Promover os bons sabores outonais

Paulo Leitão Batista - Contraponto - © Capeia Arraiana (orelha)

Estão aí os bons sabores do Outono e também as feiras e outros eventos que os promovem por todo o País. Porém no Sabugal, terra de boa castanha e de apreciados cogumelos, não se aproveitam as potencialidades desses produtos.

Castanha – um produto de grande potencial para a gastronomia

O Sabugal tem nesta altura duas grandes riquezas que precisa de saber explorar: as castanhas e os cogumelos. São dois produtos de elevado potencial gastronómico e, portanto, capazes de dar oportunidades à economia concelhia.
O castanheiro, que quase se perdeu devido à endemia que o afectou, está em franca recuperação, sendo cada vez mais os soutos que povoam a paisagem. Neles se produz a castanha, que no Sabugal, devido às condições climatéricas e à composição do solo, tem especial valor. O mesmo acontece com os cogumelos, que nascem espontaneamente nos campos e que constituem um grande valor para a nossa gastronomia e uma oportunidade para a sua comercialização. Esse produto tem vindo a ser valorizado e é necessário aproveitar o seu potencial.
É de resto isso que se faz nesta altura pelo país. Há eventos que se sucedem há anos, e que se fortalecem em cada edição para promover as terras que os realizam.
Na aldeia de Alcaide, no Fundão, está em curso a preparação da 9ª edição do «Míscaros – Festival do Cogumelo», agendada para 17 a 19 de Novembro.
Em Trás-os-Montes, no Mogadouro, vem aí o 19º «Encontro Micológico transmontano», de 10 a 12 de Novembro, com feira, festival gastronómico, piquenique, exposições, conferências e workshops temáticos.
Ainda no Norte, também de 10 a 12 de Novembro, tem lugar em Vinhais a 12ª edição da «Rural Castanea», uma grandiosa feira promocional da castanha transmontana.
O Penedono recebe por sua vez, no mesmo período de 10 a 12 de Novembro, o 8º «Mercado Magriço», evento dedicado à promoção da castanha e do cogumelo local.
Em Valpaços já se realizou, de 3 a 5 de Novembro, a 21ª «Castmonte», outra festa da castanha com renome.
O mesmo sucedeu em Trancoso, onde de 3 a 5 de Novembro, teve lugar a 5ª «Feira da Castanha e Paladares de Outono».
Os eventos sucedem-se, mas o Sabugal, tirante uma «Feira dos Santos» sem temática gastronómica, ainda não tomou em mãos a promoção das potencialidades deste tempo outonal.
:: ::
«Contraponto», opinião de Paulo Leitão Batista

Deixar uma resposta