Revista Epicur enaltece o bucho raiano

Gastronomia - © Capeia Arraiana

Na recente edição de Verão a Epicur, revista dedicada aos prazeres da vida, destaca a grande especialidade do Sabugal: o bucho raiano. O artigo é assinado pelo crítico gastronómico Fernando Melo.

O pretexto foi uma visita ao restaurante Casa da Esquila, no Casteleiro, onde se serve um prato que «esconde mil histórias e outros tantos mistérios». Fernando Melo diz mesmo que o bucho raiano é «uma das mais mirabolantes pérolas da gastronomia portuguesa».
O jornalista, crítico gastronómico e especialista de vinhos, percorreu as centenas de quilómetros que separam Lisboa do Sabugal para observar as nossas terras, escrever sobre a sua beleza, e a sua valorosa história.

Sobre precisamente o Sabugal, Fernando Melo chama-lhe «prodigiosa terra, que concentrou todo o fluxo histórico e cultural de séculos nas suas gentes e nos seus costumes». E dá o exemplo da nossa farinheira, que leva pão, e que, sem a conhecer, não se perceberá como nasceu a alheira. Enaltece ainda o chouriço de ossos, para depois se fixar no bucho raiano, lamentando contudo que seja «delícia ainda muito cingida à região, o que não é de aceitar tacitamente, dados o seu valor e a sua originalidade».
O artigo fala-nos depois do chef Rui Cerveira e do seu restaurante Casa da Esquila, em cuja cozinha se produzem maravilhas: variadas sopas de bucho, lâminas de bucho com salada de citrinos e com revuelvos de perdiz, palitos de bucho corados com batatas chips, folhado de bucho com espuma de queijo, empada de bucho, lasanha de bucho com cogumelos, e até um gelado de queijo com bucho e folhado de pera.
Fernando Melo acaba com uma sugestão ao leitor:
«Surpresa garantida no Sabugal raiano que não mais esqueceremos, para ir e voltar. Muitas vezes.»

O Bucho Raiano é hoje uma das maiores potencialidades do concelho do Sabugal. A Confraria do Bucho Raiano tem convidado amiudadamente Fernando Melo para participar nas suas actividades e degustar a nossa iguaria. Já esteve no Sabugal, num dos capítulos da Confraria, esteve com os confrades numa iniciativa na Casa Pia de Lisboa e participou em alguns almoços de bucho realizados em Lisboa.
plb

Deixar uma resposta