Passam os anos fica a saudade… (12)

Ramiro Matos - Sabugal Melhor - © Capeia Arraiana (orelha)

Vamos lembrar os serviços públicos de então… Nas décadas de cinquenta e sessenta praticamente todos os serviços públicos se localizavam entre o Largo da Câmara e o Largo de São Tiago.

Largo da Fonte - Sabugal Antigo - Capeia Arraiana

Largo da Fonte – Sabugal Antigo

No primeiro Largo ficava a Câmara, o Tribunal e a Cadeia, estando o antigo Grémio da Lavoura localizado no início da Rua Reis Chorão, onde ainda me lembro de ir visitar o meu pai.

Os restantes serviços públicos ficavam no Largo de São Tiago, onde hoje fica o Museu.
Falo da Esquadra da PSP (sim, havia PSP no Sabugal!), do Notário, dos Registos Civil e Predial e das Finanças, que tinha também a delegação da Caixa Geral de Depósitos.

Ainda perto do Largo da Câmara, na rua Santo Condestável, ficava o Quartel da GNR, na casa hoje pertença da família dos meus grandes amigos Toninho e Nando.

Fora deste Centro Administrativo ficavam apenas o Hospital e o Quartel da Guarda Fiscal, um em frente do outro, pois a GF tinha as suas instalações no edifício, entretanto demolido e reconstruído, onde hoje estão as Finanças.

Com a construção junto ao Largo da Fonte do Palácio da Justiça em 1966, onde já se localizava a Escola Primária e o Quartel dos Bombeiros, o Tribunal, o Notário e as Conservatórias passam para o novo edifício, ficando assim o Sabugal com dois centros administrativos.

Perto do largo da Fonte ficava também o Colégio, que, inicialmente, tinha as suas instalações igualmente no Largo da Câmara.

Praticamente ao mesmo tempo é construída a nova cadeia, no caminho para o cemitério, pelo que na antiga zona administrativa Largos da Câmara e São Tiago apenas ficam a Câmara, as Finanças e a Polícia, pois também a GNR vai para um novo edifício perto da cadeia.

Entretanto é construído o novo quartel da Guarda Fiscal e, com a sua integração na GNR, esta passa a ocupar este novo quartel, onde hoje ainda está.

Igualmente é construída uma nova sede para o Grémio da Lavoura, junto ao Cinema.

Quanto às Finanças elas vão mais tarde ocupar um edifício por baixo do arco do Corracha, na rua do Arco, ficando, temporariamente uma parte no café do sr. Abílio, já encerrado, até que, mais recentemente, mudam para as instalações que ainda hoje ocupam no Largo Padre Manuel Nabais Caldeira.

A CGD, já autonomizada, vai para o Depósito, onde hoje está a Caixa Agrícola, até à construção das instalações que hoje ocupa.

E deste modo os serviços públicos vão ocupando, de forma dispersa a cidade do Sabugal, que deixa de ter um ou dois Centros Administrativos, situação que hoje é ainda mais clara com a localização das Escolas, do Centro de Saúde, do Campo de Futebol e, em breve, do novo Quartel dos Bombeiros.

:: ::
«Sabugal Melhor», opinião de Ramiro Matos

Deixar uma resposta