Casteleiro – O Manel Cigano e outras estórias

José Carlos Mendes - Orelha - Colaborador - Capeia Arraiana - 180x135

Continuando com as minhas escritas antigas em torno das memórias da minha infância e juventude, cá estou a recordar várias situações engraçadas ou marcantes. Num dos casos, explico para quem já não se lembre por que razão àquele edifício aqui referido na semana passada nós chamámos sempre «Os Italianos».

Limites da freguesia do Casteleiro no concelho do Sabugal

Limites da freguesia do Casteleiro no concelho do Sabugal

Combater a desertificação

Há um fenómeno que está a acontecer na nossa terra que me deixa muito orgulhoso: é que as coisas estão a mexer, uma nova geração está a mostrar-se empenhada em mudar para melhor e atrás deles já está a perfilar-se outra malta mais nova para os dias de amanhã.

Pelo contrário, infelizmente, em muitas aldeias do nosso País, as instituições morrem, as pessoas desinteressam-se e entra-se em preocupante situação de paralisação.

Continue a ler… (Aqui.)

O Manel Cigano da minha memória

É uma das muitas histórias do Manel Cigano – «da minha terra», ele que, não tendo «terra», achava que era dali porque ali o tratavam bem. Era praticamente da minha idade.

Pois bem, o Manel, que cresceu sempre por ali e era bem tratado lá em casa, tinha imensa piada e estava sempre com piadas novas.

Nesta altura do ano, espreitava a minha chegada por uma razão prática: a malta levava-lhe roupa e outros «regalos».

Continue a ler… (Aqui.)

Casario da aldeia do Casteleiro

Casario da aldeia do Casteleiro

Os Italianos

Para qualquer terra, se eu disser a palavra «italianos», isso significa apenas os habitantes da Itália.

Ou seja: nada de local, nada de pessoal, nada de próximo. Mas para a malta do Casteleiro, «Os Italianos» são algo bem conhecido: são um edifício. Melhor: eram um edifício. (Escrevo com maiúscula porque a expressão «Os Italianos» designa um local, um mito, quase).

Este local é aquele onde agora fica o Café Estrela, mais ou menos em frente do agora estrela Restaurante «A Esquila».

Continue a ler… (Aqui.)

Boa semana e boa disposição, meus amigos, é o que eu desejo a todos.

:: ::
«A Minha Aldeia», crónica de José Carlos Mendes

Deixar uma resposta