Postal TV (268)

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

As televisões privadas estão na berra porque decidiram ambas ao mesmo tempo exacto pôr no ar programas concorrentes em que «usam» participantes femininas vindas de caminhos da pornografia e da nudez? Porquê? Para quê?

Guerra de audiências e de liderança entre a SIC e a TVI - Capeia Arraiana

Guerra de audiências e de liderança entre a SIC e a TVI com programas polémicos.

Semana passada

Já sabe quais os assuntos que mais ocuparam tempo noticioso na semana que passou?

Pois aqui tem o apuramento feito pela Marktest:

Carnaval – 3 horas e 30 minutos, mais ou menos;
Violência doméstica – mais de seis horas;
Venezuela – 2 horas.

Mês passado

Em Fevereiro, tive uma surpresa, confesso: António Costa subiu ao pódio afastando daí o próprio Presidente da República. Nem dá para acreditar. Mas leia a introdução do estudo feito pela mesma empresa técnica:

«Em fevereiro de 2019, o Primeiro-ministro, António Costa, subiu à liderança da exposição mediática, ao protagonizar 186 notícias com 9 horas e 20 minutos de duração durante o mês. Note-se que esta análise exclui eventuais programas, debates ou entrevistas realizadas no período e que na contabilização do tempo se considera o tempo total de duração da notícia. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, baixou à segunda posição, ao intervir na primeira pessoa em 151 notícias, com 7 horas e 12 minutos de duração.»

SIC e TVI, por favor não exagerem!

É sabido que quem manda nestas andanças são as sondagens. OK. Estamos conversados. Mas que se chegue ao ponto de justificar que haja queixas na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social) porque em horários nobres e antes da meia noite se entre pela «pornografia» e «nudez» para atrair clientela, isso já ultrapassa tudo o que seria admissível.

Vamos ver o que decide a ERC.

Falamos aqui dos programas mais «bregas» de sempre: na SIC com «Quem Quer Namorar com o Agricultor?»; e na TVI com «Quem quer casar com o meu filho».

Aguardemos a decisão e a lição que vira da Entidade Reguladora.

:: ::
«Postal TV», por José Carlos Mendes

Deixar uma resposta