixto - Vaie de Espinho - Joaquim Tenreira Martins - Capeia Arraiana

José Carlos Callixto

Med Wolf - Capeia Arraiana

Parceria europeia quer salvar o lobo

O Grupo Lobo, em parceria outras organizações portuguesas e italianas colocou no terreno o Projecto «Life Med-Wolf», num esforço conjunto inédito, para salvar o lobo dos distritos da Guarda e de Castelo Branco.

Lobo ibérico

Lobo ibérico

Rio Côa - © Capeia Arraiana

Da nascente à foz pela Grande Rota do Vale do Côa

A Grande Rota do Vale do Côa vai crescer entre a nascente (Fóios, Sabugal) e a foz do rio Côa (Museu do Côa, Vila Nova de Foz Côa). Ao longo de cerca de 200 quilómetros atravessando os concelhos do Sabugal, Almeida, Pinhel, Figueira de Castelo Rodrigo e Vila Nova de Foz Côa, o percurso irá incluir três valências: pedestre, equestre e BTT.

Inverno - © Capeia Arraiana

Neve suspende aulas na Guarda

Estão suspensas as aulas em todas as escolas da cidade da Guarda por causa da neve. Começou a nevar com grande intensidade às sete e meia da manhã desta quarta-feira. A Proteção Civil está a espalhar sal nas estradas para manter os acessos transitáveis.

Lince da Malcata - © Capeia Arraiana

Serra da Malcata vai voltar a ter linces

A presidente do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas disse em Penamacor que a Reserva Natural da Serra da Malcata vai receber em breve alguns dos linces ibéricos que estão no centro de reprodução de Silves.

Rio Côa - © Capeia Arraiana

Documentário sobre a vida selvagem no vale do Côa

A «aidnature» produziu um documentário intitulado «Faia Brava e o trabalho da ATN para a conservação» sobre a vida selvagem nas margens do vale do rio Côa e o importante trabalho que a Associação Transumância Natureza (ATN), de Figueira de Castelo Rodrigo, tem desenvolvido no território raiano.

Rio Noémi - Capeia Arraiana

Os Rios não são de ninguém

Os Rios não são de ninguém – São de todos Nós. O Noémi também. Há determinadas coisas que todos conhecemos e usamos sem nunca nos questionarmos sobre o verdadeiro proprietário dessas coisas. O termo proprietário foi aqui utilizado como querendo significar uma relação de pertença que exista entre uma pessoa e uma coisa. Na mente das pessoas estão de tal maneira enraizados determinados conceitos e princípios que em momento algum se questionam sobre se podem ou não usar determinados espaços ou coisas.

Rendo realizou passeio micológico

Realizou-se no passado domingo o quarto Passeio Micológico de Rendo, reunindo participantes do concelho e até de terras mais longínquas, como Mangualde e Caldas da Rainha.

Num dia em que o sol se escondia por entre as nuvens, os cerca de 70 participantes saíram pelas 10h para um passeio onde todos puderam ver no campo algumas espécies micológicas, seguindo as palavras do técnico da DRAP, o Engº Gravito Henriques.
À chegada à casa do povo, os participantes puderam saborear alguns cogumelos como entrada, seguidos da nossa já tradicional feijoada de javali e do queijo da nossa terra e tartes de cantarelus.
Pelo meio da tarde, foi feita a palestra do Engº Gravito Henriques, que identificou e definiu as várias espécies que se encontravam em exposição, as quais haviam sido apanhadas pelo nosso sócio Luís Marcos.
O final da tarde foi mais uma etapa gastronómica, em que foram confeccionadas várias espécies de cogumelos de outras tantas maneiras, inclusive um arroz de cogumelos.
plb (com ACDRRENDO)

Esgotos a céu aberto em Penamacor

O deputado José Luís Ferreira, do Grupo Parlamentar «Os Verdes», entregou na Assembleia da República uma pergunta em que questiona o Governo, através do Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, sobre os maus cheiros provocados pelos esgotos a céu aberto na freguesia de Águas, concelho de Penamacor, e também sobre o funcionamento da ETAR que existe nesta Freguesia.

