Crónicas de António Alves Fernandes em livro

Hoje destacamos... - © Capeia Arraiana (orelha)

«O Nosso Homem» é o título do livro que reúne os escritos do bismulense António Alves Fernandes, muitos deles publicados aqui no Capeia Arraiana. A sessão de lançamento decorrerá no dia 19 de Março na Sede da ADCRAJ – Associação Desportiva Cultural e recreativa de Aldeia de Joanes (Fundão).

convite - Livro - O NOSSO HOMEM -

Os artigos de António Alves Fernandes primam pela humanidade. Numa escrita simples e sentida, ele vai ao encontro das pessoas e dos lugares e dá nota de acontecimentos relevantes, focando sempre o que há de melhor, o que sobressai, o que interessa reter.
Nascido na Bismula, concelho do Sabugal, e tendo passado boa parte da juventude em Setúbal, António Alves Fernandes fixa-se depois em Aldeia de Joanes, concelho do Fundão. Foi homem dedicado à causa pública – alto funcionário do Ministério da Justiça, tendo sido durante largos anos director do Estabelecimento Prisional de Castelo Branco.
A experiência profissional ajudou-o a aprofundar a perspectiva humana, que hoje transmite nos artigos que abundantemente escreve e publica em diversos meios de comunicação social, incluindo o Capeia Arraiana, na sua coluna semanal «Aldeia de Joanes». São artigos sobre a vida e a amizade, fixada na história de homens e mulheres, de instituições e de lugares.
Onde vai em deambulação ou em viagem toma notas, colhe testemunhos e perspectivas, que depois relata numa espécie de reportagem sentimental. Realça sempre o que há de positivo e contorna as polémicas, embora não se exima de dar «recado» quando o mesmo se impõe. Há também um fino pendor humorístico em alguns dos seus textos, por vezes exposto através de ironias oportunas.
De tudo o que escreve ressalta o valor que dá aos outros: a importância de certas profissões que se perderam, as experiências de vida de pessoas simples, o querer de colectividades dedicadas às boas causas sociais.
O livro de António Alves Fernandes vai ser apresentado pelo autarca fundanense Paulo Fernandes, filho do autor, e pelo escritor Manuel da Silva Ramos.
plb

Deixar uma resposta