Postal TV (260)

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Os altos e baixos de rubricas e de canais, com a SIC em alta a vários títulos. Muita mudança. Mas sempre o futebol nos «tops». Por fim: desculpem, mas estou revoltado com a falta de respeito pela nossa Língua nos vários canais.

Futebol na Televisão - Capeia Arraiana

Futebol na Televisão

As audiências por onde andam?

Antes de mais, as grandes audiências vão para o futebol: «O ‘Vitória Guimarães – Benfica’ foi nesta terça-feira o programa mais visto do dia e conseguiu vencer a SIC e a TVI no horário de emissão».

Depois as lutas entre programas e canais, agora muito a favor da SIC em certas rubricas. Leia – vi no «Zapping»:

1«Você na TV!» vai a mínimos e já perde para «Praça da Alegria»;

2 – Arrasou! «O Programa da Cristina» marca mais do dobro de «Você na TV!»;

3«Júlia» continua a dominar as tardes e coloca «A Tarde é Sua» longe;

4«Alma e Coração» vai a mínimos e fica em terceiro.

Verbo «perdoar»

É frequente ouvirmos nas novelas e até nos programas algo como:
– Não posso perdoar o meu pai o que me fez.

Ou coisa no género.

Ou seja: conjugar o verbo perdoar como se fosse apenas transitivo – e até duplamente transitivo.

Sabemos bem que a verdade é outra:
– Não posso perdoar ao meu pai o que me fez.

«O que me fez» será então o complemento directo.

«Ao meu pai» será o complemento indirecto.

Quem dera que algum dos responsáveis por estas anomalias me lesse!!!

Já agora: o verbo «haver»

Outra vítima da «analfabetologia» dominante… perdoem o exagero: o verbo «haver». Aqui a coisa é mesmo horrível.

Ouvimos tantas vezes isto:
– Haviam 30 feridos no acidente.

Em vez de:
– Havia 30 feridos no acidente.

Quem dera que houvesse mais respeito pela Língua Portuguesa, como ela deve ser usada…

:: ::
«Postal TV», por José Carlos Mendes

Deixar uma resposta