Ter uma terra… partilhar pertenças

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Pertencer a uma terra, é ter um conjunto de referências, coladas à pele, que marcam de forma indelével o modo como vivemos, olhamos o mundo e nos relacionamos com os outros, mesmo que tenhamos, ao longo da vida, adquirido outras igualmente importantes.

Freguesia de Águas Belas no concelho do Sabugal - Capeia Arraiana

Freguesia de Águas Belas no concelho do Sabugal

São referências partilhadas com os de lá, com os que brincaram nas mesmas ruas, jogaram os mesmos jogos, ouviram as mesmas histórias, subiram às mesmas árvores, foram à mesma igreja, à mesma escola…; com os que viveram do mesmo modo e deram valor às mesmas coisas. Por isso, dizer«É da minha terra!»não uma expressão vazia de sentido, ao contrário, remete para um conjunto de vivências e de valores comuns, familiares, de vizinhança, de amizade, de proximidade, de comunidade… – e isto não é coisa pouca.
É também viver sentimentos que não somos capazes de explicar, pela carga emotiva e subjetiva que encerram. Não somos capazes de explicar, por que ficamos de voz embargada, quando cumprimentamos alguém que não vemos há muito tempo, uma pessoa de idade, um vizinho, um amigo…, quando participamos numa festa ou revivemos uma tradição.
Por tudo isto, a terra é sempre um porto de abrigo, um lugar seguro, para os que nunca saíram, para os que saíram e regressam com frequência, para os que regressam só de vez em quando e até para os que deixaram, por circunstâncias da vida, de poder voltar. Para muitos destes, a terra continua uma referência presente. Recordo uma senhora, que há muito tinha deixado de ir à terra, que um dia me perguntou: «Sabe por que é que estendo a roupa naquela direção?» E, sem que eu dissesse nada, acrescentou: «Porque é na direção da minha terra.»

Que sentimento é este de pertencer a uma terra? Ninguém sabe responder. Mas, talvez, quase todos o tenham vivido. Eu já vivi. Sou de Águas Belas (concelho do Sabugal), pertenço aqui.

:: ::
Maria Rosa Afonso nasceu na freguesia de Águas Belas, concelho do Sabugal, em 1956. É professora aposentada. Deu aulas no 1.º ciclo do ensino básico e no ensino secundário e trabalhou em organismos centrais do Ministério da Educação: Instituto de Inovação educacional e Direção-Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular.

Seja bem-vinda ao espaço de todos os sabugalenses!

:: ::
«Rostos e Contextos», crónica de Maria Rosa Afonso

Deixar uma resposta