O bucho voltou a ser rei no Entrudo

Paulo Leitão Batista - Contraponto - © Capeia Arraiana (orelha)

O VI Capítulo da Confraria do Bucho Raiano, realizado no Soito no dia 6 de Fevreiro, trouxe outra vez à evidência que o bucho é a peça gastronómica de referência das terras sabugalenses.

Cerimónia do Capítulo na Igreja do Soito

Cerimónia do Capítulo na Igreja do Soito

A Confraria realizou o Capítulo no Soito, onde quis homenagear o confrade João Luis Inês Vaz, falecido em 2015. Depois da missa, da cerimónia protocular e do cortejo de confrarias, juntaram-se à mesa cerca de 300 comensais, entre confrades do bucho e de 17 outras confrarias e muitas pessoas que quiseram associar-se ao evento para degustar o «rei bucho». Muitos, provavelmente a maioria, vieram de fora até ao concelho, nomeadamente os representantes de confrarias de todo o pais e os confrades do bucho que vivem na diáspora.
A Câmara Municipal juntou o Capítulo da Confraria a outras iniciativas, sob a designação «Entrudo Gordo no Sabugal», através do qual o bucho raiano surgiu como uma dos melhores sabores decorrentes da matança do porco que são degustados nesta época que precede a Quaresma. Os produtores de bucho viram escoar o produto, que teve larga procura, e os restaurantes serviram a iguaria, em sinal do sucesso que o bucho granjeou nestes últimos anos.
O bucho, como seu paladar intenso e diferenciador, é o produto gastronómico que melhor revela a excelência dos bons sabores da região do Sabugal. O seu potencial confere-lhe condições para igualmente promover a demais gastronomia tradicional. Na verdade a aposta no bucho proporciona a apresentação e divulgação de outros sabores raianos, como o cabrito e o borrego, as castanhas e os cogumelos, as trutas e os peixinhos do Côa, as merujes e as azedas, as farófias e as mílharas.
O bucho raiano que foi rei no Carnaval tem condições para reinar todo o ano e contribuir de forma significativa para a promoção do desenvolvimento das terras sabugalenses.
:: ::
«Contraponto», opinião de Paulo Leitão Batista

leitaobatista@gmail.com

Deixar uma resposta