Os perigos do casamento (para a mulher)

O casamento entre homem e mulher foi algo que ocorreu sucessivamente em todos os tempos e na generalidade das sociedades, porém a vida conjugal tem limitações e riscos que também a tornam indesejável.

Casamento de Romanos

Nereu, eunuco de Flávia (neta do imperador Domiciano), aconselhando a sua senhora que permanecesse solteira, expôs-lhe assim as consequências nefastas que resultam para mulher do casamento:
– Troca o apelido do pai pelo do marido.
– Dá maior poder a um estranho do que aquele que os seus pais tiveram.
– Faz-se escrava dele e como tal será tratada.
– Sujeita-se a quem lhe pode proibir o relacionamento com os seus próprios parentes.
– Se o marido for zeloso proíbe-a até de ver e ouvir.
– O marido interpretará mal as suas palavras e acções.
– O marido, de início humano e afável, tornar-se-á depois cruel e grosseiro.
– O marido trocá-la-á muitas vezes pela criada.
– Se ela recalcitrar levará ainda bordoada.
10ª – De pobre menina olhada e tratada com o carinho dos pais, passará a suportar os mil defeitos do marido e deles será sempre vítima.
11ª – Passará na gravidez os mais belos anos da sua vida.
12ª – Receará que seja a mesma a hora do parto e a da morte.
E outras consequências negativas lhe disse, sem falar de uma única vantagem. O que não impediu Flávia de contrair o matrimónio e dizer depois que, afinal, foi feliz!
:: ::
(por Paulo Leitão Batista)

Deixar uma resposta