Miragem

Alcínio Vicente - Aldeia do Bispo - © Capeia Arraiana

Alcínio brindados com uma pintura – um díptico de 2×1,5m – e um poema sobre os sonhos e as ilusões da vida. Vivemos das fantasias que nos alimentam e nos dão alento para continuar.

O díptico de Alcínio

O díptico de Alcínio

Sonho, fantasia, ilusão
Carrego na alma esta paixão
Que dá sentido à vida
Criança que renasce
Murmúrio do vento
Nuvem que passa
Alimento este, sentimento vão
Que a todos anima e sustenta
Vamos de paixão em paixão
De fantasia em fantasia
De sonho em sonho
De esperança em esperança
À procura de a encontrar,
Até a ilusão acabar.

:: ::
«Vivências a cor», de Alcínio

Deixar uma resposta