Ética, Humanismo e Cultura

António Emídio - Passeio pelo Côa - © Capeia Arraiana

Sem direito à educação, à habitação, ao trabalho, a um salário justo, à segurança social, à protecção contra o desemprego, à protecção da maternidade e a tantos outros direitos, não pode haver um Estado de Bem Estar, sem estes direitos também não havia Democracia. E a Democracia portuguesa começou assim, a entrega de direitos e deveres aos cidadãos portugueses, outorgados pelo Golpe de Estado de 25 de Abril de 1974.

Revolução dos Cravos de 25 de Abril de 1974 em Portugal - António Emídio - Capeia Arraiana

Revolução dos Cravos de 25 de Abril de 1974 em Portugal

Reduzir a Democracia simplesmente ao Sufrágio Universal, à contagem de votos para ver aquele, ou aquela que tem mais, é reduzir muito o significado de Democracia, principalmente quando se tem uma maioria absoluta, podendo levar essa legitimidade democrática a que um dirigente político seja infinitamente mais perigoso que um ditador, enquanto que este corre o perigo de ser deposto por um povo que nunca nele votou, o eleito dificilmente será destituído por aqueles que nele votaram, não é por acaso que os políticos só se poderão candidatar a dois ou três mandatos, quem fez a lei, não a fez por acaso, e a essência da Democracia é um homem, ou uma mulher, não poderem governar sempre, um dia também têm de ser governados. Para que estes abusos não possam acontecer, quais são os três atributos que um governante tem de possuir? Ética, porque nenhum governante deve esquecer que a Democracia é um projecto ético, um projecto moral baseado num sistema de valores sociais e morais que dão sentido ao exercício do poder, o contrário disto significa corrupção, e produz-se um descrédito em relação à Democracia, ódio aos políticos, abstenção elevada, e o surgir de uma Extrema Direita, agora tanto em voga, conheço gente que sempre seguiu a Social Democracia, mas que neste momento tem como referência política Salazar! Quando há corrupção, a corrompida é a Democracia, e estas pessoas afastaram-se da Democracia por causa da falta de ética de alguns governantes.

Um outro atributo que um político deve possuir é o Humanismo, ou seja, valorizar o ser humano, e a condição humana acima de tudo.

A cultura é essencial porque tem de estar sempre em desenvolvimento, adaptar-se a novas maneiras de pensar correspondentes ao desenvolvimento do ser humano, tendo sempre em vista a dignidade desse mesmo ser humano.

Desde 25 de Abril de 1974, até amanhã dia 25 de Abril de 2018, passaram quarenta e quatro anos de História bem preenchidos, mas o mais degradante para nós portugueses, segundo a minha perspectiva, foi a perca de soberania de Portugal, foram os anos negros das medidas anti-sociais para contentar as Oligarquias Financeiras Internacionais, foram anos de cortes e recortes que levaram Portugal para injustiças gritantes e exclusão social de milhares e milhares de pessoas. Foram os anos em que os votos dos portugueses nada valiam, foram os anos da Troika, a antítese total e absoluta do 25 de Abril de 1974.

:: ::
«Passeio pelo Côa», opinião de António Emídio

Deixar uma resposta