Pasquins, comboios e azeitonas

Um episódio de pasquins acontecido com o imperador Frederico. Diálogo entre passageiros do comboio. Um homem que gostava de vinho com azeitonas.

Frederico, o Grande

Pasquins
Um dia Frederico, o Grande, imperador da Prússia, estava à janela do seu palácio tomando o fresco da aragem, quando viu muito povo apinhado numa esquina. Ordenou então a um dos seus pajens que fosse ver o que se passava.
O pajem regressou depressa e disse ao imperador que era um pasquim contra ele.
«Pois sim, rapaz, será. Mas está alto de mais. Volta lá, desprega-o e põe-o mais baixo para que se leia melhor».

No comboio (1)
Dois homens seguiam de comboio, sentados lado a lado. Um deles lia um livro em alta voz e o outro, perturbado, disse-lhe:
– Se não lhe causar incómodo, agradeço que não leia tão alto.
O outro respondeu-lhe secamente:
– Deixarei então de ler.
– Não, senhor, continue por favor, mas leia baixinho, só para si.
– Como assim? Se eu ler baixo não ouço.

No comboio (2)
O comboio pára numa estação e entra um passageiro bem nutrido.
Um desses senhores que não podem deixar de demonstrar a sua graça, comentou alto:
– Julgava que nas carruagens de passageiros não podiam entrar elefantes.
O passageiro gordo, vendo-se atingido pela chalaça, ripostou:
– Olhe, caro senhor, os comboios de hoje são como a arca de Noé: acomodam toda a classe de animais, desde o elefante à cavalgadura.

Venham umas azeitonas
Aníbal Verdial, que era um borrachão empedernido, de todos conhecido na freguesia, andava com um companheiro na transfega do vinho de um grande proprietário.
Ora estando Aníbal empoleirado no rebordo de um dos grandes tonéis, sucedeu desequilibrar-se e cair dentro dele.
O companheiro, face ao ocorrido, gritou para que trouxessem cordas e uma escada e foi assomar-se ao rebordo do tonel.
O borrachão, que esbracejava no enorme recipiente, onde já tinha tragado uma boa quantidade de vinho, disse para o companheiro ao vê-lo:
– Nem cordas, nem escada, compadre… Cala-te e traz-me umas azeitonas.
:: ::
(por Paulo Leitão Batista)

Deixar uma resposta