Ética e Estética à mesa

António Emídio - Passeio pelo Côa - © Capeia Arraiana

A Ética e a Estética neste artigo corresponde à conduta de pessoas que não comem nem bebem para viver, vivem simplesmente para comer e beber.

Os javalis do Obélix - Capeia Arraiana

Os javalis do Obélix

Um dos grandes problemas das sociedades Ocidentais, as sociedades ricas, é a obesidade, mas por mais absurdo que pareça a obesidade vem do comer mal e não saber comer.

Querido(a) leitor(a), tudo o que é de mais é prejudicial, no caso da comida não é só prejudicial à saúde, também o é à elegância e até à convivência social, entre outras coisas. Quanto à elegância, há pessoas que passam um ou dois meses pelo ginásio e fazem dietas «malucas», mas quando se vêem ao espelho e já se notam elegantes voltam ao antigo, comer e beber sem regra! A essas pessoas o conselho que se lhes pode dar é o seguinte: auto-controlo, coma pouco e bem, é a única solução, e além disso, tudo, ou quase tudo que é mais saudável é mais barato e melhor, os legumes são mais baratos e fazem melhor do que certas carnes e molhos, fontes de gordura e doenças.

Comer e beber também é um acto social, mas ás vezes surgem problemas à mesa àquelas pessoas que tentam preservar a sua saúde e também a sua parte estética e ética, porque pode lá estar alguém que só vive para comer e beber e fazer do convívio um Inferno para aquele ou aqueles que comem e bebem para viver…Querido(a) leitor(a), comer e beber sem fome nem sede, simplesmente por vício, é entrar em excessos.

:: ::
«Passeio pelo Côa», opinião de António Emídio

Deixar uma resposta