…Das eleições (2) – Câmara Municipal

Ramiro Matos - Sabugal Melhor - © Capeia Arraiana (orelha)

A análise mais cuidada dos resultados eleitorais registados, conduz-nos a algumas conclusões muito significativas.

Mapa das Freguesias do Concelho do Sabugal

:: ::
Nota prévia – Antes de avançar com o tema desta crónica, embora não deixe de falar de eleições, vamos a dois assuntos tratados na Reunião de Câmara de 15 de Setembro:

1. O caso da Randstad
A empresa Randstad, com o apoio do Município, ou vice-versa, lançou um processo de seleção de pessoal para a instalação de um «cal-center» no Sabugal. Tudo bem, pois daria emprego a muita gente, mas sabe-se, que o centro só abriria se tivesse, pelo menos 100 funcionários.
Ora, na reunião de Câmara de 15 de Setembro o sr. Presidente informou que tal já não ia acontecer, pois, dos 80 candidatos, só foram selecionados 35 e destes, alguns já estavam em «cal-center» idêntico na Guarda!
Sem comentários…

2. O caso do Externato do Soito
O sr. Presidente da Cooperativa de Ensino do Externato do Soito, António Robalo, usando indevidamente da palavra, comunicou que «assumira o elevado risco da sua abertura mantendo as cinco turmas com o financiamento de três turmas».
Ele há coisas…
:: ::

Voltemos ao tema dos resultados eleitorais para a Câmara Municipal do Sabugal…
A abstenção foi ligeiramente menor (-0,5%) em 2017 que em 2013, (mas votando menos 500 eleitores), mantendo-se a questão de os cadernos eleitorais conterem 14.083 eleitores, quando a população total do Concelho era, em finais de 2015, de apenas 11.489 habitantes.
As freguesias onde se registam os maiores níveis de abstenção (superiores a 50%) são: Quintas de São Bartolomeu, Sortelha, Vale de Espinho, Vila Boa e União de Freguesias da Lageosa e Forcalhos.
Pelo contrário, as freguesias Aldeia do Bispo, Baraçal, Bendada, Bismula, Cerdeira, Fóios, Rapoula do Côa, Rebolosa, Vila do Touro, União das freguesias de Pousafoles do Bispo, Pena Lobo e Lomba, União das freguesias de Sabugal e Aldeia de Santo António e União das freguesias de Seixo do Côa e Vale Longo apresentam níveis de abstenção abaixo dos 40%.
Dos votantes apenas 5,2% votaram em branco ou nulo, prova evidente que os eleitores se consideravam, na sua esmagadora maioria, completamente conscientes do seu sentido de voto.
Da análise que efetuei, apresento as minhas conclusões no que diz respeito à Câmara Municipal do Sabugal:

1 – A relação entre a votação dos diferentes partidos revela uma clara hegemonia do PSD, que ultrapassa a barreira dos 50% (51,47%), e sobe perto de 6% em relação a 2013.

2 – Por seu lado, o segundo partido mais votado, o PS, alcança 38,15% do total dos votos, menos 1,36% que em 2013.

3 – A hegemonia destes dois partidos, que representavam 85,3% do total de votantes em 2013, acentua-se em 2017, subindo para os 89,6%. Os restantes partidos concorrentes têm um peso relativo muito escasso: 3,29% para o CDS coligado com o MPT, contra 4,4% em 2013, registando-se uma subida ligeira da CDU que vem, embora muito lentamente, crescendo de ato eleitoral para ato eleitoral – 0,99% em 2009, 1,76% em 2013 e 1,90% em 2017.

4 – O PSD apresenta os seus melhores resultados (superiores a 60%) em Aldeia Velha, Baraçal, Bendada, Soito, Vale de Espinho, União das freguesias de Aldeia da Ribeira, Vilar Maior e Badamalos, União das freguesias de Lajeosa e Forcalhos, União das freguesias de Ruvina, Ruivós e Vale das Éguas. Tal significa que valores superiores a 60% são obtidos num menor número de freguesias, indicando uma mais homogénea distribuição de votos ao longo de todo o Concelho. São exemplo do que acabo de dizer, freguesias como Aldeia do Bispo, Alfaiates, Baraçal, Cerdeira, Nave, Rapoula e Seixo do Côa.
Por sua vez, o PS obtem percentagens superiores a 45% em Alfaiates, Bismula, Casteleiro, Quadrazais, Quintas de São Bartolomeu, Rendo, União das freguesias de Sabugal e Aldeia de Santo António e União das freguesias de Santo Estevão e Moita, só obtendo resultado superiores a 50% em Bismula, Casteleiro e União das freguesias de Santo Estevão e Moita.
O PS apenas ganha para a Câmara em Bismula, Casteleiro, Quadrazais, Quintas de São Bartolomeu, Rendo, União das freguesias de Sabugal e Aldeia de Santo António e União das freguesias de Santo Estevão e Moita.

5 – Num exercício teórico sobre potenciais eixos de desenvolvimento territorial – defini seis eixos em 2013 –, que mantenho em 2017:

– Arco Urbano Sabugal – integrando as freguesias de Sabugal, Aldeia de Sto António, Malcata, Rendo e Quintas de São Bartolomeu;
– Eixo Sabugal-Fóios – com Sabugal, Quadrazais, Vale de Espinho e Foios;
– Eixo Sabugal-Casteleiro – Sabugal, Santo Estêvão, Moita e Casteleiro;
– Eixo Sabugal-Aldeia da Ponte (1) – integrando Sabugal, Rendo, Vila Boa, Nave, Alfaiates e Aldeia da Ponte;
– Eixo Sabugal-Aldeia da Ponte (2) – integrando Sabugal, Soito, Alfaiates e Aldeia da Ponte;
– Eixo Sabugal-Cerdeira – com Sabugal, Quintas de São Bartolomeu, Rapoula, Seixo do Coa e Cerdeira.

O quadro seguinte permite verificar que o PS continua a manter a maioria em cinco destes eixos, apenas perdendo no eixo que inclui o Soito.

Mapa das eleições autárquicas 2017 - Ramiro Matos - Capeia Arraiana

Mapa das eleições autárquicas 2017

:: ::
ps. Dia 20 de Outubro realiza-se a tomada de posse dos eleitos para a Assembleia e Câmara Municipal. Lá estarei tomando posse enquanto deputado municipal eleito pelo PS. Os que me conhecem sabem que tentarei ser uma voz ativa neste órgão do poder local.

:: ::
«Sabugal Melhor», opinião de Ramiro Matos

Deixar uma resposta