Postal TV (182)

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Os números são realidades às vezes terríveis. Hoje fiquei a saber, por ter estudado essa questão ter procurado fontes fidedignas, que os nossos écrãs têm estado mais inundados que nunca este ano e sobretudo no 1º trimestre. A inundação é a enchente de caras de políticos sobre a qual vai ler neste ‘Postal’.

Marcelo foi o político que esteve mais tempo nas televisões

Quem ocupou os nossos écrãs?
No primeiro trimestre deste ano, as televisões estiveram sempre inundadas de dirigentes políticos:
Marcelo (PR) – 47 horas;
Costa (PM) – 41 horas;
Catarina (BE) – 16;
Passos (PSD) – 16;
Cristas (CDS) – 12;
Jerónimo (PCP) – 11 horas.
(Dados: Marktest)

Interessante é sabermos também que o Ministro dos Negócios Estrangeiros, que até é o substituto do PM, não esteve nas televisões mais tempo do que Montenegro (PSD). Não se admirem assim se este último aparecer de repente à frente do PSD…

Produtora deve a toda a gente…
Leio nos jornais que uma produtora que trabalha para a RTP 1 numa novela em moda não paga aos actores e colaboradores há meses e que não tem dinheiro para resolver a situação.
Um dos responsáveis alude mesmo a desvio de dinheiro (forma simpática de dizer que a produtora foi roubada).
E a RTP, que papel assume nisto tudo?

Guerra SIC / TVI
«O “Love on Top 6” continua a perder para “A Força do Querer” (SIC) e ontem registou o pior resultado de sempre.
O extra do reality show da TVI rendeu nesta terça-feira uma audiência média de 3,3, um share de 16,0% e 315.700 espectadores em média.
Na SIC, “A Força do Querer” manteve a liderança isolada com 405.300 espectadores em média. A novela de Carnaxide rendeu à estação 4,2 de audiência média e 19,7% de share» – leio no ‘Zapping’.
:: ::
«Postal TV», por José Carlos Mendes

One Response to Postal TV (182)

  1. Ana diz:

    O beijoqueiro é como o piolho.
    Mete-se em todo o buraco.
    Que figura mais triste

Deixar uma resposta