Fado acompanhado por vinho 2.5 de Belmonte

Adegas e Vinhos - Capeia Arraiana

A empresa «Real Fado» escolheu, nos meses de Julho e Agosto, três locais icónicos de Lisboa para celebrar o Fado. Os sons da música Património Cultural Imaterial da Humanidade adaptam-se ao bar Pavilhão Chinês, ao Reservatório da Patriarcal e à Embaixada do Palácio Ribeiro da Cunha. Para acompanhar os fadistas e os músicos marcou presença a marca de vinhos 2.5-Vinhos de Belmonte. De 10 a 13 de Novembro os nectares da adega de Manuel Gouveia vão estar presentes na 18.ª edição de «Encontro com Vinhos» da Revista de Vinhos no Centro de Congressos de Lisboa.

Entre Julho e Agosto a «Real Fado» escolheu três locais icónicos de Lisboa para celebrar a música tradicional lisboeta: o bar Pavilhão Chinês, o Reservatório da Patriarcal e a Embaixada, no Palácio Ribeiro da Cunha. A música adaptou-se a cada local, sendo que «os cerca de 25 concertos foram desenhados e adaptados ao carácter e perfil dos locais que os acolhem», explicou a organização em comunicado.
Às terças-feiras à tarde a música percorreu, num encontro íntimo, as salas únicas do Pavilhão Chinês. Às sextas-feiras mudavam-se para o Reservatório da Patriarcal no subsolo do Príncipe Real onde nasceram sonoridades mágicas. Aos domingos o fado intemporal foi escutado na Embaixada, situada no Palácio Ribeiro da Cunha, juntando o passado e o futuro.
Para acompanhar os fadistas e os músicos marcaram presença os melhores nectáres das colheitas da Adega 2.5-Vinhos de Belmonte de Manuel Gouveia, natural da aldeia histórica de Sortelha no concelho do Sabugal.

«Encontro com Vinhos» de 10 a 13 de novembro no Centro de Congressos de Lisboa

A Revista de Vinhos está a preparar a 18.ª edição do «Encontro com Vinhos» (ECV) e «Encontro com Sabores» (ECS).
O evento contará com cerca de 400 produtores, portugueses e estrangeiros, e a programação trará muitas surpresas e inovações, com um claro reforço de convidados internacionais e uma ponte mais firme entre o vinho e a gastronomia.
O ECV, o mais histórico dos eventos vínicos do país, será organizado em parceria pela Masemba e EV-Essência do Vinho e terá em prova aberta milhares de vinhos, decorrendo em paralelo um intenso programa de provas comentadas por conceituados especialistas, com vinhos raros e, em muitos casos, únicos. “A Escolha da Imprensa” avaliará e elegerá os vinhos mais entusiasmantes da iniciativa, com a particularidade de o painel de jurados ser reforçado com críticos internacionais convidados, de diferentes nacionalidades.
A adega 2.5-Vinhos de Belmonte vai estar presente no Centro de Congressos de Lisboa, na Junqueira, dando a provar o que de melhor nasceu nas vinhas de Caria e Belmonte.
jcl

Deixar uma resposta