Inovar no espaço transfronteiriço

Paulo Leitão Batista - Contraponto - © Capeia Arraiana (orelha)

É crucial dar impulso à Investigação e Inovação nas regiões transfronteiriças, trabalhando de mãos dadas com as terras de Espanha que nos são vizinhas.

Innoace – um projecto que incentiva a inovação transfronteiriça

Já se avançou muito na interacção nos os espaços fronteiriços, mas impõe-se ir mais longe, aproveitando os financiamentos de que tais projectos podem beneficiar.

O Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, vulgo FEDER, financia os projectos das várias regiões fronteiriças de Portugal e Espanha, pelo que urge identificar oportunidades de cooperação. Essa interacção pode ganhar relevo em matéria de Investigação e Inovação no sector agro-alimentar, que é aquele onde há maior viabilidade em termos económico-sociais atendendo às características de ambos os lados da fronteira.

Depois de um forte e assinalável avanço no relacionamento intercultural, na construção de infraestruturas, na promoção de certames comerciais e industriais, chegou a vez de desenvolver a cooperação Portugal-Espanha em matéria de investigação e inovação.

O projecto-base que iniciou este tipo de cooperação, foi implementado em 2008, com a criação de uma rede de investigação transfronteiriça, porém o Programa Portugal 2020 está em condições de o impulsionar definitivamente.
Exemplo disso é o projecto «Innoace», nascido do trabalho de cooperação em matéria de investigação e inovação, e que já deu azo à criação de uma rede de investigação transfronteiriça. O sucesso desta colaboração está a gerar novos projectos, financiados pelo programa Interreg, nomeadamente na área das tecnologias da informação e da comunicação, direccionados para as pequenas e médias empresas que actuam nas áreas fronteiriças.

O concelho do Sabugal, sendo fronteiriço, deveria estar na vanguarda de tais projectos. Para tal é preciso encontrar os parceiros certos em ambos os lados da fronteira, e apresentar projectos que inovem a economia da nossa zona raiana.

:: ::
«Contraponto», de Paulo Leitão Batista

Deixar uma resposta