Futebol: Sabugal é primeiro no Distrital

Sporting Clube Sabugal - Sabugal - Capeia Arraiana (orelha)

O Sporting Clube do Sabugal venceu em Vilar Formoso por uma bola a zero e passou a ocupar o primeiro lugar no campeonato distrital de futebol, beneficiando da derrota que o Soito infligiu em casa ao Fornos de Algodres.

16712059_1830168620575956_8438493420260580838_n

Realizou-se no domingo, 12 de Fevereiro, mais uma jornada do campeonato distrital da Associação de Futebol da Guarda e o Sabugal, como se previa teve uma deslocação difícil ao campo do último classificado.
A classificação da equipa da casa não traduz de forma alguma o valor da equipa, por isso foi sem surpresa, que o até então 2º classificado, sentiu grandes dificuldades em vencer a partida. Para este encontro o Sabugal alinhou de início com: Nuno Morais, Pires, Maio, Sérgio, David, Jorgito, Barra, João Pedro, Rui Santos, Velho e Nuno Marcos. No banco para possíveis alterações Ricardo Igreja tinha: Nuno Marques, Camilo, Mica, Ricardo Quelhas, Fábio Rebelo, Pedro e Janela.
Como lhe competia, foi o Sabugal quem começou o jogo balanceado no ataque pois só a vitória interessava, para continuar colado ao primeiro lugar. Mas as ofensivas dos forasteiros iam sendo anuladas pela bem escalonada defensiva local e, umas vezes com sorte, outras com mérito do adversário, o nulo ia persistindo. Apesar das boas jogadas do Sabugal, a equipa da casa tentava apanhar em contra pé os visitantes através de rápidos contra ataques.
O treinador do Sabugal cedo mexeu na equipa, saindo Jorgito e entrando para o seu lugar Camilo. Fruto da experiência deste jogador, o Sabugal poderia ter inaugurado o marcador por duas vezes, uma por João Pedro, num remate de fora da área que saiu a rasar o poste, e outra por Rui Santos que sozinho, na pequena área, mais não fez do que um passe para as mãos do guarda-redes local. Com o nulo no placar, as equipas recolheram aos balneários.
No recomeço, mais do mesmo. O Sabugal em ataque continuado e o Vilar a sair em rápidos contra-ataques mantendo assim a incerteza no resultado. Nesta segunda parte temos de realçar a aparição em campo da equipa de arbitragem, que começou o festival de mal apitar, sempre em prejuízo dos visitantes, chegando ao cúmulo de marcar foras de jogo com os jogadores do Sabugal a partirem do seu meio campo defensivo. Com isto a equipa começou a ficar nervosa e as jogadas deixaram de aparecer com a fluidez com que apareceram na primeira parte. Talvez por isso o técnico do Sabugal tirou de jogo Nuno Marcos (muito desgastado) e Velho, entrando para os seus lugares Ricardo Quelhas e Fábio Rebelo.
Com o passar dos minutos começava a desesperar-se por um golo mas o mesmo não surgia umas vezes por inoperância dos avançados forasteiros outras vezes por más decisões da equipa de arbitragem, até que já em período de compensações, o recém-entrado Rebelo arranca forte do nosso meio campo (desta vez o auxiliar não marcou fora de jogo) e surgindo isolado perante outro Rebelo (guarda-redes local), não tremeu e marcou assim o golo que ditou a vitória do Sabugal e o acesso ao primeiro lugar da classificação, fruto da derrota do Fornos no Soito.

Futsal
De realçar a campanha da equipa de futsal do clube, a merecer nota de destaque, pois, fruto da vitória na Mêda por 8 a 2. Também aqui aproveitou um deslize da equipa do Manteigas, guindando-se assim ao primeiro lugar da geral.
Se tivermos em consideração, e caso nas jornadas em falta não haja qualquer surpresa, que a última jornada da prova será um Sabugal – Manteigas, poderá novamente o Sabugal voltar a sagrar-se campeão distrital da modalidade.
No próximo sábado, no pavilhão desportivo da Mêda pelas 19 horas esta mesma equipa vai disputar a final da taça de honra da A. F. Guarda com a equipa do Penaverdens.
Esperamos trazer para o Sabugal a respectiva taça!
SC Sabugal

Deixar uma resposta