IX Capítulo da Confraria do Bucho Raiano

Confraria Bucho Raiano - Capeia Arraiana (orelha)

Homenagem ao escritor Manuel Leal Freire, confrade honorário recentemente falecido, oração de sapiência pelo confrade Joaquim Tenreira Martins e atuação do grupo musical Pé Coxinho, da ASTA (Associação Socio-Terapêutica de Almeida), são os destaques do Capítulo de 2018 da confraria gastronómica sabugalense.

Sabugal e Casteleiro no dia 10 de Fevereiro

É já no sábado, dia 10 de Fevereiro, que se realiza o IX Capítulo da Confraria do Bucho Raiano, cuja cerimónia capitular acontecerá no Sabugal, seguida de almoço de bucho no Casteleiro.
Às 11:30, após a recepção aos convidados, realiza-se um desfile de confrarias pelas ruas históricas do Sabugal.
Às 12:00 terá início a cerimónia capitular no Auditório Municipal, antecedida pela atuação do grupo Pé Coxinho, da ASTA. Haverá uma homenagem a Manuel Leal Freire, pelo confrade José Leitão Baptista, e será proferida a oração de sapiência, pelo escritor Joaquim Tenreira Martins, que desenvolverá o tema: «À mesa, na diáspora, com o Bucho Raiano».
Após a entronização de novos confrades, terá lugar o inevitável almoço da Confraria, no restaurante Casa da Esquila, no Casteleiro. A ementa terá o Rei Bucho como prato principal, acompanhado por grelos de nabo, entrecosto, morcela, farinheira e batata cozida, em respeito pela tradição gastronómica raiana, própria da época de Entrudo.

O bucho é um enchido tradicional que vai ao fumeiro e que é o prato de excelência das terras raianas beirãs.
Feita a matança e a desmancha do porco, juntam-se num barranhão pedaços de carne da cabeça, orelhas e rabo, de mistura com a carne que restou agarrada aos ossos. Temperada com sal e pimentão é deixada a marinar durante três dias. Segue-se o enchimento do bucho e a sua colocação no fumeiro a fim de secar ao calor da lareira.
Respeitando o receituário antigo, o bucho deve ser cozido ao lume, em panela de ferro, durante três horas, envolto num pano de linho. Vai à mesa rodeado por grelos de nabo e batata cozida e acompanha com um bom vinho tinto da região.

O objetivo da Confraria do Bucho Raiano, fundada em 2009 e sedeada no Sabugal, é dar a conhecer o bucho e demais gastronomia da raia, contribuindo para que se transforme numa oportunidade económica para a região.
plb

Deixar uma resposta