Postal TV (256)

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Os números das audiências são tão cruéis que provocam grandes guerras e até alguma má educação entre alguns dos protagonistas mais bregas. Leia e ria-se, que mais não merecem…

Telenovela Gabriela adaptada do livro com o mesmo nome de Jorge Amado - Capeia Arraiana

Telenovela Gabriela adaptada do livro com o mesmo nome de Jorge Amado

Sucessos do Brasil entre nós!

«Gabriela», a sempre magnífica e insuperável novela dos bons velhos tempos… está a terminar em reposição da SIC. Mas… «a estação de Carnaxide já selecionou, entre o reportório de produções da parceira brasileira – Globo – a trama que substitui a novela protagonizada por Juliana Paes. Avenida Brasil foi a escolhida, dando assim continuidade à reposição de uma linha de ficção brasileira», li hoje em «A Televisão».

Audiências, a quanto obrigais

Para entender coisas como a nota que publico a seguir, veja primeiramente esta análise das audiênicas dos últimos meses, feita pela plataforma «Zapping»:

1 – Junho 2018 – TVI cai e fica abaixo dos 20% de share mensal.
2 – Agosto de 2018 – SIC iguala audiência de julho; TVI tem o pior resultado dos últimos anos.
3 – Setembro de 2018 – SIC lidera nos targets comerciais,
4 – Novembro de 2018 – TVI com liderança indiscutível.

Audiências na terça-feira passada

Dá que pensar…
Veja como a RTP-2 desaparece do mapa.
Veja como SIC e TVI não descolam mesmo e nem ultrapassam os 20%.
E a RTP-1, que até nos faz pensar que… vá lá, vá lá, treze já não é assim tão mau como isso… Já esteve nos 9/10% sem apelo nem agravo.
Mas veja e acredite… São estes os números desta semana:
RTP1, 13,8%; RTP2, 1,6%; SIC, 16,8%; TVI, 18,7%; Total CABO, 34,6%.

Mauzinho que só ele…

Li na mesma página online que o mauzinho do Goucha pôs um «Gosto» num comentário anti-Cristina Ferreira. São muitas as variáveis neste romance nunca acabado: alecrim, manjerona e guerra de audiências a sério…

E qual era esse comentário que mereceu o «Gosto» do rapaz? Era assim:
«A parva da Cristina Ferreira que se não fosse o Sr. não sei onde o que é que ela seria. Sem classe»…

Ora, bolas, que temos mais uma vez o caldo entornado.

:: ::
«Postal TV», por José Carlos Mendes

Deixar uma resposta