Orçamento Municipal 2016 do Sabugal – PPI (2)

Ramiro Matos - Sabugal Melhor - © Capeia Arraiana (orelha)

PPI-PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS – Nos finais de 2015 a Assembleia Municipal do Sabugal aprovou o Plano Plurianual de Investimentos para 2016 e anos seguintes.

Sabugal

Sabugal

Concluo hoje a análise deste Plano, revelador da atividade autárquica e, sobretudo, das prioridades definidas.
Desenvolvimento Económico e Abast. Público – Água, Aumento de Cobertura e Fiabilidade – 351.470€ (7,51%) sendo que um terço se refere a investimentos sem financiamento definido.
Desenvolvimento Económico e Abast. Público – Termas do Cró – 84.924€ (1,81%).
Desenvolvimento Económico e Abast. Público – Promoção e desenvolvimento Turístico – 175.500€ (3,75%). Deste valor, 41% destina-se a custear a elaboração do projeto do denominado “Infraestruturas Barragem do Sabugal – Turismo e Lazer”, algo que não sei o que é, mas que custará em 2017, 500.000€.
Desenvolvimento Económico e Abast. Público – Dinamização do Tecido Empresarial Local – 443.965€ (9,45%).
Comunicações e Transportes – 1.238.885€ (26,5%), mas, e pasme-se, 87% não têm financiamento definido.
Das duas uma, ou o Município sabe que vai abrir um período de candidaturas a nível do Portugal 2020 para investimentos em estradas, ou obras como “Pavimentação da Estrada Forcalhos-Lageosa”, ”Pavimentação da Estrada Vinha Redonda-Bendada”, ”Pavimentação da Estrada Rebolosa-Aldeia da Ribeira”, “Pavimentação do Caminho Agrícola Lomba-EN233”, “Pavimentação do Caminho Agrícola Dirão da Rua-Águas Belas” e “Pavimentação do Caminho Agrícola Vila Boa-S. Gens-Souto”, não passarão em 2016 de intenção.
Defesa do Meio Ambiente – 77.032€ (1,64%), dos quais 64,9% se destinam à elaboração do projeto de eficiência energética das piscinas municipais, obra que se promete executar em 2017.
Administração Autárquica – 36.500€ (0,78%).
Estudos e Projetos – 150.055 (3,2%), dos quais 76,6% não têm financiamento definido.
Sabugal Concelho Digital – 109.600€ (2,34%)
Na próxima semana, concluirei a análise que venho fazendo ás propostas orçamentais para 2016 do Município do Sabugal.

Ps. A minha família é, no essencial constituída por mim, minha mulher, minha mãe, meu filho e minha irmã.
Todos vamos, no âmbito do Orçamento de 2016, ver o nosso IRS baixar.
A família apenas possui um carro e não está a pensar comprar nenhum em 2016.
Logo, e apesar do aumento dos impostos indiretos, a minha família é largamente beneficiada com este Orçamento.
E, penso, o mesmo vai acontecer com uma parte significativa das famílias portuguesas.
O resto é conversa…

:: ::
«Sabugal Melhor», opinião de Ramiro Matos

Deixar uma resposta