A economia mundial em «guerra»

António Emídio - Passeio pelo Côa - © Capeia Arraiana

Estamos a assistir a uma «guerra» no campo da economia, entre os Estados Unidos da América e a União Europeia. Esta «guerra« não começou agora, já vem desde os anos 50 do século passado.

União Europeia e Estados Unidos da América - Capeia Arraiana

União Europeia e Estados Unidos da América

A União Europeia, liderada pela Alemanha, quer conter a hegemonia dos Estados Unidos da América, principalmente a económica. A Alemanha não quer dividir os seus interesses com os Estados Unidos. Chegou a hora de dizer – Basta! – Merkel pensa como o seu compatriota Konrad Adenauer que nunca deixou de criticar os Estados Unidos. Defendia ele que a Europa tinha os seus interesses próprios e que a sua obrigação era defendê-los. A actual França de Macron está a seguir o pensamento e a política de de Gaulle, este foi o estadista que radicalmente criticou a política americana em relação à Europa.
E a Inglaterra? Esta sempre manteve um pé na Europa e o outro nos Estados Unidos. Quem não se lembra do apoio incondicional de Tony Blair à invasão do Iraque? E o que é o Brexit? É a retirada do pé que a Inglaterra mantém na Europa para o colocar em Washington.

Querido leitor(a), os problemas económicos entre países, principalmente potências, é uma outra maneira de fazer a guerra.

:: ::
«Passeio pelo Côa», opinião de António Emídio

One Response to A economia mundial em «guerra»

  1. António José Alcada diz:

    Parabéns ao Nosso Homem, pelas crónicas, pelos textos, por ser quem é!

Deixar uma resposta