Semente de um choro colectivo

Fernando Capelo - Terras do Jarmelo - © Capeia Arraiana

– Como se atrevem? – Foi o grito mais alto de Greta Thunberg na Cimeira de Acção Climática, em Nova Iorque.

Greta Thunberg

De olhos humedecidos proclamou infâncias e sonhos roubados e asseverou jovens de esperanças traídas.

Nos corredores da Cimeira, viu-se envolvida no olhar corrosivo de Donald Trump.

O twitter acabaria por fazer chegar à opinião pública a cruel coragem de alguém capaz de ridicularizar uma adolescente.

Claro que estamos habituados aos delirantes e avessos arbítrios do presidente dos EUA. Muito gostaríamos nós de poder não os levar a sério mas o bom senso não nos permite tamanho arrojo.

Ora, como se, para mal, isto não chegasse, há, ainda, algo mais a reputar.

Logo após a Cimeira alguns fazedores de opinião revelaram-se muito mais preocupados com eventuais fragilidades de Greta do que se amarguraram com as ameaças das alterações climáticas. E, sim, disfarçaram muito mal tanto a simpatia pelos dizeres de Trump quanto o enorme incomodo perante a intervenção da jovem.

Poderíamos, até, ponderar a hipotética validade de alguns dos argumentos apresentados pelos ilustres palradores, se não fosse o dissimulado e tendencioso apoio ao sui generis estadista.

Na verdade, percebe-se, na voz de alguns críticos, um genuíno cinismo que pretende, subtilmente, branquear as descortesias de Trump deixando evidentes as tentativas de as fazer passar por virtuosas.

Assim, enquanto Greta Thunberg, de rosto lacrimoso, se vai empenhando no convencimento geral de que a mudança está a chegar, devemos fazer o que formos capazes para desmascarar perversidades.

Fique-se, assim , na esperança de que os maus propósitos de Donald Trump não singrem, sobretudo, se protegidos por sombrios empenhos. Caso contrário, num futuro já relativamente próximo, as lágrimas de Greta far-se-ão semente de um enorme choro colectivo.

:: ::
«Terras do Jarmelo», crónica de Fernando Capelo

2 Responses to Semente de um choro colectivo

  1. António Emídio diz:

    Amigo Capelo .

    Oxalá que o único louco com delirantes propostas políticas, e não só politicas, fosse Trump ! Mas infelizmente não é só ele…

    Um abraço do Nabais.

Deixar uma resposta