O Demónio

Franklim Costa Braga - Capeia Arraiana

De vez em quando apareciam na aldeia missionários que pregavam durante uns dias e presidiam a outros actos religiosos.

Igreja do Cemitério de Quadrazais - Sabugal - Capeia Arraiana

Igreja do Cemitério de Quadrazais – Sabugal

Aí por 1950, apareceram por lá os Redentoristas, cuja padroeira era Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, chefiados pelo padre Manuel Esteves, tendo deixado o ícone da sua padroeira e uma cruz com o ano da Santa Missão.
Em cada cerimónia ou pregação que faziam haviam sempre uns rapazolas que iam para o Sobradinho donde lançavam graçolas e dichotes que perturbavam a missão, entre os quais o Fausto Caseiro.
Num desses dias, já com a igreja cheia, entra o Fausto Caseiro. Lá do alto da igreja diz o padre:
– Acaba de entrar o demónio.
O Fausto Caseiro, mal ouviu estas palavras, com toda a gente a olhar para ele, faz meia volta e ó pernas para que vos quero. Desapareceu de cena.
:: ::
«Lembrando o que é nosso», por Franklim Costa Braga

Deixar uma resposta