Há 40 anos mataram o sabugalense Fitz Quintela

Efemérides - 2015 - © Capeia Arraiana

No dia 16 de Maio de 1977, uma bala tirou a vida ao jovem e promissor advogado Fitz Augusto Neves Quintela, natural do Sabugal e radicado em Lisboa onde tinha escritório.

Fitz Augusto Neves Quintela

Fitz Augusto Neves Quintela

O Fitz era filho do Senhor Tita Quintela, secretário da Câmara Municipal do Sabugal, e irmão de Helena Liz, pintora impressionista que esteve largo tempo radicada em Madrid.
Na manhã de 16 de Maio de 1977, segunda-feira, Fitz Quintela saiu de casa no seu automóvel, acompanhado pela mulher, como sempre fazia para ir trabalhar. Quando circulava na zona de Monsanto, às portas de Lisboa, viu-se envolvido numa perseguição da Polícia a suspeitos de terem protagonizado um assalto em Linda a Velha. Na confusão um polícia disparou e a bala atingiu a cabeça do advogado sabugalense, que teve morte imediata.
A morte trágica do jovem Fitz Quintela teve repercussão mediática nacional e abalou especialmente a então ainda vila do Sabugal, onde o corpo foi a enterrar no meio de uma imensa comoção popular.
Fitz Quintela nasceu no Sabugal, em 15 de Agosto de 1940. Feitos os estudos iniciais no Sabugal estudou na Guarda onde fez o Curso Geral dos Liceus. Ingressou depois no curso de Direito, na Universidade de Coimbra, que terminou em 1965.
Ingressou na carreira do Ministério Público, tendo sido delegado do Procurador da República nas comarcas de Lousada, Seixal, Almada e Lisboa.
Em 1972 abandonou a magistratura e instalou escritório de advogado em Lisboa e tornou-se também assessor jurídico do Sindicato da Função Pública.
Fitz Quintela foi um dos fundadores da Casa do Concelho do Sabugal em Lisboa. A ele, enquanto jurista, se devem os Estatutos, que elaborou com a colaboração do aluno de Direito José Baltazar Roque, natural de Alfaiates.
Assinou a escritura pública da associação, no 3º Cartório Notarial de Lisboa, em 13 de Fevreiro de 1975, juntamente com Antero de Seabra, Adelino Dias, Benvinda Seabra, José Paula, José Roque e Alberto Gata.
Integrou também a Comissão Instaladora da Casa do Concelho do Sabugal, que geriu a associação até à eleição dos corpos sociais.
plb

Deixar uma resposta