Postal TV (169)

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Em Portugal faz-se bom ou mau jornalismo em TV? Eu acho sinceramente que, regra geral, aparte os «velhinhos» (que são cada vez mais afastados para dar lugar aos novos), nem se domina a Língua Portuguesa bem as regras da boas informação.

image (86) copy

Para ser franco, nem sequer as regras da eficácia televisiva nas entrevistas em que o entrevistador quer brilhar mais pelas interrupções do que pela atenção ao que é dito… Ainda ontem a entrevista na SIC ao Director-Geral de Saúde a propósito do sarampo foi um desastre nestes aspectos. Lamento: tenho de o dizer.

Muito tempo noticioso
Em média, sabe qual a percentagem do tempo de emissão destinado em cada canal à cobertura noticiosa? Atenção: falamos apenas dos canais generalistas.
Desses, aquele que ofereceu mais tempo informativo regular foi a RTP 1 (33.4%). Seguem-se: a TVI (33.3%) e a SIC (33.2%). Mas as diferenças são mínimas. Podemos afirmar que em Portugal as televisões principais dedicam 1/3 da sua emissão a noticiários.

Assuntos mais noticiados esta semana
Como era de esperar:
– Páscoa: quase 5 horas (achei pouco, para o que era habitual);
– ataque dos EUA: 3 horas e pouco;
– futebol: quase 4 horas.

Audiências
Totais diários de terça-feira, 18 de abril de 2017:
– RTP1 – 16,1%;
– RTP2 – 1,3%;
– SIC – 16,3%;
– TVI – 21,4%;
– Total CABO – 34,8%;
– Outros – 8,5%.

Curiosidade / Elas não matem mas moem?
Inquérito mundial. Uma curiosidade. Se houver um conflito mundial, qual o seu aliado preferido? Veja as respostas: 41% escolhia os EUA, 15% a Rússia, 10% a China, 8% o Reino Unido, 5% a França e 3% a Índia.
Li na Marktest, quando folheava a análise das audiências televisivas e achei que era útil incluir no Postal pela negativa: porque as TVs ignoraram este estudo – que teve resultados surpreendentes.
:: ::
«Postal TV», por José Carlos Mendes

Deixar uma resposta