Dogma, Razão, Intolerância…

António Emídio - Passeio pelo Côa - © Capeia Arraiana

Não há muito tempo, fui mimoseado por um Cacique politicamente intolerante, ainda este não tinha acabado de me mimosear, já estava outro candidato a Cacique a «moer-me» a cabeça, este último vai longe!…

Dogma, Razão, Intolerância

Dogma, Razão, Intolerância

Querido(a) leitor(a), não vou estragar o artigo a escrever sobre esta gente, por uma simples razão, a força que os conduziu ao caciquismo é fruto da sua debilidade moral. Neste artigo a intolerância e o dogmatismo estão nesta frase : «Fora da Igreja não há salvação.» Este exclusivismo teológico aplica-se ao Catolicismo. Felizmente que a intolerância e o dogmatismo foram, e continuam a ser combatidos por espíritos que embora nunca tenham posto em dúvida a legitimidade da doutrina cristã, procuram incessantemente o diálogo com outras religiões, principalmente o Islamismo.

Durante séculos, em Portugal foram mais de dois séculos e meio, a Igreja Católica manteve uma luta contra quem punha em causa os seus dogmas, ou seja, «verdades» que tinham de ser aceites sem um mínimo de contestação, isto levou à criação do Tribunal da Inquisição, à queima de hereges e perseguições religiosas. Toda esta intolerância, principalmente na Europa, deu origem ao Iluminismo, século das luzes, século XVIII. Começou então um grande litígio entre razão e religião. A razão estava destinada a ser a base da verdade, mas depressa se desvirtuou e passou também ela a ser um dogmatismo nas mãos de uma burguesia; durante a Revolução Francesa transformou-se em intolerância e terror, reprimia-se o povo em nome do povo e executavam-se revolucionários em nome da Revolução, se dermos agora um salto até Estaline, este, em nome da razão de Estado transformou a Rússia num terror policial, e nos dias de hoje, a razão intolerante de alguns leva ao terrorismo.

Querido(a) leitor(a), todo o saber e conhecimento humanos estão sujeitos a errar, nunca houve, nem haverá conhecimento definitivo e absoluto.

Ia terminar o artigo quando me lembrei de um pequeno grande pormaior: A Verdade Existe!

:: ::
«Passeio pelo Côa», opinião de António Emídio

2 Responses to Dogma, Razão, Intolerância…

  1. Maria Rosa Afonso diz:

    Fica muito claro como a perspetiva histórica nos ajuda a pensar, a compreender e a voltar a questionar.

  2. António Emídio diz:

    Maria Rosa Afonso :

    E tudo isso que escreveu deve-se a que a História é feita pelo Homem, como tal, está condenada a ser como ele, conflituosidade, paz, intolerância, amor, ódio, etc.etc.etc.

    António Emídio

Deixar uma resposta