Plano Nacional de Regadios – Uma oportunidade?

Ramiro Matos - Sabugal Melhor - © Capeia Arraiana (orelha)

Foi publicado em Diário da República do dia 12 de Outubro, o Plano Nacional de Regadios que pode transformar-se, ou não, numa oportunidade para o desenvolvimento do setor agrícola concelhio do Sabugal.

Canal de Regadio - Capeia Arraiana

Canal de Regadio

Os financiamentos garantidos têm como objetivos principais, entre outros:
1) Disponibilizar água aos prédios rústicos, privilegiadamente através da retenção de recursos hídricos superficiais, da implementação de sistemas de transporte e de distribuição eficientes e de métodos de rega adequados, de forma integrada com outras infraestruturas;
2) Reabilitar e modernizar infraestruturas primárias e secundárias, estações elevatórias e centrais hidroelétricas; e,
3) Reabilitar e modernizar regadios coletivos tradicionais.

Podem ser beneficiários os Organismos da Administração e as Associações de beneficiários e juntas de agricultores.

O Concelho do Sabugal insere-se na Zona Homogénea 4 — Interior Norte e Centro, onde se prevê também «reforçar as áreas regadas nas zonas mais carentes de um polo de desenvolvimento, baseado em regadios de pequena dimensão, mas com uma importante função na viabilização económica das explorações agrícolas predominantemente familiares e, por essa via, na fixação de populações».

Todos estamos conscientes que tudo será feito para que o dinheiro disponível vá para a Cova da Beira, à custa da nossa água.

E por isso se exige uma ação concertada do Município, das Juntas, das Associações de Agricultores e dos próprios agricultores para aproveitar esta oportunidade para fazermos valer os nossos interesses.

Os nossos agricultores têm também o direito de usufruírem de parte da água que cedem diariamente aos agricultores da Cova da Beira!
Será que queremos ir ainda a tempo?

ps. Conheço a Inês há tantos anos que já não sei há quantos! Dedicou-se ao setor agrário do nosso Concelho enquanto técnica e deu-nos dois filhos que lhe seguem as pisadas. Ela a criar cabras e coelhos, o irmão com uma queijaria em Malcata. E assim se constrói um Concelho do Sabugal melhor!

:: ::
«Sabugal Melhor», opinião de Ramiro Matos

Deixar uma resposta