Viagens de um globetrotter desde os anos 60 (33)

Franklim Costa Braga - Orelha - 180x135 - Capeia Arraiana

Viajar hoje é quase obrigatório. Toda a gente gosta de mostrar aos amigos uma foto tirada algures longe da morada. Organizam-se excursões para visitas cá e lá fora, com viajantes que, por vezes, mal têm para comer. Mas, como é moda, toda a gente viaja. (Etapa 33).

Mapa da Turquia

Mapa da Turquia

II – VIAGENS LÁ FORA – ANOS 90

:: ::

1991

Terceira viagem à Turquia

Fiz de Guia até Istambul de um grupo de 18 pessoas, comigo incluído.
Conhecia apenas o casal Breia da viagem à China em 1986.

Curiosidades

Viagem à Turquia em excursão programada pela Mapa Mundi, de 6 a 14 de Agosto de 1991. Preço = 241.000$00.

:: ::

>> 6.8.1991 >> A partida estava marcada para o dia 7 de Agosto. Felizmente regressei da Costa da Caparica a 5 de Agosto à noite. Tinha uma mensagem no gravador a antecipar a viagem para 6 de Agosto com a Lufthansa.

Parti de táxi para o aeroporto, tendo pago 600$00. Os bilhetes foram-nos entregues no aeroporto. Encarregaram-me de orientar o grupo de 18 pessoas em Frankfurt, mas duas não apareceram. Partida de Lisboa às 16:30 horas. Chegada a Frankfurt às 20:00 horas (mais uma hora que em Lisboa). Procura da carrinha do Novotel e ida para este fora da cidade. Quarto n.º 329, médio.

>> 7.8.1991 >> Acordar às 05:00 horas. Nem dormi. Pequeno almoço estupendo às 06:00 horas; saída às 06:30 horas em carrinha e dois táxis = 15 D.M. por 8 pessoas. Avião da Lufthansa às 08:50 horas, com chegada a Istambul às 12:00 horas (13:00 horas locais). Esperava-nos a guia Vanda e um guia turco de origem russa. Ida para o hotel Mirilayon, de 3 estrelas, de quartos pequenos. Fiquei no quarto n.º 401. Banho e passeio pela cidade com o grupo de Valença e Caminha (Bé, Inês, Sameiro e Lena) e com o Pereira e casal conhecido do Breia. Visita de Santa Sofia e do Grande Bazar. Comida no Macdonalds com água e pêssegos. Conversa no hall do hotel. Cama às 10:30 horas.

Tenho um carimbo no passaporte de entrada em Istambul no dia 7 e outro de saída a 14 de Agosto.

>> 8.8.1991 >> Levantar às 08:00 horas. Pequeno-almoço fraco. Visitámos Istambul: Mesquita do sultão Ahmet (Mesquita Azul) e Basílica de Santa Sofia ou Hagya Sofia, a ponte Galata, cisterna, estação dos caminhos de ferro e o Grande Bazar. Visita do museu Topkapi, que já visitara doutra vez, impressionante em porcelanas e ouros. Almoço junto da Mesquita Azul em pequenos restaurantes com pratos de carne cortada de um rolo que rodava, acompanhados de paprica.

Tarde livre para compras de camisetes. Jantar na Pizza Hut. Hotel, conversa. Cama às 23:00 horas.

Mesquita Azul  em Istambul

Mesquita Azul em Istambul

Interior da Mesquita Azul

Interior da Mesquita Azul

Serviço de compota em ouro incrustado com diamantes no Museu Topkapi

Serviço de compota em ouro incrustado com diamantes no Museu Topkapi

>> 9.8.1991 >> Pelas 09:00 horas partimos de avião para Ankara com a Turkish Airlines. Chegada a Ankara pelas 10:00 horas. Fomos de autocarro pequeno para o museu dos Hititas (arqueologia hitita), a Cidadela, o Templo de Augusto, a mesquita de Haci Bayran, a coluna de Julião e o Mausoléu de Kamal Ataturk, fundador da República, com guarda de honra por soldados. Foi Ataturk que mudou o alfabeto turco para o latino, tornando, assim, mais legível por parte dos estrangeiros os anúncios e explicações dos monumentos. Este fenómeno aconteceu também no Vietname.

Almoço pelas 13:00 horas. Jeitoso. Partida para a Capadócia, com paragem no Lago Salgado, onde me atolei, e num motel do caminho. Chegada às 20:15 horas ao hotel Ylltok, em Goreme. Fiquei no quarto 245, Bom. Óptimo jantar, self-service. Conversa e cama às 24:00 horas.

Aldeia de Goreme na Capadócia

Aldeia de Goreme na Capadócia

Uçhisar na Capadócia

Uçhisar na Capadócia

>> 10.8.1991 >> Levantar pelas 07:00 horas. Visita ao Vale de Goreme, às igrejas escavadas na rocha e cheias de pinturas e frescos do séc.X. Visitámos o museu de Goreme, a cidade de Uchisar, as aldeias de Cavusim e Avcilar e o vale de Zelve. Bonito e lunar. Comprei duas bonecas. Visita à fábrica de pedrarias. Xadrezes caros. Almoço com vinho branco. Visita ao mosteiro e igrejas subterrâneas. De tarde, mais visita a paisagem troglodita. Visita a uma fábrica de tapetes (lindos, mas caros). O autocarro foi a arranjar e levou as máquinas fotográficas deixadas lá dentro, e outros objectos. Todos a entrar em pânico, mas ninguém roubou nada. Jantar self-service no hotel. Tive diarreia de noite. Anedotas no átrio, palhaçadas do Sr. Maurício, militar da Figueira da Foz. Deitar.

