Municípios da Cova da Beira recebem 3 milhões

AMCB - Associação Municípios Cova Beira - Capeia Arraiana

A Associação de Municípios da Cova da Beira (AMCB) anunciou que vai desenvolver em cooperação com a província de Salamanca (Espanha) dois novos projectos transfronteiriços que implicam um investimento global superior a três milhões de euros. Os projectos foram aprovados no âmbito da iniciativa comunitária INTERREG e a sua execução pretende contribuir para o desenvolvimento dos territórios abrangidos nos dois países ibéricos.

AMCB - Associação Municípios Cova Beira - Capeia Arraiana

Página principal da AMCB que serve 14 munícipios

«BIN SAL Empreende – Uma Raia Empreendedora» com 1,49 milhões de euros e o «Biofronteira – Luta e prevenção de incêndios» com 1,8 milhões de euros são os dois projectos apresentados e aprovados na União Europeia pela AMCB no âmbito da iniciativa INTERREG.
Na nota de imprensa enviada à agência Lusa foram destacados alguns dos objectivos dos projectos. O BIN SAL Empreende visa «a promoção do empreendedorismo entre os jovens» através do «apoio a empresas raianas de pequena dimensão em áreas estratégicas com o objectivo de promover o encontro e o intercâmbio entre os agentes económicos e empreendedores, e melhorar o acesso dos empreendedores ao financiamento e sistemas públicos de assessoria e informação». O projecto deverá contribuir «para promover acções de integração sócio-laboral de pessoas desfavorecidas e com deficiência, bem como a realização de projectos-piloto de intervenção no âmbito de novas formas de emprego e medidas de promoção da competitividade territorial».
O projeto Biofronteira pretende estabelecer medidas de vigilância, prevenção e luta contra os incêndios originados na primeira e segunda linha da zona raiana.
Entre as medidas, está prevista a implementação de um sistema transfronteiriço de video-vigilância em seis municípios da região para proteger infraestruturas públicas, áreas recreativas e perímetros urbanos próximos das áreas florestais. Estão, também, contempladas «medidas de protecção, vigilância e intervenção rápida nos focos de incêndios e a ampliação e consolidação dos meios de abastecimento de veículos e equipamentos de protecção civil». «Estas medidas irão permitir uma redução da superfície queimada em zonas sensíveis, como são o caso das zonas raianas», é ainda salientado pela associação da Cova da Beira.
O presidente da AMCB e da Câmara Municipal de Manteigas, José Manuel Biscaia, citado pela nota de imprensa, salienta que «as áreas de intervenção destes projectos – o ambiente e o empreendedorismo – têm sido algumas das fortes apostas da AMCB», referindo ainda que «a AMCB quer continuar a apostar na melhoria da qualidade de vida dos cidadãos dos concelhos seus associados».
Recorde-se que a AMCB, com sede em Belmonte, abrange os municípios do Sabugal, Almeida, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Guarda, Manteigas, Meda, Pinhel e Trancoso, no distrito da Guarda, e ainda os municípios de Belmonte, Covilhã, Fundão e Penamacor, no distrito de Castelo Branco.

:: ::
1 – Em final de mandato e em ano de eleições autárquicas é o timing certo para apresentar disponibilidades superiores a três milhões de euros em projectos de empreendedorismo jovem e combate a incêndios. Por um lado gostava de perceber o que são «áreas estratégicas para empresas raianas de pequena dimensão» e por outro fiquei com uma enorme curiosidade em entender em que consiste «o sistema de video-vigilância para proteger de incêndios florestais as infraestruturas públicas e áreas recreativas dos perímetros urbanos de seis municípios».
2 – É possível que agora tudo seja muito rápido mas a verdade é que se esperava mais da informação disponível nas redes sociais e… na Internet de uma Associação que serve os munícipes (e os imigrantes e emigrantes) de 14 municípios, incluindo o Sabugal. O site da AMCB apresenta a informação que publicamos na imagem desta notícia. Talvez sobrem uns trocos dos dois projectos. Ele há coisas!…
jcl (com agência Lusa)

Deixar uma resposta