Sabugal deve 6 milhões de água e saneamento

Câmara Municipal Sabugal - © Capeia Arraiana

A dívida do Município do Sabugal à empresa Águas de Lisboa e Vale do Tejo ultrapassa os 6 milhões de euros, sendo a terceira maior do distrito da Guarda, segundo o relatório de contas da empresa.

Dívida da Água do Município do Sabugal (mais de 1 milhão são juros de mora)

A dívida dos Municípios à ALVT era no final do ano 2016 de 163,6 milhões de euros. A Câmara Municipal do Sabugal devia um total de 6.081.639 euros, por falta de pagamento do abastecimento de água e saneamento – desse valor 1,17 milhões respeitam a juros de mora.
A Guarda é o principal devedor, com 25,8 milhões. No distrito segue-se Gouveia, com 7 milhões, e o Sabugal ocupa a terceira posição entre os Municípios mais devedores. Destaca-se ainda o Fundão, Município do distrito de Castelo Branco, mas que integra a Comunidade Intermunicipal das Beiras – Serra da Estrela (CIM), que tem uma dívida acumulada de quase 24 milhões, portanto muito próxima da que detém a Guarda.
Segundo o relatório da ALVT, a empresa fez ao longo do último ano vários acordos para a regularização de dívidas, nomeadamente com os municípios de Celorico da Beira (400 mil euros) e de Penamacor (1,2 milhões de euros).
A empresa Águas de Portugal, em cujo grupo se integra a ALVT, também apresentou relatório sobre o exercício de 2016. O documento refere que os Municípios do país devem um total de 344,4 milhões de euros em água e saneamento, sendo a Guarda o campeão da dívida, e estando o Sabugal na 11ª posição nacional, num total de 53 municípios altamente devedores (cada um com dívida superior a 2 milhões de euros).
O Sabugal e os demais municípios da CIM estão em litígio judicial com a ALVT e na expectativa de vir a decorrer um processo negocial para a regularização de uma dívida que se vai acumulando.

A Águas de Lisboa e Vale do Tejo foi constituída em 2015, resultante da agregação de oito sistemas multimunicipais, entre os quais o das Águas do Zêzere e Côa, que ficou extinto. A empresa é proprietária e gestora do sistema de água e saneamento de 70 municípios. A estrutura accionista é composta pela Águas de Portugal, que detém 59,4 por cento das acções, cabendo as restantes acções aos Municípios envolvidos. A Câmara do Sabugal detém uma quota de 0,09% do capital.

:: ::
O problema da dívida da água arrasta-se há muitos anos, tendo até já beneficiado de imparidades (valores declarados de cobrança impossível) que ainda entraram nas contas da Águas do Zêzere e Côa.
Bem fez a Covilhã, cujo Município, ainda no tempo do presidente Carlos Pinto, decidiu desafectar-se do sistema multimunicipal, criando o seu próprio sistema municipal de abastecimento de água e saneamento.

plb

One Response to Sabugal deve 6 milhões de água e saneamento

  1. LUIZ CARLOS PEREIRA DE PAULA diz:

    è preciso ser previdente como foi o caso da Covilhã ao criar o seu próprio sistema.

Deixar uma resposta