Contingências por cá

César Cruz - Desassossego - Opinião © Capeia Arraiana

Entre nós o grupo etário dos mais idosos ganha cada vez mais peso. A população ativa é cada vez menos. O número dos mais jovens preocupa. Para problemas velhos continuamos com políticas velhas. Há falta de ideias e de ruturas. Tudo na mesma e o mundo pula e avança…

População envelhece no concelho do Sabugal

O Sabugal é a cada dia que passa um concelho mais envelhecido

Segundo dados do INE, correlacionados com elementos da Pordata, verificamos que cerca de metade da população residente do concelho do Sabugal, com mais de quinze anos, é pensionista da Segurança Social e da CGA e que só trinta em cada cem residentes se encontram empregados (excluída a população abaixo dos quinze anos). Isto significa que menos de quatro mil residentes se encontram empregados. Ao analisar o concelho por grandes grupos etários facilmente constatamos que não tem havido variação percentual significativa. Ao longo da última década o grupo dos que possuem mais de sessenta e cinco anos tem vindo, percentualmente, a aumentar paulatinamente, sendo que neste momento em cada cem residentes, mais de quarenta fazem parte daquele grupo. O grande grupo que abrange as idades entre os quinze e os sessenta e cinco anos, designado por idade ativa, representa cerca de metade da população do concelho depreendendo-se simultaneamente que ao longo das últimas décadas, apesar de manter o seu peso percentual na população residente, foi o que perdeu mais população. E em termos percentuais o grupo dos jovens, com menos de quinze anos tem vindo a manifestar-se como o que perde maior representação percentual.
Contudo, números à parte, importa referir que a perda populacional é um dado transversal a todos os grupos etários. Se por um lado um lado, exceção feita ao grupo dos mais jovens, o peso de cada grupo residente se tem mantido, o mesmo não sucede com outro indicador fundamental para o qual tenho alertado diversas vezes. O do índice de sustentabilidade potencial, ou seja, o número de indivíduos ativos por idoso. No caso do concelho do Sabugal, por cada idoso só existe pouco mais de um indivíduo em idade ativa, apresentando assim um dos valores mais baixos a nível nacional. Aliás encontramo-nos mesmo na cauda da Unidade Territorial das Beiras e Serra da Estrela ao apresentar o maior índice de dependência de idosos, ou seja, setenta e dois idosos por cem pessoas em idade ativa.
Por estes e por outros dados é possível verificar que as políticas locais a serem colocadas em prática têm de seguir requisitos e condições fundamentais. A criação de emprego e a estabilização demográfica devem ser dois imperativos que devem estar nos horizontes locais. A esta situação não são alheios inúmeros artigos, locuções ou indicações que o nosso blogue noticioso do Capeia Arraiana tem registado. As mudanças dos indicadores sociais exigem processos de alternância. Se nas últimas décadas não se conseguiram inverter as tendências de fragilização social que poderão ser de desfragmentação e de desequilíbrio demográfico porque é que se insiste nas mesmas políticas e na mesma linha ideológica? A rutura com o politicamente correto ou com a política de círculo vicioso, onde a decisão é dirigida para, e por, um grupo em detrimento da população, pode ser a alternativa para a atenuação ou minimização da tendência social que assistimos impávida e serenamente. Mais do que ser a criadora de postos de trabalho, que cria fidelização subserviente, a política local deve e terá de promover o desenvolvimento local com os parceiros que têm capacidade e são vocacionados para isso mesmo.
:: ::
«Desassossego», opinião de César Cruz

One Response to Contingências por cá

  1. jclages diz:

    E podemos ainda acrescentar o alerta no Facebook do ilustre autarca José Manuel Campos dos Fóios:

    NAS NOSSAS TERRAS MORREM, POR ANO, ENTRE QUINZE A VINTE PESSOAS E NASCE UMA DE DE TRÊS EM TRÊS OU ATÉ MESMO MAIS. MAS NÃO É SÓ NO CONCELHO DO SABUGAL. ESTA DESGRAÇA É COMUM A TODO O INTERIOR.
    É URGENTE ACUDIR AO INTERIOR.

Deixar uma resposta