Simples peões de brega

António Emídio - Passeio pelo Côa - © Capeia Arraiana

Sócrates, Vara e outros como eles, são uns simples peões de brega dos grandes consórcios nacionais e internacionais, ou seja, da máquina que dirige o sistema e se sobrepõe aos eleitos por inércia mental. Estamos convencidos que o poder se encontra nos ministérios e se desloca naqueles «BêéMes» e Mercedes pretos com vidros escuros, mas quem ali vai limita-se a cumprir «sugestões» do verdadeiro Poder. Essas «sugestões» é que são as decisões que dizem como temos de viver, as classes médias e populares, não as classes altas e as elites.

Poder está nos lobbyes internacionais - Capeia Arraiana

Poder está nos lobbyes internacionais

Sendo assim, não vale a pena lutar por uma Democracia digna? Lutar por uma política que esteja ao serviço dos cidadãos? Devemos Lutar! É uma obrigação de qualquer português e democrata, lutar! Não podemos permitir que a nossa Democracia e a nossa Constituição sejam meros ornamentos!

Mas então onde está o poder? Está numa ideologia que é o Neoliberalismo, está no seu Trickle-Down effect, ou seja, dar muito, mas muito a quem já tem muito e esperar que esse muito seja distribuído por todos!!! Este é o pensamento económico vigente que vem de Milton Friedman e dos seus boys de Chicago, hoje a economia mundial é regida pelas suas teses, teses essas que só vêem o benefício empresarial (Macro empresas e Multinacionais).

O Poder está também na Organização Mundial do Comércio, as suas leis são mais poderosas do que as de qualquer Estado.

O Poder está nos lobbyes internacionais, os gastos maiores que eles fazem (tanto na Europa como nos Estados Unidos) é para pagamento de campanhas eleitorais a partidos políticos, são eles, os lobbyes que estão por trás dos políticos que decretam as leis.

O Poder está nos Think Tanks, tanques de ideias!! É o sitio onde estão os melhores cérebros para elaborar ideias… Impostos mínimos e regras mínimas para os grandes negócios das grandes empresas.

O Poder está no F.M.I.-Fundo Monetário Internacional. Todos os países, têm de lhe obedecer (exceptuando as potências económicas) no que à economia diz respeito, passa por cima de eleições e Parlamentos.

O Poder (na Europa) está na Comissão Europeia, está em Bruxelas, há entre 12.000 e 19.000 grupos de pressão, os tais lobbyes, que gastam anualmente um bilião de euros para «sugerirem» – umas coisas – a quem faz as leis.

Resumindo, o Poder está sentado em luxuosas e bem remuneradas poltronas, é impessoal, anónimo e opaco.

Falta aqui o Clube Bilderberg.

Eu queria aqui incluir o título de um artigo que vinha no jornal Expresso, mas como a Liberdade não é absoluta, fiz auto-censura.

:: ::
«Passeio pelo Côa», opinião de António Emídio

Deixar uma resposta