Centros de recolha de biomassa florestal

Que espaço existe no Concelho do Sabugal para a criação de Centros Logísticos de Recolha e Comercialização (CLRC) de Biomassa Florestal Residual (BFR)?

Recolha da Biomassa Florestal

Recolha da Biomassa Florestal

Em dois artigos anteriores chamámos a atenção para dois RECURSOS ENDóGENOS importantíssimos (BFR e Eficiência energética) e das vantagens que poderiam advir da sua exploração económica.
malcata copy
Neste artigo vamos abordar a questão da oportunidade de investimento em Centros de Logística e Comercialização de BFR, para encaminhar e valorizar a biomassa, de modo rentável.

A BFR existente no SABUGAL advém de terrenos, em exploração florestal, dos abates fitossanitários, da limpeza das faixas de gestão de combustíveis prevista nos Planos Municipais de defesa da floresta contra incêndios, da limpeza dos corredores de linhas de transporte e distribuição de energia, da atividade de limpeza das equipas de sapadores florestais….

Hoje toda esta BFR não tem escoamento económico previsível, ficando a maior parte destroçada no local, o que tem a vantagem de deixar matéria orgânica no terreno e a desvantagem de aumentar o risco de incêndio ao ficar carga combustível nos povoamentos florestais.

Para definir uma estratégia sustentável para a BFR haverá, previamente que encontrar respostas para duas questões: Estamos a falar de que quantidades anuais? E de que tipo de biomassa?
Procurámos as respostas e concluímos que não estão disponíveis dados, nem estudos.

Ora as indefinições anteriores não permitem, de todo, avançar para projetos industriais, seja de parques de recolha e valorização, seja de produção de combustíveis derivados da BFR, seja de produção de energia térmica e/ou elétrica. Nenhuma iniciativa empresarial ultrapassaria uma simples análise de risco de garantia de abastecimento da matéria-prima.

Se no Sabugal pretendemos apostar estrategicamente na BFR então teremos que ultrapassar esta debilidade. A nosso ver cabe ao Município do Sabugal dinamizar a realização de um estudo de avaliação e de quantificação da biomassa florestal para valorização energética. A AMCF está disponível para ser um parceiro dessa iniciativa.

Fica o desafio para a realização do trabalho de inventário da biomassa no Concelho do Sabugal!
:: ::
José Escada da Costa, da Associação Malcata com Futuro

2 Responses to Centros de recolha de biomassa florestal

  1. Philippe diz:

    “Hoje toda esta BFR não tem escoamento económico previsível, ficando a maior parte destroçada no local, o que tem a vantagem de deixar matéria orgânica no terreno”
    Em quase 100 % dos casos, esta BFR acaba por ser queimada (basta ver os solos para comprovar que não ha matéria orgânica na terra)

    • Antes de encomendar estudos de milhares a empresas de fora do concelho, vejam e informe-se do que estudantes do concelho estão a fazer como teses de Mestrado.
      Não se gaste mais dinheiro em coisas que já estão feitas.

Deixar uma resposta