Postal TV (189)

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

O postalinho de hoje é dedicado à maior novidade da época televisiva: «Linha Aberta», um programa aberto e da responsabilidade de Hernâni Carvalho. É com muita curiosidade que espero este projecto.

Hernâni Carvalho - José Carlos Mendes - Capeia Arraiana

Hernâni Carvalho (foto: D.R.)

Será um programa inovador, que promete mais surpresas e diversidade do que rotinas e que poderá vir a criar alguma celeuma. Por três razões:

1.ª – O autor está vivo e recomenda-se, sendo certo que não é propriamente um cobardolas que se cale para não ferir este ou aquele organismo, este ou aquele responsável: espera-se que enfrente e não cale o que sabe;

2ª – Os temas prometem, a temática é alargada, tudo dependerá de dois factores: a) as intervenções dos participantes; b) as violações do direito à imagem e à palavra que são apanágio do autor e coordenador do programa. Ou seja, e para que não fique nehnhuma dúvida sobre o que stou a querer dizer: Hernâni Carvalho não costuma ficar calado quando a censura ameaça; ele prepara muito bem os temas, ele recorre a fontes sempre fortes e muito bem informadas – mesmo que muitas vezes não possa em todo o tempo trazer-nos para o écrã tudo o que já sabe. Isso ficou bem claro esta semana com a morte do fotógrafo Pedro Palma – todos ficámos com a clara certeza de que Hernâni Carvalho sabe muito mais do que aquilo que pode dizer neste momento;

3ª – A terceira razão, e não menos importante, tem a ver com a SIC e a sua clara decisão de voltar a alcançar o pódio dos canais generalistas. Dito de forma clara e directa: a SIC quer decididamente ultrapassar a TVI nas audiências. E isso só pode ser alcançado com programas polémicos, que façam falar e que nos obriguem a não estar por fora: estarmos lá, nas sextas às 19…

Espero que assim aconteça, para que a TV em Portugal ganhe alma. Prefiro Hernâni nestes cenários que tão bem domina a vê-lo noutras aventuras condenadas a nada…

Aguardo. Serei fiel e pontual: àquela hora: SIC. Sem publicidade: apenas em nome da qualidade. Certo?

:: ::
«Postal TV», por José Carlos Mendes

Deixar uma resposta