Zelve-Nevsehir

Zelve-Nevsehir

Uçhisar-Nevsehir

Uçhisar-Nevsehir

Vale de Kiliçlar em Nevsehir

Vale de Kiliçlar em Nevsehir

A Grande Igreja da cidade subterrânea de Derinkuyu

A Grande Igreja da cidade subterrânea de Derinkuyu

>> 11.8.1991 >> Levantar pelas 07:00 horas. Partida para Konya. Visita à mesquita-museu dum religioso. Almoço em restaurante com jardim. Continuação para Denizli, onde ficámos no Hotel Laodikya. Jantar no hotel. Cama.

Visita da cidade subterrânea de Kaimakli, a 75m de profundidade, para escaparem aos ataques dos inimigos. Regresso ao hotel para almoço. De tarde partida para Pamukkale, em autocarro, passando por uma bela região e parando para visitar Konya. Alojamento e jantar em Pamukkale. Aqui andámos descalços pela escadaria onde corria uma cascata de água que ia dar a uma piscina. É nesta piscina que há uns peixinhos que comem as escamas da psoríase.

Termas de Pamukale

Termas de Pamukale

>> 12.8.1991 >> Saída pelas 08:00 horas em direcção a Éfeso. No caminho, visita de Éfeso, uma das sete maravilhas do mundo clássico, cidade dedicada a Artemis, deusa da fecundidade, e as esculturas do templo de Adriano, a agorá e o teatro. Almoço em Selom. Visita do Museu Arqueológico, basílica de São João, Casa de Nossa Senhora e Mesquita de Isabey. Continuação para Esmirna. Ficámos no Baltsova Thermal Hotel.

Ida para a cidade em autocarro. Comemos hamburgueres. Compras. Comprei um prato de cobre com incrustações. Pelas 11:00 horas tomámos o autocarro. Cama, após engano do lote. Havia baratas na banheira. Quarto 8 do bloco Ciment. Não tinha ar condicionado.

Grande Teatro romano de Éfeso

Grande Teatro romano de Éfeso

Exterior da casa de Nossa Senhora em Éfeso

Exterior da casa de Nossa Senhora em Éfeso

Interior da Casa de Nossa Senhora em Éfeso

Interior da Casa de Nossa Senhora em Éfeso

>> 13.8.1991 >> Saída pelas 08:00 horas para visita de Pérgamo, em restauração por parte de alemães. com os templos de Trajano e Atenea e ainda a Acrópole. De anotar o teatro quase a pique, na encosta da montanha. Muitas ruínas. Visita do Centro de Saúde de Esculápio com uma avenida de colunas até à Acrópole. Bonito. 15 minutos para compras. Comprei um Kilim e a Lena outro. Almoço num motel com piscina. Alguns tomaram banho. Partida pelas 15:00 horas em direcção a Esmirna. Aeroporto. Comprei cassete de música. Avião às 18:00 horas de Izmir para Istambul com a Turkish Airlines. Chegada pelas 20:00 horas ao hotel. Quarto A-5, com barulho e sem ar condicionado, que foi reparado. Compra de dois Chanel, com troca posterior de uma e eles desconfiados por a não trazer antes. Gastei as últimas 14.000 liras: 10.000 em meias e 4.000 em 3 pêssegos. Moeda: lira turca. 1$(dólar)=4.100 liras. Cama às 23:30 horas. Fazer malas.

A Capadócia é impressionante pelas suas paisagens quase lunares, casas de autênticos trogloditas e frescos de igrejas subterrâneas bem conservados, apesar das perseguições aos cristãos. As muitas ruínas romanas também impressionam não só pela quantidade, como também pela qualidade. A Turquia parece ter mais monumentos romanos que a própria Itália. A vida na Turquia era a de um país ocidental, longe da miséria árabe, não obstante seguirem a mesma religião.

Vistas de Pérgamo

Vistas de Pérgamo

Diversos bilhetes de entrada em museus e monumentos

Diversos bilhetes de entrada em museus e monumentos

>> 14.8.1991 >> Levantar pelas 03:30 horas. Pelas 06:45 horas saída de Istambul com a Balkan, de bancos rotos, para Sofia. Encontro com outros grupos vindos da Tailândia e outros lugares. Mudança de avião e continuação para Lisboa.

Partida com uma hora de atraso. Almoço de peixe fumado e frango com vinho. Chegada a Lisboa pela uma hora da manhã. Despedidas. Não mandaram abrir malas. Táxi para casa, tendo pago 700$00. Gastei 180 dólares mais 1.500$00, para além do custo da viagem, incluindo hotéis.

(Fim da Etapa 33.)

:: ::
«Viagens dum Globetrotter», por Franklim Costa Braga

Deixar uma resposta