Família desavinda

António Emídio - Passeio pelo Côa - © Capeia Arraiana

Trump e Merkel são dois «familiares» desavindos, ambos se identificam com o Capitalismo Selvagem, só que Trump e os seus seguidores como JaroslaW Kaczynki e o húngaro Orban são nacionalistas autoritários e querem regressar aos valores mais profundos dos seus povos, Merkel e Macron procuram os valores modernos do cosmopolitismo. O problema é cultural, talvez nem económico nem político, porque a todos eles interessa simplesmente enriquecer ainda mais os mais ricos.

Liberalismo - Capeia Arraiana

Neoliberalismo derrotou a Democracia

O Liberalismo é uma filosofia política que engloba todos os aspectos da sociedade, principalmente a ideia de Liberdade, é individualista porque coloca o indivíduo à frente da razão de Estado, dos interesses de grupo e da própria sociedade, Margaret Thatcher chegou a dizer que não havia sociedade, mas sim indivíduo. O Liberalismo,como não podia deixar de ser defende o predomínio da razão sobre a fé, rejeita os dogmas das igrejas e defende a tolerância.

Alguns historiadores consideram um erro grave olhar para o Liberalismo como uma simples Liberdade de comércio, mas quem beneficiou com a Liberdade da iniciativa política e económica, quando surge o Liberalismo? E mesmo agora? A classe instruída, a mais rica! Sem dúvida que o Liberalismo combateu o passado, o Absolutismo, a fé cega na religião, o mercantilismo e outras coisas mais que não deixavam o Homem ser livre, mas também combateu o futuro, a Democracia, principalmente quando viu as classes populares a reivindicar o direito a votar, a eleger os seus próprios representantes. Mas depressa a burguesia desvirtuou a Democracia, e nos dias de hoje continua o povo a votar, a eleger os seus representantes, mas quem governa é uma classe riquíssima que vive oculta nos seus palácios, nos seus aviões privados, movimentando milhões de dólares e euros através de uma simples tecla de um simples computador. Por tudo isto, considero o Neoliberalismo actual como uma anarquia a nível económico e comercial, que derrotou a Democracia em todas as frentes.

Esta presente luta entre a família Neoliberal está assente no livre comércio, no proteccionismo, na Globalização, nos nacionalismos e, a nível cultural no racismo, na xenofobia, no aborto, no casamento homossexual, e ultimamente surgiu também o problema dos refugiados.

O lema do Liberalismo começa por ser a nível económico a Liberdade absoluta de comércio sem a intervenção do Estado, a anarquia de mercado, o poder do mais endinheirado.

:: ::
«Passeio pelo Côa», opinião de António Emídio

Deixar uma resposta