Segundo um comunicado divulgado pelo Partido «Os Verdes» (PEV), a pergunta formulada foi a seguinte:
«Em 3 de Dezembro de 2003 foi lançado o concurso público, por parte da Águas do Zêzere e Côa, para a construção da Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) na freguesia de Águas, concelho de Penamacor, para tratar os efluentes desta freguesia conjuntamente com os da Aldeia do Bispo e de Pedrógão de São Pedro.
Segundo a comunicação social, perto desta ETAR, construída há cerca de 8 anos, de grau de tratamento secundário, correm esgotos a céu aberto, situação grave pelo cheiro insuportável que invade a freguesia sobretudo em época estival.
Para a Junta de Freguesia de Águas, os esgotos provenientes de Aldeia do Bispo deveriam ter uma conduta própria, conforme previa o projeto inicial. Contudo, de forma a economizar algum dinheiro, o projeto foi alterado causando esta situação de mau cheiro sentida pelas pessoas da localidade.
Embora a autarquia local tenha alertado a Câmara de Penamacor, o Ministério do Ambiente e as Águas do Zêzere e Côa, ainda não foi encontrada uma solução para resolver esta situação. Os cheiros insuportáveis associados ao esgoto a céu aberto, para além de colocar em causa a saúde pública, são um mau cartão-de-visita para os aquistas das Termas de Águas Santas que estão a funcionar em regime experimental.
Assim, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, solicito a S. Exª A Presidente da Assembleia da República que remeta ao Governo a seguinte Pergunta, para que o Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território me possa prestar os seguintes esclarecimentos:
1- Tem o ministério conhecimento desta situação?
2- Este ministério confirma que foram feitas alterações relativamente ao projeto inicial?
2.1- Se sim, quais? Quais os objetivos?
3- Porque se verifica o respetivo esgoto a céu aberto perto da ETAR?
4- Qual a entidade responsável por esta situação?
5- Que medidas estão a ser consideradas para resolver o problema dos maus cheiros na ETAR de Águas?»
plb

Casteleiro: as cegonhas e a vida

Ainda são vistas cegonhas no Casteleiro todos os anos, parece. Pelo menos nos últimos dois ciclos da presença delas, foram vistas. Um bom sinal. E um encantador regresso ao passado. Segundo sei, faltarão algumas semanas para estes magníficos pilotos do ar «darem à pista» na nossa terra… Atenção, voluntários: leiam estas linhas com espírito de defesa da Natureza, combinado?

Cegonhas no Casteleiro - Foto Ricardo Nabais

No meu cérebro, a cegonha é um ícone do Casteleiro antigo. Um casal de cegonhas sempre veio acasalar na torre da igreja. Torre que é outro dos ícones da minha infância, pelo fascínio da altura mas também pelo som inconfundível e regular do bater das horas do relógio da época.
Tanto quanto sei, a cegonha só gosta de terras quentes. Talvez por isso, na nossa região, só são registadas no Casteleiro, em Figueira de Castelo Rodrigo e no Fundão.
Leio que é um animal monogâmico (o casal, macho e fêmea, mantém-se sempre), chega a ter um metro de altura e a pesar quase três quilos.
Põe entre 3 e 5 ovos por ano.
E depois vêm os pequeninos, que são muito indefesos e muito protegidos. Era célebre o vai-vem do macho para ir buscar comida enquanto a mãe continuava no alto da torre, no ninho feito de vides.
Ah!, a cegonha é um animal mudo. Manifesta-se batendo as «carchanetas», ou seja, batem as duas partes do bico, fazendo um barulho ritmado muito característico.

Censos de cegonhas
Não sabia mas fiquei muito satisfeito em saber: há um grupo de observadores de cegonhas do Distrito da Guarda. Na época de chegada das cegonhas à zona, ali por alturas de meio inverno, eles entram em acção e o seu «blog» reanima-se a cada ano até à sua partida para as Áfricas, ao que parece na entrada do Verão.
Quem quiser aceder ao sítio deste grupo de verdadeiro serviço público e até com eles colaborar pode entrar e procurar o que mais lhe interesse na plataforma «Censos da Cegonha». Aqui.
Um jovem da minha aldeia, Ricardo Nabais, autor de uma das fotos com que se ilustra esta peça, é colaborador da página citada.
Este grupo tem registos de presença de cegonhas no Casteleiro nas duas últimas épocas. Mais propriamente em Fevereiro de 2010 e em Janeiro e Junho de 2011.
E regista, até, o carinho com que são «tratadas» e ajudadas. Um exemplo: «Na freguesia do Casteleiro, Concelho do Sabugal, há já alguns anos que existe um ninho numa quinta com exploração de vacas que agora passou a exploração de ovelhas. Foi o próprio proprietário que colocou uma plataforma para elas fazerem o ninho, e este ano já chegaram, andando arrumar a casa para criarem mais uns filhotes».
Cegonhas no Casteleiro - SabugalNo ano passado, lia-se o seguinte: «As crias das cegonhas já se começam a ver dentro dos ninhos. Hoje fizemos a monitorização de dois ninhos: o da Freguesia do Casteleiro tem duas crias, bem como o do Sabugal, que também tem duas crias».
E um apelo do grupo de voluntários: «Quem tiver informação e quiser colaborar, contacte-nos».
É de apreciar esta dedicação às cegonhas da nossa região. E é de apoiar esta actividade cívica essencial.
Aguardemos a vinda das cegonhas este ano e a retoma do ciclo. É sinal de vida saudável e diversificada no planeta.

Nota
Se desejar ter acesso a mais informação sobre a vida e migrações das cegonhas pode visitar a página online da Naturlink. Vale mesmo a pena.
Aqui.
«A Minha Aldeia», crónica de José Carlos Mendes

O rio Côa ficou mais rico

Provenientes do viveiro de Manteigas foram lançadas ao rio Côa, no dia 30 de Julho, mil e duzentas pequenas trutas, do tamanho de um dedo, em vários açudes da área geográfica de Vale de Espinho e Fóios.

