Crónicas de Férias (09)

Ramiro Matos - Sabugal Melhor - © Capeia Arraiana (orelha)

Mais uma crónica nem sempre de férias… Com o mural no mercado, a bandeira do castelo, as festas do Sabugal e de Vilar Maior e o Serviço Nacional de Saúde.

Mural no Mercado Municipal do Sabugal

Mural no Mercado Municipal do Sabugal

1. O mural na cidade do Sabugal

Foi uma proposta do Pedro Figueiredo ao Orçamento Participativo de 2018 do Município para se fazer uma pintura mural num dos muros exteriores do Mercado Municipal.

Está agora em fase adiantada de execução e as imagens que nos chegam via facebook mostram que se está perante algo bom e que vai melhorar o espaço público naquela zona da cidade.

Obrigado ao Pedro e parabéns à Câmara por estar a concretizar as propostas aprovadas no âmbito do Orçamento Participativo.

2. A bandeira nacional

Só espero que já tenha sido substituída a bandeira nacional que se encontra no topo da torre de menagem do Castelo do Sabugal. Para lá estar uma rasgada, mais vale não estar lá nenhuma!

3. A Festa da Senhora da Graça

É já domingo que se realiza a festa de setembro da Senhora da Graça no Sabugal.

Dia de romaria e de merendas, tudo vou fazer para ali ir este ano.

Infelizmente a vida levou a que os tempos em que estar no primeiro domingo de setembro na festa se perderam e hoje a participação é muito menor.

Mas quem lá vai, mesmo os ateus como eu, vão porque sentem que aquela Senhora também faz parte da sua família…

4. Festa do Divino senhor dos Aflitos em Vilar Maior

É também domingo que se realiza a Festa do Divino Senhor dos Aflitos em Vilar Maior.

Ficará sempre assombrada pelo rebentamento dos foguetes e pelas consequências do mesmo naquele fatídico domingo de 1971.

Um abraço aos vilarmaiorenses com o desejo de que domingo volte a ser um dia grande na vossa terra.

5. Serviço Nacional de Saúde

Não tenho médico de família e só vou ao Centro de Saúde para ser vacinado. Mas sei das insuficiências e das dificuldades do Serviço Nacional de Saúde a necessitar de médicos, enfermeiros, técnicos, medicamentos e sei lá mais o quê.

Não tenho nenhum animal de estimação por opção, pois não tenho condições para tratar de um animal. Mas respeito muito quem tem, embora me custe ver como por vezes alguns tratam melhor o cão ou o gato que os filhos ou os pais idosos.

Agora haver alguém que propõe a criação de um Serviço Nacional de Saúde para Animais, pago naturalmente por todos os portugueses através dos seus impostos só pode ser, como diria o brasileiro, «gozação»!

E façam o favor de ser felizes…

:: ::
«Sabugal Melhor», opinião de Ramiro Matos

Deixar uma resposta