A Casa do Castelo vai reabrir?

Ramiro Matos - Sabugal Melhor - © Capeia Arraiana (orelha)

O encerramento da Casa do Castelo em 2013 foi por mim considerado, em crónica então publicada, um dos acontecimentos mais penalizadores para o Concelho do Sabugal.

Casa do Castelo - Sabugal

Casa do Castelo – Sabugal

Já escrevera no início de 2012, e cito: «Natural destaque merece a “Casa do Castelo” pelo trabalho ímpar que vem desenvolvendo em prol da afirmação do Concelho e na defesa intransigente do património cultural do Concelho».
E disse em Setembro de 2013 que «Partindo de uma ideia clara de como fazer para divulgar o nosso Concelho, a Talinha e o Romeu pegaram numa casa velha no lugar mais nobre do Sabugal, recuperaram-na de uma forma exemplar e colocaram-na ao serviço do Sabugal, sem nada pedirem em troca para além de, naturalmente, considerarem, e bem, que lhes era devido, no mínimo, o respeito pelo trabalho que vinham desenvolvendo».
E lamentava, então, que «por questões menores e, quantas vezes, mesquinhas, não tivesse havido da parte do Município a compreensão de que a existência da Casa do Castelo e o dinamismo e amor à terra da Talinha e do Romeu, eram outras tantas razões para que os serviços municipais do turismo e da cultura considerassem esta Casa como um parceiro importante na divulgação da história, do património e da cultura sabugalense».
Infelizmente a morte levou demasiado cedo a Talinha, que morreu sem ter tido a felicidade de ver a sua Casa do Castelo reaberta.
Por isso, foi com grande alegria que tomei conhecimento que o Romeu e o Município do Sabugal haviam chegado a acordo e que o Município adquiriu a Casa do Castelo, conforme decisão tomada na reunião de Câmara do passado dia 27 de Maio!
Esta alegria é ainda maior por saber que na Reunião de Câmara do dia 13 de Maio havia sido já aprovada a «Aquisição de Serviços de Conceção e Montagem do Projeto de Musealização do Espaço da Casa do Castelo – serviços de exposição em museus».
Penso que esta solução honra a memória da Talinha e honra o Romeu e o Município do Sabugal, sendo uma boa notícia para o Concelho do Sabugal.

Ps1. Embora ainda falte mais de uma semana, aqui deixo o apelo para que todos os que defendem a Escola Pública se mobilizem para as manifestações que, um pouco por todo o país se realizarão no dia 18 de Junho.
Não é uma manifestação contra os colégios privados, é uma manifestação pelo direito de todos, independentemente, do seu estatuto social, terem acesso a um ensino público de qualidade, mas é também o exigir que os órgãos do Estado coloquem ao dispor das comunidades educativas os meios necessários à construção de uma Escola Pública com a qualidade a que os portugueses têm direito.

Ps2. Finalmente, a lista de projetos aprovados até 31 de maio de 2016, no âmbito do POR Centro 2020, contem uma empresa do Sabugal!
Trata-se da GELADOS NEVÃO LDA, com o projeto «Consultoria para a Elaboração de um Estudo de Mercado Internacional», representando um investimento total de 20.000€, e recebendo 15.000€ de incentivos.

Ps3. Até 31 de Agosto está aberto um período de candidaturas para «Programação Cultural em Rede».
Neste âmbito serão apoiados: (i) a realização de eventos associados ao património, à cultura e a bens culturais, com elevado impacte em termos de projeção da imagem da região, através da programação em rede a nível intermunicipal e ou regional sempre que adequado; e (ii) a divulgação e integração territorial, através de iniciativas de cooperação territorial e institucional que permitam integrar a programação cultural, as visitas guiadas e a divulgação de equipamentos, bens culturais e serviços prestados.
São potenciais beneficiárias: a) Autarquias Locais e suas associações; b) Entidades do Setor Empresarial Local; e c) Entidades privadas sem fins lucrativos e agentes culturais, mediante protocolo ou outras formas de cooperação com as entidades referidas anteriormente.
As candidaturas a apresentar devem ter enquadramento em programa ou plano territorial ou noutro documento estratégico de enquadramento da área do turismo de caráter sectorial ou regional.
Ora no Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, estão previstos investimentos de 2 milhões de euros para um Programa de Valorização do Património Beiras e Serra da Estrela.
Será que vai caber alguma parte ao nosso Concelho?
E será que o Município tem projetos para candidatar?

Ps4. Um dos chefes da clique «Passos-Portas» já tratou do seu futuro…
E não o comparem com o Jorge Coelho, pois este, entre a saída do Governo e a entrada na Mota-Engil, deixou passar 7 anos, enquanto ao Portas bastaram 6 meses!

:: ::
«Sabugal Melhor», opinião de Ramiro Matos

Deixar uma resposta