Evolução da Civilização

António Emídio - Passeio pelo Côa - © Capeia Arraiana

Surgiu uma polémica entre Manuel Alegre e o líder do Partido Socialista sobre a manutenção do IVA a 13% para os espectáculos de tauromaquia. Presumo, mas posso estar enganado, que devido a esta polémica a senhora Ministra da Cultura afirmou: «Todas as políticas têm na sua base valores civilizacionais e as civilizações evoluem.» Este meu artigo, independentemente da polémica, tem por base os valores civilizacionais e a evolução da civilização.

Evolução da Espécie - Capeia Arraiana

Evolução da Espécie

O discurso político dominante utiliza muito a palavra civilização como sinónimo de evolução, é chamado o movimento progressivo da civilização, mas qualquer pessoa se apercebe dos estragos que está causando todo este avanço civilizacional. Há pensamentos filosóficos que estabelecem uma diferença entre civilização e cultura, afirmando até que o avanço civilizacional pode dar origem a um novo estado de barbárie. Estamos no século XXI, mas não no Paraíso terrenal como alguns nos querem convencer, a pobreza e a injustiça social continuam, assim como a penúria espiritual e o irracionalismo.

Ouvimos a toda a hora, a todo o momento: «Estamos nuns tempos! Estamos a atravessar maus momentos…» Isto significa que quanto mais avançamos mais nos sentimos estranhos dentro desta civilização, destes valores civilizacionais, portanto, a senhora ministra não pode andar a fazer política à base de novos valores, porque alguns deles são hostis a tudo o que o Homem necessita para viver com dignidade, reja-se pelos valores Universais e Eternos !

:: ::
«Passeio pelo Côa», opinião de António Emídio

Deixar uma resposta