Teatro no Capítulo da Confraria do Bucho

Confraria Bucho Raiano - Capeia Arraiana (orelha)

Um momento de expressão dramática, protagonizado pelo grupo de Teatro Guardiões da Lua, da Quarta-Feira, é novidade do Capítulo deste ano da Confraria do Bucho Raiano, que se realiza no dia 25 de Fevereiro no Auditório Municipal do Sabugal.

Os Guardiões da Lua representando a peça «Maria Mim» no castelo do Sabugal

Os Guardiões da Lua representando a peça «Maria Mim» no castelo do Sabugal

Os actores do grupo de teatro da Quarta-Feira (pequena aldeia da freguesia de Sortelha) vão representar em palco uma cena da vida do povo nas terras sabugalenses, cujo tema é o dia da matança.
A actuação ocorrerá pelas 11:30, antecedendo o início da cerimónia solene do Capítulo da Confraria e da entronização dos novos confrades.
Os Guardiões da Lua são um grupo de teatro amador, com sede na aldeia de Quarta-Feira, que está em actividade há 23 anos, com base no voluntarismo de pessoas da terra.
O grupo foi fundado por João Reis, escultor e artista multifacetado, que tem sido a alma dos Guardiões da Lua. Além de dinamizador e orientador, João Reis é encenador e autor da maior parte das peças que são representadas.
Os Guardiões da Lua têm realizado diversas iniciativas culturais e levado o nome do Sabugal a todo o país, em inúmeras actuações em palco, assim como em animações de rua.
Em 2009, o grupo viu inaugurado o Laboratório de Teatro da aldeia da Quarta-feira, de cujas instalações passaram a beneficiar para ensaiar e apresentar as suas peças.
Fruto do seu labor em favor da cultura, em 2012 o grupo recebeu a Medalha de Mérito Cultural atribuída pela Câmara Municipal do Sabugal.
O Capítulo da Confraria será uma oportunidade para os interessados assistirem a uma curta representação do grupo Guardiões da Lua, que levarão ao palco uma cena etnográfica bem representativa da vida antiga da região sabugalense.
plb

One Response to Teatro no Capítulo da Confraria do Bucho

  1. silvestre Rito diz:

    Ainda bem que existe alguma cultura e apoio para a mesma em terras tão esquecidas! um voto de coragem e que prossigam com o mesmo entusiasmo que têm demonstrado!

Deixar uma resposta