Postal Tv (254)

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Destaco para o leitor as últimas linhas: são recorrentes algumas fórmulas erradas nas nossas TVs. Sofre a Língua e sofremos nós. Quando é que alguém põe mão nisto??? Para já não falar destas bem visíveis no écrã – um escândalo…

Agressões à Língua Portuguesa - Capeia Arraiana

Agressões à Língua Portuguesa

Tempo de notícias nas TVs generalistas

Diz-me a Marktest, num dos seus estudos comparativos, que no mê spassado a RTP1, a SIC e a TVI «emitiram perto de 212 horas de informação regular».

Isto significa duas coisas. Primeira: que me trouxeram menos noticiário do que em Outubro; segunda: que em Novembro do ano passado o tempo noticioso foi menor em quase 6 por cento.

Ainda e sempre… Borba

Na semana transacta, os noticiários incidiram sobretudo nos seguintes três temas:
– Orçamento do Estado na Assembleia da república;
– Borba;
– Benfica (treinador e processo e-toupeira).

«Não desistas» – diz uma fã…

Chegámos aqui: Manuel Luís Goucha vai gravar ou transmitir o seu novo programa «O Monte do Manel» a partir da herdade que comprou; Cristina Ferreira vai ter um novo programa cujo título é bem criativo também: «O Programa da Cristina!» Os fãs de um e de outro acudiram logo em magote… Uma delas diz assim: «Cristina, muito bem. Nunca desistas de ser quem és.»

Mas o melhor é o leitor poder ter acesso a este vídeo que é uma verdadeira obra de arte: pode aceder clicando… (Aqui.)

Desculpem mas tem de ser…

Há muito tempo que digo que um dia destes me dento frente a um telejornal e tomo nota dos erros de português dos «jornalistas».

Desta vez, foram tantas e tão seguidinhas, que, uma vez que tinha o computador aberto, tomei para seu e meu deleite desesperado. Isto não nos alegra em nada, lá no fundo, pelo que significa de ignorância e de distância em relação à Língua Materna. Desta vez tomei nota de meia dúzia de calinadas.

E trago-lhas aqui, cada uma com a correcção que qualquer editor devia fazer e chamar a atenção para que NUNCA MAIS se repetissem tais pontapés na Gramática (sabem, aquele livrinho que havia dantes???).

Aqui deixo em poucas linhas:

1 – «Não se tratam de automóveis mas sim de placas metálicas», em vez de «Não se trata de… etc.».
2 – «Haviam lá duas viaturas», em vez de «Havia lá… etc.».
3 – «Deviam de procurar no fundo do lago», em vez de «Deviam procurar etc…»
4 – «Aqui viemos então encontrar então… duas viaturas que foram então… retiradas então… do fundo da pedreira», em vez da mesma frase sem o tique da repetição da palavra «então»
5 – «Um bom remate, este, mas no entanto não foi golo», em vez de a mesma frase ou com «mas» ou com «no entanto».

Basta! Que seca, ouvir esta gente dia-a-dia a repetir as mesmas formas erradas e a ignorar olimpicamente a sua e nossa Língua, ter de ver jovens, quase todos licenciados, a calcarem aos pés, satisfeitíssimos, a Língua Portuguesa com toda a satisfação…

:: ::
«Postal TV», por José Carlos Mendes

Deixar uma resposta