O exemplo de Penela (2)

Ramiro Matos - Sabugal Melhor - © Capeia Arraiana (orelha)

Não querendo imitar Penela, a verdade é que as apostas na Inovação, na Competitividade e no Empreendedorismo são também as apostas que se impõem ao nosso Concelho.

Ligações do Sabugal à A23 e A25 - Capeia Arraiana

Ligações do Sabugal aos grandes eixos rodoviários

Sei que as condições de partida parecem menos atrativas que as de Penela, se pensarmos apenas em termos de localização e de proximidade aos grandes eixos rodoviários e ao litoral.
Mas continuo a pensar que as condições de partida do nosso Concelho não são assim tão más como muitas vezes se diz. E explico:

– Somos um dos 15 maiores concelhos do País e o terceiro maior da Beira Interior, a seguir a Castelo Branco e a Idanha-a-Nova;
– Temos uma bacia hidrográfica, assente no rio Côa cujo valor natural e económico é imenso e está em grande medida por explorar;
– Este recurso água tem ainda uma outra valência, a termal;
– Somos um dos Concelhos da serra da Malcata, uma das reservas naturais de Portugal, potenciada pela inserção no seu território da barragem do Sabugal e da sua preciosa albufeira;
– Temos um património histórico e cultural, material e imaterial, de grande valor;
– Pertencemos à zona central ibérica transfronteiriça;
– Possuímos uma diáspora emigrante, quer em território nacional, quer internacional, de largas dezenas de milhar, espantosamente orgulhosos das suas origens; e,
– Estamos a pouco mais de 30 kms. do Instituto Politécnico da Guarda e a 55 Kms. da Universidade da Beira Interior.

Mas, e para não voltara este tema, deixo claro que, mesmo no que diz respeito ao acesso aos grandes eixos rodoviários, a questão do isolamento é, quanto a mim, um problema relativo, se pensarmos que, quer a A23, quer a A25 estão a pouco mais de 30 Kms.
Continuo, aliás, a defender que o Município já deveria, em cooperação com os Municípios da Guarda e de Belmonte e com a empresa Infraestruturas de Portugal, ter avançado para os projetos de reperfilamento das estradas EN233 de ligação à Guarda e de ligação a Caria.
E considero mesmo que, enquanto não houvesse o acordo da Guarda e de Belmonte, o Município do Sabugal deveria, com a empresa gestora das estradas nacionais, avançar com o projeto e a obra do reperfilamento da EN233 no território concelhio.
Mas tão importante como estas ligações à A23 e à A25, importa igualmente avançar com o reperfilamento da estrada EN233-3, de ligação a Espanha.

Na próxima semana continuarei este revisitar de opções estratégicas para o Concelho que venho defendendo há muito tempo.

:: ::
ps. Dia 13 de fevereiro de 1975 é o dia da criação formal da Casa do Concelho do Sabugal. São 43 anos de vida cheios de muitos momentos altos e alguns menos bons. Acredito, e tudo farei, para que a Casa regresse ao fulgor e à importância que já teve.

:: ::
«Sabugal Melhor», opinião de Ramiro Matos

Deixar uma resposta