José Manuel Campos - Presidente Junta Freguesia Fóios - Capeia ArraianaNa qualidade de Presidente da Junta de Freguesia dos Fóios acompanhei os dois funcionários dos Serviços Florestais e, no final, a Junta ofereceu-lhes um almoço no restaurante do Sr. José Nabeiro do Soito.
Apela-se à melhor compreensão das populações das nossas localidades para que não pratiquem o crime de envenenamento das águas só pela ganância de apanharem uns quilos de trutas para uma farra.
É que para apanharem três ou quatro quilos de trutas, a que poderão corresponder trinta ou quarenta, matam mais de trezentas ou quatrocentas se tivermos em conta as muitas pequenas que morrem e que ninguém aproveita.
Com o dinheiro da lixívia poderiam comprar três ou quatro quilos de trutas no viveiro e fazerem a farra.
Por favor, respeitem aquilo que é de todos!
Agradecemos aos Serviços Florestais a disponibilidade e já agora pedimos-lhe que façam uma séria fiscalização durante os meses do Verão e que castiguem severamente os criminosos caso sejam apanhados.
«Nascente do Côa», opinião de José Manuel Campos

(Presidente da Junta de Freguesia de Foios)
jmncampos@gmail.com

O papel dos sapadores florestais

As associações do concelho do Sabugal que celebraram protocolos com o Município para a manutenção de equipas de sapadores florestais, comprometeram-se a garantir o desempenho de funções por parte dessas equipas no quadro da gestão e da defesa da floresta.

Conforme o Capeia Arraiana já noticiou, a Câmara Municipal do Sabugal celebrou protocolos para a manutenção de equipas de sapadores florestais com as seguintes associações: Coopcôa, Acrisabugal, Assembleia de Compartes da Freguesia de Malcata, Conselho Directivo do Baldio dos Fóios, Comissão de Compartes da Freguesia de Aldeia Velha e Associações Humanitárias dos Bombeiros Voluntários do Sabugal e do Soito.
As equipas de sapadores florestais terão de cumprir as suas tarefas dentro das exigências inerentes às suas funções específicas.
De acordo com a lei o sapador florestal é um trabalhador especializado, com perfil e formação específica para defender a floresta. Cabe-lhe, entre outras funções específicas, a limpeza da floresta, a gestão dos combustíveis decorrentes dessa limpeza, o acompanhamento da realização de fogos controlados e a realização de queimadas.
O sapador deve ainda exercer funções de sensibilização do público para as condutas que deve ter em matéria de prevenção, nomeadamente acerca do uso do fogo na floresta. Também tem funções de vigilância, neste caso em colaboração com a Guarda Nacional Republicana. Cabe-lhe fazer a primeira intervenção em caso de incêndio, assim como garantir as acções de rescaldo após a extinção dos fogos.
plb

Curso de Iniciação ao Birdwatching

O Núcleo regional da Guarda da associação Quercus, em parceria com a Birds & Nature, com o apoio da autarquia da Guarda, vai organizar um Workshop de Iniciação ao Birdwatching nos dias 12 e 13 de Maio.

A grande diversidade paisagística, da Serra da Estrela, a existência de diferentes ecossistemas, nomeadamente zonas húmidas, florestas, montanha, praias fluviais, escarpas, zonas agrícolas, entre outras, levaram à organização da iniciativa.
A Quercus e a Birds & Nature, pretendem promover a reflexão sobre as potencialidades turísticas que os recursos ornitológicos representam, e que valorizam e promovem o património natural em benefício das comunidades, dos operadores económicos e da experiência proporcionada aos visitantes.
Esta formação inclui temas como a iniciação ao Birdwatching, a identificação de grupos específicos de aves, a identificação de aves de determinadas áreas geográficas e assuntos como a fotografia ou a ilustração de aves.
O Workshop compreende uma parte prática e uma parte teórica; esta última, no entanto, incide essencialmente em aspectos como o trabalho de identificação com fotografias e o treino de audição de cantos e vocalizações.
Este curso tem uma duração de dois dias (um dia no caso dos workshops), decorrendo habitualmente durante um fim-de-semana. A carga horária usual é de 12 horas. O Workshop de Identificação das Aves da Serra da Estrela, de um dia e meio (cerca de 3 horas de parte teórica e cerca de 9 horas de parte prática)
Com o objectivo de obter um elevado nível de aprendizagem e de participação. O workshop é limitado a 25 participantes.
O preço de inscrição é de 40 euros, e inclui o acompanhamento técnico permanente do formador, o manual do Workshop, a checklist das espécies a observar, o certificado de participação, a disponibilização de binóculos, telescópios e guias de campo, bem como seguro de acidentes pessoais.
plb (com Quercus – Núcleo Regional da Guarda)

Câmara Municipal da Guarda - © Capeia Arraiana (orelha)

Câmara da Guarda instalou horta no telhado

A Câmara Municipal da Guarda instalou uma horta no jardim do telhado do edifício dos Paços do Concelho, com as espécies hortícolas ali produzidas a terem como destino o consumo no refeitório da autarquia.