Confraria homenageou Santa Casa do Soito

Confraria Bucho Raiano - Capeia Arraiana (orelha)

A Confraria do Bucho Raiano atribuiu a categoria de Confrade de Honra, com o título de Infanção, à Santa Casa da Misericórdia do Soito. A justa homenagem realizou-se no decurso da cerimónia do VII Capítulo, realizado na igreja matriz do Soito.

O juiz conselheiro Manuel Cipriano Nabais coloca a insígnia de honra no estandarte seguro pelo provedor Rui Carrilho (foto Manuel Monteiro)

O juiz conselheiro Manuel Cipriano Nabais coloca a insígnia de honra
no estandarte seguro pelo provedor Rui Carrilho (foto: Manuel Monteiro)

Coube ao Grão Mestre da Confraria, Carlos Rito, justificar perante o Capítulo da Confraria do Bucho Raiano a homenagem à Santa Casa da Misericórdia do Soito:

A Misericórdia do Soito foi fundada antes de 1846, conforme se verifica nos documentos existentes na Paróquia do Soito, de que se destacam o Hospital (edifício que sofreu reparações consecutivas a cargo da Misericórdia), o Calvário, os Nichos, a Capela da Misericórdia e outras.
Também consta que o Soito foi durante alguns séculos, a única aldeia da região a ter implantada e a funcionar, uma Irmandade da Santa Casa da Misericórdia.
Neste momento, a Irmandade da Santa Casa da Misericórdia do Soito é uma Instituição Particular de Solidariedade Social que desenvolve a sua acção nas áreas da Infância e Juventude, 3.ª Idade e Habitação Social.
Relevando os mais recentes acontecimentos, destaca-se o seguinte:
Em 2 de Junho de 1982 realizou-se a FESTA DA CRIANÇA, nas EIRAS-Soito, em que participou a Freguesia do Soito e as demais Freguesias do Concelho.
Foram muitos os donativos… Deduzidas as despesas, sobejou a quantia de 82 contos, o que, na altura, era uma elevada quantia!…
Então surgiu a dúvida: o que fazer a tanto dinheiro!?!…
Reunida uma Comissão «Ad hoc», numa sala da Fábrica «Cristalina», surgiu a ideia de construir um «Lar da Terceira Idade», tendo-se constituído de imediato uma Comissão para esse efeito, de que fizeram parte, entre outros, os Senhores João dos Santos Oliveira, Amadeu Rito Alves, Manuel Joaquim Fogeiro Rito e Luís Carlos Nicolau.

Carlos Rito entrega o Diploma a Rui Carrilho (foto Manuel Monteiro)

Carlos Rito entrega o Diploma a Rui Carrilho (foto: Manuel Monteiro)

Razão tinha o poeta: Deus quer, o homem sonha, a obra nasce…
Em 10 de Janeiro de 1987 (há quase 30 anos) abriram-se as portas do Lar para 30 utentes. Presentemente o Lar conta com mais de 90 utentes e mais de 50 funcionários.
Há ainda a referir a ampliação e a modernização d as instalações e o desenvolvimento de diversas actividades, em especial as que se relacionam com o apoio ao domicílio e à criança, e também a creche, de acesso e de utilização por parte de pessoas de todo o concelho.
Sendo o Sr. Rui Manuel Nicolau Carrilho o seu actual Provedor, jamais poderíamos deixar de lembrar a constante participação e empenho e dedicação do nosso confrade Manuel Joaquim Fogeiro Rito, que durante estes anos desempenhou funções nos Órgãos Sociais desta Instituição. Destacamos ainda o Sr. Amadeu Rito Alves que também tem desempenhado sempre funções nos Órgãos Sociais.
Assim, não só pelo exemplo demonstrado de querer e persistência de um POVO, mas também pelo enorme impacto social e económico na Região, não poderia esta Confraria deixar de destacar e distinguir esta Instituição – a IRMANDADE DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DO SOITO – e todos os seus «irmãos» e funcionários, atribuindo-lhe o título de Confrade de Honra.

:: ::
Título de Infanção da Confraria do Bucho Raiano
«A Confraria do Bucho Raiano atribui à Santa Casa da Misericórdia do Soito o grau honorífico de Infanção da Confraria, nos termos dos artigos 10º e 12º dos Estatutos, atendendo ao papel histórico desta instituição na assistência espiritual e material à população que serve, e ao contributo para a afirmação das nossas terras da Beira Côa.»
plb

Deixar uma resposta