Sporting do Sabugal na final da Taça de Honra

Sporting Clube Sabugal - Sabugal - Capeia Arraiana (orelha)

O Sporting Clube do Sabugal foi a Manteigas vencer a equipa local por três golos sem resposta, garantindo assim a presença na final da Taça de Honra da Associação de Futebol da Guarda.

983919_1853889898203828_2910918420115355054_n

Realizou-se no passado domingo a meia-final da Taça de Honra da A. F. Guarda que opunha a A. D. Manteigas ao Sporting Sabugal.
Para este encontro, importantíssimo para o Sabugal, pois esta era uma das competições que o clube pretende vencer, o técnico Ricardito, mesmo atendendo ao valor do plantel, não procedeu a alterações de monta de forma a não ser surpreendido pelo adversário. Por isso fez alinhar de início: Nuno Morais, David, Pedro, Maio, Sérgio, João Pedro, Camilo, Barra, Jorgito, Rui Santos e Bessa. No banco para possíveis alterações estavam: Pires, Rebelo, Janela, Vendeiro, Quelhas Velho e Micael.
Entrou de forma vincadamente ofensiva a equipa forasteira pois tinha todo o interesse em resolver o jogo o mais rápido possível de forma poder gerir o resultado e o tempo de jogo a seu belo prazer, pois no subconsciente dos atletas estava o jogo da próxima jornada com o Fornos, esse sim um jogo de elevada dificuldade que pode vir a decidir o campeonato distrital desta época, por isso foi sem surpresa que o Sabugal inaugurou o marcador pelo central Maio, que de cabeça correspondeu de forma exemplar a um centro executado para a grande área local. Continuou o Sabugal a pressionar não dando qualquer hipótese de entrar no jogo ao Manteigas, fruto desse domínio territorial o Sabugal aumentou a vantagem por David. A equipa local bem tentava contrariar o melhor jogo da equipa forasteira, mas deixando uma palavra de apreço para a sua abnegação, mais não conseguiram do que retardar o tranquilizador e definitivo terceiro golo, este, da autoria de João Pedro.
Durante o desafio e de forma a fazer descansar alguns jogadores o técnico do Sabugal fez sair David, Sérgio e Rui Santos entrando para os seus lugares Pires, Janela e Quelhas.
Temos de realçar a forma correta como decorreu o jogo, apenas temos de lamentar a bárbara dupla agressão que o nosso jogador Bessa sofreu aos pés e mãos do jogador Carvalhinho, nada justificava a cotovelada dada e muito menos o pontapé desferido quando o nosso atleta já estava caído no chão e a sangrar.
Foi portanto um jogo em que o Sabugal venceu de forma justa e categórica o seu opositor, carimbando assim o passaporte para a final a realizar no dia 14 de Maio em que irá ter como opositor o Ginásio Clube Figueirense.

p.s. 1) No próximo domingo teremos no municipal do Sabugal um “escaldante” Sabugal – Fornos, que vir a clarificar muito do que há para disputar do distrital.

p.s 2) Nesse mesmo domingo e ás 18.30 no pavilhão de S. Miguel na Guarda terá lugar a final da super taça de futsal, entre o Sabugal e o Penaverdense, após o fim do jogo dos seniores o Sporting coloca à disposição dos adeptos transporte ( com saída do estádio) para quem desejar ir apoiar a equipa de futsal.
:: ::
SC Sabugal

Deixar uma resposta