Lar do Casteleiro de contas limpas

Joaquim Gouveia - Capeia Arraiana (orelha)

:: :: CASTELEIRO :: :: Março é o mês de apresentação de contas. Foi exatamente no estrito cumprimento deste dever que a Associação do Lar e Centro de Dia de São Salvador do Casteleiro aprovou, em Assembleia Geral do passado dia 18 do corrente mês, o Relatório e Contas referentes ao ano de 2016. O saldo, mais uma vez, foi positivo!

Lar São Salvador - Casteleiro - Joaquim Gouveia - Capeia Arraiana

Associação do Lar e Centro de Dia de São Salvador do Casteleiro

Os recursos, cada vez mais escassos, constituem elementos fundamentais para o sucesso de qualquer organização. No Lar do Casteleiro, por razões que se prendem com a natureza do serviço ou pelos próprios espaços físicos, são absolutamente decisivos para o cabal cumprimento da sua missão.
Sabemos que os tempos não vão de feição, e, como diz o povo: «Sem sangue não se fazem morcelas!» Perante esta realidade não há lugar a amadorismo, experimentalismo, ou aventureirismo. Cada vez mais, o profissionalismo do pessoal que ali trabalha e o afinco na gestão de quem dirige constituem os verdadeiros vetores da sustentabilidade e credibilidade tutelar desta Instituição.
A provar o que afirmo está a constatação nos documentos que suportam a Conta de Gerência, agora aprovada, em que o diferencial do orçamentado para 2016 e o efetivo exercício, durante o mesmo período, foi apenas de três centenas de euros positivos, num orçamento que rondou os 520 mil euros. A isto chama-se clareza e rigor orçamental!
Foi este resultado que motivou nos associados presentes manifestações de satisfação que culminaram com aprovação, unânime, dos documentos em apreço.
Por força da legislação vigente, a Assembleia Geral aprovou também duas pequenas alterações estatutárias e um Regulamento que servirá de suporte a futuros atos eleitorais.

Viste a página do Lar de São Salvador do Casteleiro. (Aqui.)
:: ::
«Viver Casteleiro», opinião de Joaquim Luís Gouveia (membro da Direcção do Lar)

Deixar uma resposta