Os amigos de Petrarca

O escritor e poeta italiano do século XIV, Francesco Petrarca, considerado o fundador do humanismo e o criador do soneto, dedicava-se por inteiro ao estudo. Não lhe restando tempo para a convivialidade pública, muitos pensavam que ele não tinha um único amigo.

Francesco Petrarca

Um outro poeta italiano, que o visitou na cidade de Arqua, onde vivia, perguntou-lhe:
– Francesco, viveis sempre só?
– Eu só? Não, ora essa, estou sempre rodeado de amigos.
– Amigos! Quem são eles? Onde estão! De onde vêm? Eu vejo-te sempre só!
– Os meus amigos são muito numerosos e todos pessoas distintas. São de diversos países, homens de estado, grandes poetas, oradores, sábios, homens de todas as condições. E são tão discretos, tão reservados! Nunca questionam comigo. Pelo contrário, respondem sempre sem hesitação a todas as minhas perguntas.
– Gracejas!
– Longe disso. Esses meus amigos são-me caros, benéficos e úteis, quereis vê-los?
E Petrarca, levantando-se, correu uma cortina e deixou ver a sua biblioteca com as estantes pejadas de livros.
:: ::
Por Paulo Leitão Batista

Deixar uma resposta